Archive

setembro 2019

Browsing

O email é uma ferramenta de marketing on-line que pode alcançar um grande número de pessoas interessadas em seus produtos ou serviços.

E mesmo que seja um dos métodos de disseminação mais antigos (bem, vamos chamá-lo de "o mais estabelecido"), a pesquisa continua mostrando que pode ser muito eficaz se é usado corretamente.

Obviamente, o envio de e-mails para todos não pode ser chamado de "eficaz". Esse tipo de comportamento é o tipo de coisa que atribuiu um mau nome ao email marketing.

No entanto, existem alguns princípios simples que você pode usar para alcançar mais pessoas, aumentar a taxa de abertura e obter mais sucesso.

1. Faça uma oferta específica

Em um artigo sobre experiências de marketing, há uma excelente citação que realmente resume nosso objetivo a cada email:

"A especificidade está mudando. No marketing, não deve haver mensagem geral. O marketing se comunica com o objetivo. Esse objetivo deve ditar tudo o que dizemos. Esse objetivo deve influenciar e até restringir todas as palavras que proferimos. "

Se seu e-mail é apenas um lembrete genérico de sua existência, é provável que seja 100% bem-sucedido … para lembrar as pessoas de que você existe … e que você também gosta de enviar e-mails inúteis.

Você pode melhorar suas taxas de conversão com especificidade.

Sua linha de assunto deve especificar exatamente o que eles receberão ao abrir o email; o conteúdo deve especificar o que você está propondo.

Não esqueça que você não está tentando vender o produto ou serviço com este e-mail. Você precisa deixar seu site fazer isso.

Sua oferta deve ser precisa o suficiente para dar a eles um motivo para clicar no seu site.

2. Faça uma oferta específica de um jeito bom para o bom público

Você é claro e específico sobre o que está propondo, mas isso não significa que as pessoas se apressem em clicar em sua chamada para ação.

Especialmente se o que você oferece não tem conexão com a pessoa que recebe o email.

Você pode ser muito específico, pode ter a melhor oferta, mas isso não terá muito impacto no público ruim.

Ou se você apresentá-lo da maneira errada.

Uma campanha de marketing imobiliário, por exemplo, terá que considerar compradores e vendedores. Deve ser capaz de fornecer informações oportunas sobre os bairros e casas certos, nos lugares certos. Os e-mails semanais provavelmente seriam excessivos e teriam mais chances de ficar entediados do que atrair clientes em potencial.

Por outro lado, se você estiver lançando uma campanha de email para uma loja de comércio eletrônico, poderá aumentar o número de emails, porque seus clientes desejam ter informações privilegiadas sobre as melhores ofertas ou novos projetos.

Você pode alcançar instantaneamente um vasto público através de uma campanha de email. Você apenas precisa definir claramente esse público e determinar a abordagem que dará aos destinatários um motivo para clicar.

3. Comunique-se como faria nas mídias sociais

Quando você trata seus e-mails como folhetos encontrados em todas as caixas de correio de rua, os proprietários dessas caixas de correio os tratam da mesma maneira … e os descartam.

Nós tendemos a pensar no email como um anúncio e anúncios. Mesmo que não seja uma coisa ruim, não é a maneira mais eficaz de entrar em contato com seus clientes.

Pense nisso como mídia social. Se você já tratou as publicações de mídia social como um anúncio, também perderá esses assinantes rapidamente.

Portanto, considere o email como outra maneira de ser social. É assim que o e-mail deve ser, não é? Uma maneira de manter contato com seus amigos e familiares?

Dê uma olhada neste exemplo (extraído da Experiência de Marketing novamente) para ver um exemplo que ilustra como escrever como um ser humano escreveria para outro ser humano "absolutamente esmagado" pelo desempenho de seus e-mails tradicionais.

4. Não espere sempre ter sucesso na primeira vez

Não espere a perfeição do seu primeiro email. Você pode fazer muito bom com seu primeiro email – supondo que sua campanha tenha um bom começo -, mas será necessário trabalho, teste e retoque para que todo o potencial seja realmente explorado.

O marketing por email é como qualquer outro elemento do marketing on-line, o que significa que você precisa confiar na análise e não nas suposições.

Você pode se surpreender com o que os números mostram.

Por exemplo, você já deve ter visto números na "melhor hora para enviar e-mails" ou "nos melhores dias da semana para enviar e-mails" ou "quantas vezes por mês você deve enviar e-mails".

Vários estudos já foram realizados para determinar a melhor hora para enviar um email. Alguns deles também são rápidos em apontar que não há resposta certa aqui e que pessoas diferentes estão abrindo e-mails e horários diferentes.

Um advogado, por exemplo, pode ter mais chances de abrir e-mails entre 10 e 14 horas, enquanto uma enfermeira pode abri-los entre 10 e 22.

O fato é que toda essa pesquisa é um ótimo lugar para começar a planejar suas estratégias, mas desde que você não colete seus próprios dados em seu próprio público-alvo, uma generalidade é tudo o que será.

Você pode fazer muito mais com detalhes do que generalidades.

E, embora você não tenha todos os detalhes ao enviar um email pela primeira vez, é possível assistir, gravar e desenvolver a campanha de maneira consistente para melhorar um pouco a cada correspondência.

5. Deixe o valor muito claro

Da linha de assunto ao conteúdo e às imagens, você deve certificar-se de conectar o valor que oferece ao leitor.

No mundo do SEO, costumamos dizer que você só tem alguns segundos para chamar a atenção de seus clientes depois que eles acabam na sua página inicial.

No email, a mesma urgência se aplica, mas de uma maneira diferente.

Quando uma pessoa chega ao seu site, é seguro assumir que ela tem pelo menos algum interesse em seus produtos / serviços / conteúdo, pois ela pesquisou ativamente e clicou no seu site.

Quando alguém abre um e-mail, ele espera que você prove seu valor rápido o suficiente, porque você veio até ele. Eles não vieram até você.

Eles não querem saber se você tem o que eles querem. Eles estão procurando um motivo para excluir seu email.

Se o interesse de abrir o e-mail e clicar no CTA for claro, você terá uma chance muito maior de converter um leitor ocasional em um cliente sério.

6. Não pergunte muito, mas especifique o que você está perguntando

Um e-mail com uma chamada à ação na linha "Inscreva-se agora por US $ 10 por mês" provavelmente não é muito bem-sucedido.

Não tente vender nada com seu e-mail, exceto um clique.

Isso significa vendê-los no valor do outro lado deste clique.

Se você tiver contato com eles e falado com eles como uma pessoa real, não deve ser muito difícil.

Ao mesmo tempo, você realmente não precisa se preocupar. Você pode ter certeza de que está vendendo alguma coisa.

As pessoas tendem a ser mais abertas à franquia. Se eles acharem que você está tentando ser desonesto com a venda, provavelmente pressionarão o botão excluir.

Crie relacionamentos com email

Ninguém quer se envolver em um relacionamento comprometido desde o primeiro aperto de mão. Tendemos a querer explorar um pouco mais as possibilidades antes de passar para o próximo nível.

Ao criar uma campanha de e-mail eficaz, você pode essencialmente fazer com que os clientes em potencial olhem nos seus olhos e dê um aperto de mão firme. Eles podem não responder imediatamente, mas este é um primeiro passo importante em qualquer relacionamento.

O próximo passo é seguir as diretrizes acima. Se você se ater a isso, o email marketing pode ser uma arma poderosa em seu arsenal de marketing online.

Hey,

Nathan Gotch aqui.

Eu fundei o Gotch SEO em 2013 como parte de uma missão: ajudar o maior número possível de empresas a alcançar o SEO.

Eu, então, persegui esse objetivo embalando minhas coisas e dirigindo da Califórnia para St. Louis.

distância

Eu não tinha clientes, prospects e dinheiro (exceto um cartão de crédito com um limite de US $ 500).

Eu também tinha dívidas de até US $ 40.000 por causa de empréstimos estudantis e empréstimos para automóveis.

Serei honesto com você:

Eu estava com medo e tinha todas as possíveis crenças limitantes em minha mente durante aquelas 27 horas de carro …

"E se eu falhar?" … "O que as pessoas pensam de mim?"

Eu poderia ter entrado em colapso após um caso de "what ifs", mas empurrei.

No final, consegui meus primeiros clientes de SEO dentro de 30 dias depois de me mudar para St. Louis. Até tirei uma foto do primeiro "grande" cheque que já recebi:

verificar

Aumentei o Gotch SEO para seis dígitos (lucro) em menos de 6 meses e minha vida nunca mais foi a mesma:

IMG_1834-1

(1º ano completo do uso do Gotch SEO)

Também cancelei minha dívida e perdi meu patrimônio líquido:

Patrimônio líquido

Compre para minha esposa o anel de noivado dos seus sonhos:

anel

E o truque de uma nova mãe:

carro

Também passei minhas primeiras férias oficiais em St. Thomas:

Ritz Carlton St Thomas

E então no México:

El Dorado Maroma México

Nós até nos mudamos para a casa dos meus sonhos (com meu próprio escritório e meu porão).

casa

Não estou lhe dizendo isso para se gabar.

Na realidade:

Eu sou uma pessoa muito introvertida e privada (pergunte a minha esposa). Eu tinha literalmente um nó no estômago para decidir se mostraria ou não o que foi dito acima.

Aqui está a verdade:

Eu queria te mostrar essas coisas porque não sou diferente de você. Fui criado por uma mãe solteira em uma família de baixa renda. Nós morávamos em um parque de trailers em um ponto, aqui está uma visão aérea:

reboque

Eu também tive notas horríveis na escola …

GPA "width =" 665 "height =" 496 "data-srcset =" https://4yzju2xs9t32hsrll2fcuhn8-wpengine.netdna-ssl.com/wp-content/uploads/2019/07/GPA.png 665w, https: // 4yzju2xs9t32hsrll2fcuhn8-wpengine.netdna-ssl.com/wpontent/uploads/2019/07/GPA-300x224.png 300w, em inglês, /GPA-170x127.png 170w "tamanhos =" (largura máxima: 709px) 85vw, (largura máxima : 909px) 67vw, (largura máxima: 984px) 61vw, (largura máxima: 1362px) 45vw, 600px

… e quase fui demitido da universidade por minhas poucas habilidades de escrita.

Às vezes passo por funks e questiono tudo o que faço.

E continuo, até hoje, cometendo muitos erros nos meus negócios.

Por que diabos estou lhe dizendo isso?

Porque se eu posso aprender SEO, obter resultados concretos e desenvolver centenas de empresas, nada impede você de fazer a mesma coisa.

Há outra coisa que quero lhe dizer:

Eu não sou motivado por coisas materiais.

O que me motiva é a liberdade.

Aprender SEO ajudou a alcançar esse objetivo.

Eu não falava mais em pagar contas …

… nem sequer pensar neles.

Eu me senti preso em um trabalho que eu odiava …

… pular da cama para trabalhar em uma empresa que eu gosto muito.

Eu saí nunca capaz de fazer o que eu queria …

… sempre ser capaz de fazer o que eu quero, quando eu quero.

Passei por uma vida de escassez e medo …

… para uma vida de abundância e oportunidades ilimitadas.

A verdade é que aprender resultados consistentes de SEO tornou tudo isso possível.

Se você quiser aprender como obter resultados consistentes de SEO, confira Gotch SEO Academy.

Mais de 700 outros empreendedores já aderiram à empresa e espero que você faça o mesmo.

A velocidade é muito importante para um site. É tão importante que o Google fez dele um fator de classificação real. Com o tempo, o Google tomou medidas para melhorar a velocidade de carregamento de sites, fornecendo um conjunto de ferramentas para desenvolvedores e webmasters. O Google Lighthouse é uma dessas ferramentas.

Mas como essa ferramenta do Google PageSpeed ​​Insights realmente funciona? E mais importante, a velocidade da página afeta o SEO?? Você encontrará tudo o que precisa saber neste artigo.

how_page_speed_affects_google_ranking

A ferramenta PageSpeed ​​Insights não teve um bom desempenho no passado. A maioria das informações nele contidas pode ser encontrada com relativa facilidade em outros lugares e isso não indica a velocidade propriamente dita. No entanto, o Google atualizou recentemente essa ferramenta e é muito melhor. Infelizmente, também é muito mais difícil de entender.

No entanto, essa ferramenta se tornou popular entre os SEOs via PageSpeed ​​Insights, que é realmente desenvolvido pelo Lighthouse, mas fornece as informações em um formato fácil de seguir, em uma página da web.

  1. O que é o Google PageSpeed ​​Insights?
    1. Celular x computador
    2. Qual é a velocidade da página?
  2. O PageSpeed ​​Insights afeta o SEO? 100/100 Score é essencial?
  3. Métricas do PageSpeed ​​Insights
    1. Dados de campo e laboratório (métricas de desempenho)
    2. Oportunidades e diagnósticos
  4. Como é calculada a pontuação do PageSpeed ​​Insights?
  5. Pontos-chave para melhorar a pontuação do PageSpeed ​​Insights
    1. Tempo de resposta do servidor
    2. Compactação de imagem
    3. Estrutura HTML e CSS
    4. Minificação e compactação de script
    5. Política de Cache
    6. Tema leve e plugins
  6. Como verificar em massa a pontuação do PageSpeed ​​Insights
  7. Outras ferramentas para medir e melhorar a velocidade do site
    1. Pingdom
    2. GT-Metrix
    3. mod_pagespeed
    4. AMP do Google (páginas móveis aceleradas)

O que é o Google PageSpeed ​​Insights?

O PageSpeed ​​Insights é uma ferramenta on-line fornecida pelo Google que identifica problemas de desempenho da Web nos sites. Embora principalmente relacionado a Problemas técnicos de SEOas ferramentas também analisam o site do ponto de vista da experiência e acessibilidade do usuário.

Você pode acessar o PageSpeed ​​Insights visitando https://developers.google.com/speed/pagespeed/insights/.

Página inicial do Insights sobre velocidade

Você pode inserir o URL. Após alguns segundos, a ferramenta retorna uma página contendo resultados sobre o desempenho do seu site. No topo, haverá uma pontuação geral, que é uma média de vários fatores. Abaixo, você encontrará informações detalhadas sobre o que realmente afeta sua velocidade.

No entanto, essa não é a única ferramenta PageSpeed ​​fornecida pelo Google. Há também o mod_pagespeed, um módulo de servidor usado para corrigir esses problemas de velocidade, e o carro-chefe real (a ferramenta de análise de sites que alimenta tudo), disponível no próprio Chrome. Há também várias extensões do Chrome relacionadas ao PageSpeed ​​Insights do Google.

Discutiremos brevemente cada um deles neste artigo, mas focaremos principalmente no PageSpeed ​​Insights, que parece ser a ferramenta mais prática que a maioria dos SEOs usa ao visitar um site.

Celular x computador

Quando você insere uma página para testá-lo, o Google atribui duas pontuações: uma para a versão móvel e a outra para a versão para computador.

Inicialmente, a ferramenta PageSpeed ​​deu apenas uma pontuação, para a versão Desktop. Mas, recentemente, o uso de dispositivos móveis tornou-se cada vez mais popular. Em 2018, mais de 50% dos usuários de mecanismos de pesquisa pesquisavam em dispositivos móveis. Quando o Google mudou para um primeiro índice para celular, também foi bom começar testando a velocidade das versões móveis.

PageSpeed ​​Mobile vs Desktop

No entanto, se você tiver um design responsivo, poderá pensar que essas versões são na maior parte idênticas.

Se sim, por que eles têm pontuações diferentes?

móvel: Quando você usa a ferramenta PageSpeed ​​Insights, o primeiro resultado obtido é a velocidade de movimento. Isso significa que seu site foi testado em uma conexão móvel, provavelmente com uma conexão 4G, pois parece ser pelo menos a velocidade mais comum nos Estados Unidos.

Cobertura de rede móvel

https://www.uscellular.com/coverage-map/voice-and-data-maps.html

No entanto, lembre-se de que muitos usuários móveis em todo o mundo ainda recebem apenas o sinal 3G e, mesmo que tenham uma velocidade de conexão mais lenta, ainda estão esperando por ele. para um carregamento muito rápido do site.

E aqui está o problema. Nem sempre é sobre o seu site, mas sobre a velocidade da conexão. Pode parecer que o site está lento quando, na realidade, a velocidade da conexão é lenta.

escritório: Na área de trabalho, a pontuação é maior porque a velocidade da conexão é maior. É exatamente o que acontece com a luz e as fibras ópticas. A menos que você viva no Reino Unido, é claro, e ainda tenha xícaras e um canal na Internet.

O site passa pelos mesmos testes, mas é especialmente a velocidade da conexão que difere.

É por isso que o celular vem em primeiro lugar, porque os dispositivos móveis geralmente têm conexões mais lentas. As coisas podem mudar com o 5G, mas até então, certifique-se de melhorar a velocidade do seu site para dispositivos móveis.

O que é exatamente a velocidade da página?

OK, então sabemos o que a ferramenta faz: ela fornece uma pontuação com base na rapidez com que seu site pensa. Mas qual é exatamente a velocidade da página?

Velocidade da página é a velocidade com que uma página individual é carregada no seu site. Páginas diferentes podem ter velocidades diferentes devido a fatores como imagens e scripts.

Mas a velocidade é relativa. Isso depende de muitos fatores, como o desempenho do site, o desempenho do servidor, a página da web em que você está, o tipo de conexão, o provedor de serviços de Internet do usuário, o pacote da Internet, o poder do processamento do dispositivo, navegador, informações fornecidas pelo usuário. feito neste momento, quantos aplicativos estão sendo executados e assim por diante.

No entanto, só podemos trabalhar com o que podemos trabalhar, ou seja, nosso site e nosso servidor. Nós realmente não controlamos o resto.

Apenas para esclarecer, a velocidade da página não é uma pontuação, como o PageSpeed ​​Insights. O tempo de carregamento de uma página da web é medido em segundos. Isso é o que conta.

É por isso que o Google PageSpeed ​​Insights não era tão bom no passado. Na verdade, não informava com que rapidez o carregamento do seu site. Apenas pontuações.

E é por isso que esta nova versão é tão boa. Ele informa tudo o que você precisa saber sobre a velocidade real de carregamento, mantendo os benefícios da versão antiga.

É claro que existem diferentes pontos de interesse no tempo de carregamento. Por exemplo, convém executar alguns scripts no final, porque eles não precisam ser usados ​​inicialmente.

Eles podem levar muito tempo para concluir o carregamento, portanto, o tempo total de carregamento pode ser maior. Mas se o site for utilizável até então, não será um problema tão grande.

Carregamento rápido do site

Por exemplo, suponha que você queira executar um script pop-up com intenção de saída. Esse script leva de 5 a 10 segundos para carregar. No entanto, você deseja mostrá-lo ao usuário somente após cerca de 20 a 30 segundos.

Se você começar a executar seu script imediatamente, poderá adiar o carregamento de outros itens importantes, como a primeira coisa que o usuário precisa ver: o conteúdo da dobra acima. Isso seria muito sério, especialmente porque você só usará esse script 20 a 30 segundos depois.

Portanto, você pode adiar o carregamento do script depois de tudo o que é essencial para proporcionar ao usuário uma melhor experiência.

No entanto, se você tiver um script que faça o menu funcionar ou seja um elemento essencial para a facilidade de uso do site, convém carregá-lo no final. Isso prejudicaria a experiência, porque o usuário não pôde acessar esta função antes que todo o resto fosse carregado.

A velocidade da página afeta o SEO? O Índice de Insights 100/100 é essencial?

A resposta simples é que a velocidade da página afeta o SEO. A velocidade da página é um fator de classificação direta, fato ainda mais conhecido desde a rápida atualização do algoritmo do Google. No entanto, a velocidade também pode afetar indiretamente as classificações, aumentando a taxa de rejeição e reduzir o tempo de inatividade.

No Google, os usuários são os primeiros. Estudos realizados pelo Google mostram que a velocidade média de carregamento de 3G é muito lenta. Eles também mostram que os usuários saem do site após cerca de 3 segundos. Isso significa que a experiência deles é ruim e que o Google não gosta de classificar sites que oferecem uma experiência ruim ao usuário.

O que você precisa lembrar é que a velocidade é medida em segundos, e não pontos de 0 a 100. Embora o PageSpeed ​​Insights seja uma ferramenta que ajuda a melhorar a velocidade, a pontuação não significa necessariamente qualquer coisa no mundo real.

No entanto, é importante melhorar a pontuação de velocidade da página.

Por quê?

Como no Google, não sabemos ao certo se a pontuação é usada como um fator de classificação ou não. O Google usa segundos? Ele usa o placar? Quem sabe …

No entanto, vi sites com uma pontuação perfeita na classificação da página e mal sites com uma pontuação abaixo de 50 muito bem (#youtube).

No entanto, você precisa considerar como o Google realiza esses testes. Não sabemos de onde vêm os testes. O seu servidor é romeno e o Google está testando-o com uma conexão 3G nos EUA? Bem, obviamente você pode esperar velocidades baixas.

Mas apenas para o prazer do usuário, coloque o tempo de carregamento em primeiro lugar. E não use apenas o PageSpeed ​​Insights para testá-lo. Continue até o final e mostrarei algumas ferramentas que você pode usar para testar a rapidez com que o site é carregado em diferentes locais.

Às vezes, o Google se contradiz!

Por exemplo, o Google PageSpeed ​​Insights considera o bloqueio de renderização de script do Google Analytics, o que significa que você deve carregá-lo posteriormente no rodapé. No entanto, o Google Analytics especifica muito claramente que o script deve ser colocado no seção do site, caso contrário, não funcionará corretamente e não será aceito inicialmente como uma instalação válida.

Então você recebe uma pequena nota no PageSpeed ​​Insights … fazendo o que o Google diz … apenas para saber que você não deve fazer assim … pelo Google. Você entendeu.

Além disso, você não pode armazenar em cache o script corretamente, a menos que armazene o arquivo analytics.js no seu servidor. Obviamente, isso é algo que o Google Analytics não recomenda. Também é um inferno para manutenção, porque sempre que o arquivo JavaScript do Google Analytics recebe uma atualização, você também precisa atualizá-lo em seu site.

Obviamente, isso não acontece apenas com ferramentas e scripts do Google, mas com um script de terceiros sobre o qual você não tem controle.

Para nossa defesa, até o YouTube, que pertence ao Google e deveria, em teoria, dar o exemplo, tem uma pontuação bastante lenta, pelo menos no momento da redação deste artigo.

Velocidade lenta da página do YouTube

Mas isso não significa que o carregamento do site seja lento. Você pode ver que os dados do campo (para os quais há muito, porque é o YouTube) indicam que o site carrega em cerca de 4 segundos, o que não é ruim, pois o YouTube possui exibições de vídeo fornecidas recentemente em miniaturas.

Você também pode testar seu site em https://www.thinkwithgoogle.com/intl/en-gb/feature/testmysite/ para obter uma explicação mais simples de quão rápido o site é carregado!

Teste de velocidade do ThinkWithGoogle Mobile

O site da nossa outra empresa, BrandMentions, carrega em menos de 2 segundos com uma conexão 4G, como você pode ver acima. Nós veríamos isso como muito bom. Obviamente, sempre há espaço para melhorias. De acordo com os padrões do Google … é o caminho.

No entanto, o Google parece considerar que a velocidade do website cognitivoSEO é lenta, mesmo que o carregamento tenha sido feito em pouco mais de 3 segundos, o que ainda é bastante rápido, dado o número de ferramentas de terceiros que usamos .

CognitiveSEO

Observe que você precisará gastar menos de 1 segundo para ser considerado rápido! Para fazer isso, você provavelmente precisará de um site muito simples, sem plug-ins de terceiros ou janelas pop-up sofisticadas. Não é fácil se você realmente deseja fazer marketing digital.

Então, sim, a velocidade de carregamento é importante para o SEO, mas uma pontuação perfeita do PageSpeed ​​Insights não é. Desde que o site seja carregado em cerca de 3 segundos, a maioria dos usuários deve concordar.

Métricas do PageSpeed ​​Insights

Como muitos fatores podem afetar a velocidade do site, o Google divide tudo em diferentes categorias na ferramenta PageSpeed ​​Insights, para uma melhor compreensão dos problemas.

Isso é útil porque o Google também fornece algum tipo de priorização, que mostra o que afeta mais a velocidade.

Dados de campo e laboratório

Essas são as novas métricas que são realmente úteis. Eles são divididos em duas categorias: dados de campo e laboratório.

Dados de campo Isso é importante no mundo real, porque são os dados que o Google extrai de usuários reais, via Chrome ou outros provedores de dados.

Obviamente, essa é uma média e, se o Google ainda não tiver dados suficientes, será informado.

Resumo de origem mostra uma média da velocidade do site como um todo. Dessa forma, você pode ter uma idéia da comparação da sua página com o site e a comparação entre este site e outros sites no relatório sobre a experiência do usuário do Chrome.

Dados laboratoriaisembora ainda útil, pode ser considerado menos importante porque é coletado em um ambiente controlado. Isso significa que é testado por meio de uma única conexão e não agrega dados de vários usuários.

Os dados do laboratório geram a pontuação de velocidade da página do Google.

Como o Google nem sempre tem dados de campo, ele usa dados de laboratório do campo para analisar seu site.

Primeira pintura de contentamento representa o momento em que os usuários veem algo em sua página da web pela primeira vez. Se você observar as séries de imagens, poderá ver como elas são:

Primeira pintura de contentamento

Como você pode ver, a página não foi totalmente renderizada, algo aconteceu.

Primeira pintura significativa O segundo passo, digamos, se tomarmos os resultados acima como exemplo. Representa o ponto em que o usuário pode realmente entender o primeiro conteúdo. Por exemplo, aparece um texto legível ou uma imagem, em vez de cores e planos de fundo.

Índice de velocidade é uma métrica mais complexa. Ele mede a velocidade com que os elementos do seu site são visivelmente preenchidos. Quanto mais rápido eles aparecerem, melhor. Você está procurando uma pontuação mais baixa aqui, porque ela também é medida em segundos.

Primeiro processador em espera é o ponto em que o site carregou informações suficientes para processar a primeira entrada do usuário. Por exemplo, se o site não tiver carregado informações relevantes o suficiente, o usuário poderá pressionar itens ou rolar pela tela, mas nada acontecerá.

Tempo de interatividade é o próximo nível, aquele em que o site é totalmente interativo. Isso significa que tudo está carregado na memória do dispositivo e agora está pronto para ser usado.

Primeira vez de entrada potencial máxima Tempo de espera para um usuário a partir do momento em que ele interage com os navegadores até que ele responda. Essa é a única medida de desempenho que não afeta a pontuação de velocidade da página.

Oportunidades e diagnósticos

A seção Oportunidades fornece informações sobre o que você pode melhorar em seu site. Também fornece uma estimativa do impacto de cada problema no seu tempo de carregamento e como você deve priorizar suas tarefas.

Passar por cada um deles seria um exagero. No entanto, em cada métrica, você terá uma pequena seta que pode ser usada para expandir a seção.

Oportunidades e diagnósticos de velocidade de página

Você encontrará informações sobre cada uma das recomendações e como resolver o problema para aumentar a velocidade do seu site. Você notará que os elementos que causam os problemas mais importantes são geralmente imagens e scripts de terceiros.

A seção de auditorias anteriores é a lista de coisas que você já faz bem em sua página da web. Basicamente, ele mostrará elementos das seções Oportunidades e Diagnósticos que correspondem às configurações do Google.

Quanto mais você tiver nesta lista, melhor!

Como é calculada a pontuação do PageSpeed ​​Insights?

Embora você possa ver muitas coisas na ferramenta PageSpeed ​​Insights, a pontuação é realmente calculada usando apenas os segundos na seção Dados do laboratório. Se você ler atentamente, verá a mensagem "Essas métricas não afetam diretamente a pontuação de desempenho" em Oportunidades e diagnósticos.

As métricas nos dados do laboratório são chamadas de métricas de desempenho. Existem 6 deles e nós os apresentamos acima. Cada métrica obtém uma pontuação de 0 a 100. Cada métrica tem um peso diferente no cálculo da pontuação.

3 – Primeira pintura de contentamento
1 – Primeira pintura significativa
2 – Primeiro processador em espera
5 – Tempo para interatividade
4 – Índice de velocidade
0 – latência estimada de entrada

Em ordem de importância, eles estão listados da seguinte forma: Tempo para interatividade, Índice de velocidade, Conteúdo da primeira resposta, Primeiro processador em espera, Primeira tabela significativa e Latência estimada de entrada, que não tem efeito sobre pontuação.

As pontuações são baseadas em algoritmos de distribuição log-normal, portanto, evite ir muito longe na toca do coelho. Se você quiser saber mais, leia esta página.

O Google também colocou um arquivo em folha que você pode usar para ver como a pontuação é gerada. Se você conhece as funções do Excel, pode fazer engenharia reversa. Você pode fazer o download deste arquivo aqui, mas deve criar sua própria cópia (Arquivo -> Criar sua própria cópia) antes de poder editá-lo. Há também uma versão para o Lighthouse v5.

PageSpeed ​​Score Calculator

Simplificando, a primeira pintura do conteúdo contém mais impacto na pontuação do que a primeira pintura com significado, e assim por diante.

Por quê? Bem, provavelmente porque se nada for exibido na tela, é mais provável que o usuário saia do seu site. Se você postar … alguma coisa, você economizará um pouco de tempo para entregar o restante da coisa.

As pontuações são finalmente divididas em 3 categorias, lento (0-49) média (50-89) e bem (90-100). Em seguida, uma média é gerada como resultado final para o seu site.

Geralmente, se você tem menos de 50 anos, tem problemas a resolver! Mas, novamente, não se preocupe se o seu site carregar em cerca de 3 segundos.

Pontos-chave para melhorar a pontuação do PageSpeed ​​Insights

Tudo lá em cima pode ser um pouco difícil de digerir. Nós entendemos. Muito provavelmente, você não será capaz de resolver tudo! Excluímos o fato de que não era importante obter uma pontuação de 100%. No entanto, aqui estão os principais elementos que tornarão o carregamento do site mais rápido.

aviso: faça um backup dos seus arquivos e banco de dados antes de fazer essas melhorias. Eles podem atrapalhar o seu site e você precisa se certificar de que pode voltar para uma versão anterior!

Tempo de resposta do servidor

O servidor é algo que você realmente não pode melhorar. Você tem uma boa ou uma má. Para melhorá-lo, você deve reduzir consideravelmente sua carga ou melhorar seu hardware, sobre o qual você não tem controle, a menos que tenha a máquina física.

Portanto, é importante ter um bom servidor em primeiro lugar. Mas como você escolhe um bom servidor?

Bem, qualquer empresa de hospedagem que se posicione bem no Google deve fornecer serviços decentes. No entanto, cabe a você testar. Melhor conselho? Se você estiver focando principalmente no SEO local, escolha um servidor local. Por exemplo, se a maioria do seu público-alvo reside na Itália, escolha um servidor com o data center na Itália.

Se o data center estiver nos Estados Unidos, as informações precisarão percorrer um longo caminho antes de atingir seu público-alvo.

Você sempre pode testar o site do seu host com o PageSpeed ​​Insights e procurar TTFB (Time To First Byte) ou tempo de resposta do servidor. Se isso estiver na seção Auditorias de sucesso, você sabe que possui um bom provedor de hospedagem.

Fast Server TTFB

No entanto, é melhor conhecer alguém que seja um provedor de hospedagem de clientes real para que você possa testar a velocidade lá.

Realisticamente, o site do host provavelmente estará em um servidor dedicado, enquanto o site estará em um pacote de hospedagem compartilhada. Isso significa que você compartilhará o processador e a largura de banda da Internet do computador com outros sites.

Se você pode testar um site real de um cliente, é ótimo. Você pode visualizar as avaliações e encontrar clientes ou solicitar à equipe de suporte que forneça uma.

Compactação de imagem

Em geral, as imagens são o principal problema dos sites. Eles são grandes e demoram muito para baixar.

Existem dois tipos de problemas com imagens. O primeiro é o tamanho da tela em comparação com o tamanho real da imagem em pixels e o segundo é o tamanho do disco.

Tamanho do disco: Quanto mais espaço uma imagem ocupa em um disco rígido ou SSD, mais tempo será necessário para o download. 100 KB será baixado muito mais rápido que 1000 KB (1 MB). Se você tiver 10 imagens desse tipo no seu blog, espere que o site seja carregado muito lentamente.

Você pode usar o WP Smush para otimizar suas imagens. É um plugin que comprime imagens sem perda de qualidade. Isso significa que você pode reduzir uma imagem de 1000 × 1000 pixels de 200 KB para 150 KB sem perceber a diferença de qualidade, o que acelera o carregamento em 25%.

WP Smush

Tamanho da tela: O tamanho da tela é o tamanho em que uma imagem é exibida. Por exemplo, a imagem abaixo é exibida em 300 × 300 pixels.

300x300

Para que as imagens sejam carregadas mais rapidamente, você deve primeiro verificar se não está usando uma imagem maior que a que será exibida. Por exemplo, se você tiver uma seção HTML com um estilo CSS de 300 × 300 pixels, mas carregar uma imagem de 1000 × 1000 pixels na origem, perderá o tempo de carregamento desses 700 × 700 pixels.

Isso ocorre porque o navegador deve baixar a imagem 1000 × 1000 pixels e reduzi-la a 300 × 300 pixels. Demora mais para o processo de download e redução. Você pode resolver esse problema carregando suas imagens com a mesma largura e altura em que serão exibidas.

O WordPress faz isso automaticamente criando várias instâncias da imagem quando você a baixa. É por isso que você verá esse sufixo 300 × 300 ou 150 × 150 no final do caminho de um arquivo de imagem. É por isso que você pode escolher tamanhos (Grande, Médio, Miniatura). Embora não seja perfeito, especialmente se você redimensionar manualmente a imagem clicando e arrastando, e ocupando mais espaço no servidor a longo prazo, isso ajuda na velocidade de carregamento.

Denunciar imagens é outra coisa que você pode fazer para melhorar o tempo de carregamento. Isso significa que você pode baixá-los mais tarde quando o usuário rolar a página da web para baixo. Haverá um breve momento em que as imagens não serão visíveis, mas elas aparecerão uma após a outra.

Isso ajuda os navegadores a se concentrarem na parte importante, aquela que os usuários estão assistindo naquele momento.

Existem vários plugins que podem ajudá-lo a fazer isso. No entanto, muitos têm bugs ou apenas postam imagens em determinadas situações, por exemplo, se elas foram criadas pelo WordPress ou WooCommerce, mas não quando são criadas ou inseridas por plugins menos populares.

Certamente existem plugins para outros CMS, como Joomla ou Magento. Basta fazer uma pesquisa no Google por eles. Se você não está em um CMS popular, como o WordPress, as imagens podem ser carregadas com o jQuery, mas você definitivamente precisará de um desenvolvedor, se você não é um deles.

Formatos de imagem da próxima geração são recomendados pelo Google. Eles são muito úteis, especialmente ao carregar um site a partir de um dispositivo móvel. No entanto, há uma razão pela qual poucas pessoas ainda os usam.

Os formatos de imagem da próxima geração ainda não são suportados por todos os principais navegadores. Isso significa que você precisará veicular dinamicamente diferentes formatos para diferentes navegadores.

Se você pode usar um plug-in no seu CMS, pode parecer simples, mas se você usa uma plataforma personalizada, precisa desenvolver tudo do zero, o que é muito caro. Aqui está uma lista de navegadores compatíveis com o formato WebP.

WebP Formato de imagem da próxima geração

Se você redimensionar e otimizar suas imagens corretamente, as economias que você obtém ao convertê-las em formatos de imagem da próxima geração, como JPEG2000 ou WebP, podem não valer tempo e dinheiro.

No entanto, se você tiver tempo e orçamento, vá em frente, faça-o. Você pode usar esta ferramenta para verificar se os navegadores nos quais seus usuários passam mais tempo são suportados. Procure WebP ou JPEG2000.

Estrutura HTML e CSS

A estrutura HTML da sua página da web determina como ela é carregada. Os navegadores leem uma página de cima para baixo e carregam itens da mesma maneira. Isso significa que, se você deseja que algo seja carregado primeiro, coloque-o mais alto em sua página.

Geralmente, os problemas não dizem respeito a HTML, mas a CSS. Se você escrever seu código CSS de maneira caótica, o tempo de carregamento será mais lento e a experiência do usuário será ruim.

Veja um exemplo. A maioria dos sites, se não todos, segue esta estrutura HTML: head> body> footer.

Se meu arquivo CSS começar com o estilo do rodapé, ele obterá o estilo, mesmo antes da dobra. Enquanto isso, o cabeçalho e o corpo podem ficar limpos.

Também é uma boa ideia adicionar o seu estilo móvel primeiro, porque os dispositivos móveis são os mais lentos.

É o mesmo com a renderização JavaScript. Poste scripts que não são essenciais. Adicione-os ao rodapé para que sejam carregados por último.

No entanto, se você tiver scripts importantes, como o Google Analytics, que precisam ser executados o mais rápido possível, mantenha-os imperativamente no cabeçalho e verifique se eles são acionados e funcionam corretamente, mesmo se possível. resultar em uma pontuação mais baixa no PageSpeed.

Minificação e compactação de script

Minificação é reduzir o tamanho de um arquivo, removendo informações desnecessárias.

Por exemplo, ao escrever JavaScript e CSS, a maioria, se não todos, os codificadores preferem usar espaços para manter seu código limpo e fácil de ler. No entanto, esses espaços extras se somam, especialmente se você tiver um longo pedaço de código.

Minificação CSS

cssminifier.com

Une autre façon de minimiser le code serait de combiner des éléments similaires.

Par exemple, si mes sections de tête et de pied de page étaient identiques, au lieu de les écrire comme suit:

corps {
taille de police: 16px;
}
bas de page {
taille de police: 16px;
}

Je pourrais écrire:

corps, pied de page {
taille de police: 16px;
}

Compression est le processus de réduction de fichiers en remplaçant des séquences d'informations récurrentes par une seule référence à cette séquence particulière.

Ainsi, par exemple, si j'ai le code suivant: 123 4 123 123 123 4 123 123, je pourrais remplacer 123 par un 1 et obtenir une version compressée comme celle-ci: 1 4 1 1 1 4 1 1. Bien sûr, c'est beaucoup plus complexe que ce que j'ai présenté.

Cela se produit généralement côté serveur et le plus commun s'appelle compression Gzip. Le serveur envoie une version compressée. Une fois que le navigateur a reçu le fichier compressé, il le décompresse en inversant le processus pour en lire le contenu.

Cela fonctionne assez bien comme WinRAR; nous le savons probablement tous, car nous l’utilisons gratuitement depuis toujours!

Si vous utilisez un CMS populaire, vous trouverez certainement un plugin pour la compression et la minification. Par exemple, le plugin W3 Total Cache fait beaucoup de choses, y compris les deux, si vous le configurez correctement.

N'oubliez pas que la compression dépend de la configuration du serveur. Si votre serveur ne prend pas en charge Gzip, vous ne pourrez pas compresser les fichiers. Si vous avez un serveur Apache, assurez-vous que mod_deflate est installé.

Vous pouvez demander à votre fournisseur de serveur si votre hébergement le supporte. 99,9% du temps, ils diront oui. Si ce n’est pas déjà installé, ils devraient le faire gratuitement, car c’est quelque chose de très basique.

Si vous n’êtes pas sur un CMS populaire, vous pouvez également activer la compression Gzip. via le fichier .htaccess (Serveurs Apache) en ajoutant le code suivant, tant que mod_deflate est installé.

Sometimes, you can also combine the scripts. There are plugins that do this, such as Autoptimize, which I’ve presented before. Combining scripts is exactly what it says. Instead of having two files, you combine them into one. This way there’s only one request made to the server, instead of multiple ones.

However, combining scripts can many times causes bugs, so make sure you back up everything before.

Cache Policy

Caching is the process of storing files in a client’s browser in order to be able to quickly access them at a later time.

For example, if a user comes to your website for the first time, your logo will have to be downloaded. However, if you have an effective caching policy, that file will be stored in the user’s browser. When the user accesses your site a second time, it won’t have to download that file again as it will be instantly loaded from their computer.

Dynamic Elements (short cache policy): Dynamic elements are elements on your website that change frequently. For example, you might keep adding new posts in a slider on the Homepage.

In this case, the HTML is the dynamic element, so set a short caching policy if this fits you. 30 minutes might be enough, just in case the user returns to that page in the same session.

In some cases, you might not want to cache those elements at all, if promptitude is what matters for your users, such as on news websites.

Static Resources (long cache policy): Static resources are files that rarely change. These are usually images and CSS or JS files, but they can also be audio files, video files, etc.

You can set a longer cache time for images and CSS files since you know you will not be changing them very frequently. You can even go up to one year, but 3 months is usually enough.

Third Party Tools: You don’t really have control over 3rd party tools, so if you feel like a tool that is hosted elsewhere makes your website run very slow, better find an alternative or give up on it.

A solution would be to host the files on your own server and cache them. However, this might not be very productive and it’s not recommended, as you’ll have to constantly update those files as soon as new versions come out, otherwise the tool or app won’t work properly.

Cache Plugins: There are a lot of plugins that will properly handle the cache protocols required for a good user experience. If you’re on WordPress, one of these plugins is W3 Total Cache. However, if you want to go for a better option, WP Rocket is also pretty popular, but it will set you back a couple hundred bucks.

Just search for cache plugin / extension / module + your platform on Google to find what you need. Look at the reviews to pick the best one.

.htaccess file cache: You can also set a cache control header from your .htaccess file on an Apache server, if you don’t run your website on a popular CMS.

There are multiple ways:

## EXPIRES CACHING ##

ExpiresActive On
ExpiresByType image/jpg "access 1 year"
ExpiresByType image/jpeg "access 1 year"
ExpiresByType image/gif "access 1 year"
ExpiresByType image/png "access 1 year"
ExpiresByType text/css "access 1 month"
ExpiresByType text/html "access 1 hour"
ExpiresByType application/pdf "access 1 month"
ExpiresByType text/x-javascript "access 1 month"
ExpiresByType application/x-shockwave-flash "access 1 month"
ExpiresByType image/x-icon "access 1 year"
ExpiresDefault "access 1 month"

## EXPIRES CACHING ##

Or you can also use this code:

# One year for image files

Header set Cache-Control "max-age=31536000, public"

# One month for css and js

Header set Cache-Control "max-age=2628000, public"

The numbers in the max-age attribute are in seconds, so 3600 would mean one hour, 86400 one day and so on.

Resetting the cache: When you make modifications to a web page, you want to reset the cache if an older version has been cached previously. However, you can only reset the cache on your server.

This means that users who have downloaded a previous version of a certain file will still load that old version from their computer when they access the website again. The file will be refreshed after the set amount of time in your caching policy or if the user manually resets their browser cache.

If you have a critical error in your web design or code, you can change the filename of your file. This way you can be sure that the cache for that particular file will be reset.

Sometimes, Chrome’s cache can be difficult to reset. Sometimes, routers and datacenters between the client and the server might also cache files so, if you don’t see the modifications, give it a couple of hours.

Lightweight Theme & Plugins

The more you load your website with plugins, the heavier it gets and the slower it runs.

A website’s theme is the biggest ‘plugin’ the site has. Most themes out there come with heavy 3rd party builders and huge libraries of plugins which all make the site run slower.

Lightweight Theme & Plugin

For example, slider plugins generally add the slider JS code to all pages, although it will probably be used only on the homepage or a landing page. That’s some heavy code to be loading on every page! Not to mention that nobody likes them and they lower the conversion rate.

So when you’re looking for a theme, try to find one without too much animations, sliders, functions and so on. If you look at the big websites you’ll see that, in general, they’re pretty simple.

A good theme which I recommend is GeneratePress. It’s lightweight and will load very fast. You can enable or disable elements to keep your site as clean as possible.

Combining it with an optimization plugin such as WP Rocket (paid) or a combo of free plugins such as Autoptimize + Fastest Cache will make it blazing fast! You can also use W3 Total Cache, a plugin which does almost everything listed above pretty well.

When you install new plugins, think about how important they are to your website. After you install them, test your score and loading speed. Does the plugin make your site run slower? If yes, is it critical to keep the plugin? Maybe look for a better alternative or remove it completely.

How to Bulk Check the PageSpeed Insights Score

The annoying part about PageSpeed Insights is that it checks only one web page at a time. It would take an eternity to check all the pages on your website, depending on its size.

However, there’s a way of bulk checking the PageSpeed Insights Score. Have you guessed it yet?

It’s the CognitiveSEO Tool Site Audit. Once you set up the technical SEO analysis with the Site Audit, go to your Campaign -> Site Audit -> Performance -> PageSpeed.

Bulk Check Google PageSpeed Insights Score

Of course, you can do a lot more with the tool, from improving your technical SEO and content to monitoring your rankings and link building efforts.

There’s also a somewhat free alternative which is a Chrome Extension. However, what it will actually do is ask for a list of URLs and then just open them as new tabs in the online PageSpeed Insights tool.

Bulk Check PageSpeed Extension Chrome

This means that the process is OK for about 10-20 tabs, if you have a medium to high end computer CPU. Anymore than that and the browser could crash or you’ll grow old waiting. It’s still pretty inconvenient.

Other SEO Tools for Measuring & Improving Site Speed

Of course, Google’s PageSpeed Insights tool isn’t the only tool to check and improve page speed. For once, we don’t really know where the tests are being performed from. If your site is hosted on a server in Europe and Google performs its tests from the US, it’s natural that the site will be slower.

However, there are tools which specify where the test is being performed from.

Pingdom

Pingdom Speed Test is a great tool which measures the speed at which your web page loads. Once the test is done, you’ll get some results which are similar to the ones on Google’s tool, at least visually.

Pingdom Speed Test

What’s interesting about it is that you can select where the test is going to be performed from. Sure, the options are limited, but it’s still better than not even knowing it.

If you focus on local SEO, choose the location closest to your server. If you don’t know where it’s actually hosted, ask your hosting provider and you’ll find out.

Pingdom Data Center Location

It’s also a good idea to make multiple tests from different locations, just in case you have an international audience.

GT-Metrix

GT Metrix has been one of my favorite speed testing tools out there. Although it tests only from Vancouver, Canada, the insights it gives are very useful.

GT Metrix Speed Tool

Quick tip: If you create a free account with them, you won’t have to wait so much for the test to be performed. To reduce load on their servers, they add you in a queue when there are too many requests. However, registered users have priority.

mod_pagespeed

The mod_pagespeed is a server addon from Google. Its purpose is to fix any page speed related issues at a core level, directly on the server side. This means that even if you add unoptimized images, mod_pagespeed will automatically compress, optimize and convert them to next gen image formats.

However, installing mod_pagespeed is definitely more technical than just dealing with everything in WordPress.

If your server already has it or you know what you’re doing go ahead and install it. However, it’s always a better idea to have a fast site in the first place instead of trying to cover things up.

Any way, this mod will increase load on your server as every time you upload an unoptimized image, it will have to use processing power to convert it.

Google AMP (Accelerated Mobile Pages)

If you want your site to be really fast on mobile searches, you can always implement Google AMP.

Google AMP or Accelerated Mobile Pages is a special type of HTML, stripped of heavy, slower loading elements.

More than that, AMP pages will preload in Chrome mobile browser as the user scrolls through the search results, resulting in an instant load of the page when the user taps the title.

Google AMP

There are also disadvantages, of course. You’re limited from every direction, although things are getting better and better every day. Also, your site’s design has to suffer and will pretty much look like any other site that uses AMP. Bummer.

The URL isn’t yours either, because Google loads a cached version of your site, on their URLs. However, Google developers have promised to bring native URLs into AMP.

On WordPress and other CMS, you can add AMP to your website through a plugin. For custom websites, you’ll need to get in touch with your developer and give them this link.

conclusão

Improving your site speed is important for better search rankings. PageSpeed Insights provides a set of best practices and possible improvements, prioritized by their impact on your site’s speed.

While the score itself shouldn’t concern you too much, it’s a good idea to try and get it at least over 50. However, focus on load time, which is measured in seconds. A good website should load in about 3 seconds. A really, really fast one should load in about 1.

Having a good server, compressing images and keeping things clean and simple in your code will benefit you the most when it comes to website speed.

What’s your PageSpeed Insights Score? Have you seen better rankings after improving the loading speed of your website? Share your experience with us in the comments section below!


Start Your Free 7-Day Trial

Com todos os sites disponíveis, você provavelmente já encontrou alguns sites cheios de pop-ups frustrantes. Essas notas introdutórias repentinas e não solicitadas perguntam se você precisa de ajuda, se inscreve ou faz o download de um white paper, perturba sua leitura e assusta ou incomoda. Por que as empresas os usam em seus sites? Existe uma meta ou eficiência em um pop-up?

Embora muitos profissionais de marketing estejam cientes do descontentamento causado pelos visitantes pop-up do site, eles ainda são usados. Isso ocorre porque os pop-ups recebem conversões. De acordo com o Sumo, o pop-up médio obtém uma taxa de conversão de 3,09%, enquanto os 10% principais dos pop-ups obtêm uma taxa de cliques decente de 9,3%. As melhores janelas pop-up quase perfeitas podem obter uma taxa de conversão astronômica de 50%! Isso significa que os pop-ups certamente não prejudicam seus esforços de marketing. O potencial de conversão de pop-ups pode ser enorme, com tempo e esforço suficientes.

Para entender a melhor maneira de usar anúncios contextuais, é útil entender que nem todos os pop-ups são iguais e que seu sucesso depende da redação, contexto, local, tamanho e tempo apropriados. da janela pop-up. Por exemplo, os pop-ups mais bem-sucedidos, como aqueles com uma taxa de conversão de 40%, apareceram nas páginas com o conteúdo relevante relevante e apenas 8% dos 10% pop-ups principais são apareceu por menos de 4 segundos.

Tipos de pop-ups

Existem três tipos principais de janelas pop-up: a nova página pop-up, a janela pop-up no navegador e a página inteira.

Nova página pop-up

Como o nome indica, uma nova página é aberta, criando uma nova página em uma nova guia ou janela. O uso desse tipo de janela pop-up praticamente desapareceu porque essas páginas são frequentemente bloqueadas pelo bloqueador de pop-ups embutido no computador do usuário. Se a página pop-up não estiver bloqueada, a configuração será ruim porque está oculta atrás da janela principal e não volta após o fechamento do usuário. Novas páginas pop-up também são ruins em telas pequenas de dispositivos móveis. Esse tipo de pop-up permanece aberto mesmo quando o usuário acessa outro site na janela principal. Como esses pop-ups não são comumente usados, sua utilidade não é grande.

Pop-up no navegador

Os pop-ups no navegador são o tipo mais comum de pop-up. Esses pop-ups são pequenas caixas de diálogo que aparecem lateralmente na forma de uma caixa de bate-papo ou flutuando ao lado ou como uma pequena caixa de texto quando o cursor é colocado sobre a parte superior da caixa. 39, uma palavra "gatilho". Esses tipos de pop-ups são mais eficazes que as novas páginas pop-up e são menos irritantes e irritantes do que as páginas pop-up completas. Algumas das vantagens das janelas pop-up no navegador incluem:

  • Eles são pequenos, contidos e preenchem apenas uma pequena parte da página
  • Não force um usuário a agir ou mesmo abri-lo
  • Atua como um único elemento autônomo
  • Seu conteúdo depende do contexto, do conteúdo do pop-up e do conteúdo da página ou da palavra "gatilho".

Esses tipos de pop-ups são ótimos para assinaturas, ajuda remota, ajuda com bate-papo sob demanda e ofertas de download gratuito.

Pop-up de página inteira

Os pop-ups de página inteira são aqueles que o fazem estremecer porque cobrem a página inteira e impedem o usuário de ler o conteúdo ou navegar no site, a menos que uma ação seja tomada. Isso é comum para assinaturas e aparece quando um usuário está prestes a navegar em uma página da web. Esses tipos específicos de pop-ups geralmente são usados ​​em excesso e mal utilizados por anunciantes e terceiros e contribuíram para uma experiência on-line ruim para o usuário. Devido à sua natureza perturbadora e perturbadora, eles devem ser usados ​​com moderação. Instâncias com contratos de licenciamento e processamento de pagamentos são os usos mais apropriados para pop-ups de página inteira.

Vantagens pop-up

Agora que você sabe que todo tipo de pop-up tem seu motivo e sua localização, eis alguns dos benefícios que os pop-ups geralmente têm:

  1. Atrair a atenção dos visitantes
  2. Lembre os visitantes de informações importantes / urgentes
  3. Pode manter um visitante por mais tempo na página e impedir que ele saia
  4. Envolver o visitante e incentivar a interação
  5. Interromper a cegueira dos visitantes
  6. Incentivar conversões
  7. São eficazes na coleta de pequenas quantidades de informações que podem servir como trampolim para conversões nas áreas de vendas e marketing
  8. Boas pontes forçam os visitantes a deixar informações para continuar

Desvantagens de pop-up

Cada tipo de pop-up tem suas vantagens, tempo e local de uso. No entanto, os pop-ups geralmente têm grandes desvantagens que justificam seu uso cauteloso e parcimonioso. Algumas das principais desvantagens do uso de janelas pop-up são:

  1. Pop-ups são irritantes. Independentemente do tamanho e localização dos pop-ups, a grande maioria dos visitantes do site os considera irritantes e hostis. Alguns usuários ficam tão irritados que deixam o site imediatamente assim que a janela pop-up aparece.
  2. Os pop-ups podem distrair e confundir os visitantes. Além do fato de os pop-ups serem irritantes para os visitantes do site, eles também podem distrair, confundir, frustrar e assustar os visitantes do site se tiverem correspondência inadequada ou se a correspondência aparecer na hora errada no curso do comprador ou aparece na página errada do site. . Isso é visto com mais freqüência em pop-ups com solicitações muito pequenas ou muito grandes, dependendo do estágio do funil.
  3. Os pop-ups podem reduzir seu ranking de UX e SEO. Alguns pop-ups podem diminuir o tempo de carregamento do seu site, o que irrita e frustra os visitantes ansiosos e apressados ​​que podem deixar seu site para visitar o site de um concorrente se a página não carregar rapidamente. A velocidade de carregamento de páginas também é um fator de classificação que o Google usa em seu algoritmo para classificar as páginas de resultados. Os sites de carregamento mais lento não aparecem na parte superior dos resultados da pesquisa, o que significa menos tráfego nos sites.

conclusão

A melhor solução para sua estratégia de marketing dependerá de muitos fatores, incluindo o caminho da sua empresa, o mercado, a marca, o objetivo da estratégia de marketing e o objetivo do pop-up. O JustUno tem ótimos exemplos de diferentes pop-ups com personalidades, perguntas e objetivos diferentes para ajudar a estimular essa criatividade.

Embora os consumidores geralmente desprezem os pop-ups, eles podem ser uma maneira eficaz de aumentar as campanhas de marketing e vendas, se usados ​​adequadamente. Existem três tipos principais de pop-ups, cada um com uma finalidade específica, bem como prós e contras. Se você planeja criar uma janela pop-up no seu site, reserve um tempo para considerar a finalidade e a finalidade da janela pop-up, suas mensagens, tamanho e local. Lembre-se da experiência do usuário ao implantar uma janela pop-up.

Se você precisar de ajuda para fazer um brainstorming e configurar pop-ups no seu site ou se precisar de ajuda extra em outras áreas da sua campanha de marketing ou SEO, entre em contato no endereço SEO.com. Somos uma empresa de marketing on-line multisserviço, com vasta experiência em campanhas de marketing on-line. Teremos o maior prazer em ajudá-lo a obter os leads e as conversões que você está procurando.

A mensagem Para aparecer ou não aparecer apareceu primeiro no SEO.com.

O Google Search Console é uma ferramenta fundamental para qualquer caixa de ferramentas de SEO bem-sucedida.

A melhor parte?

É grátis!

Neste guia, mostrarei como usar o Google Search Console para melhorar seu desempenho de SEO. Você pode gerar mais tráfego, leads e clientes com a pesquisa natural.

Vamos pular.

Antes de mostrar uma tática legal, eu tenho que cobrir o básico.

Como configurar o Google Search Console

1. Vá aqui e digite seu endereço de e-mail.

Página inicial do Google Search Console

2. Clique no menu suspenso no canto superior esquerdo.

Etapa 1

3. Clique em "Adicionar propriedade".

Etapa 2

4. Selecione a opção "Domínio" e insira seu domínio raiz (exemplo: gotchseo.com). Depois clique em "Continuar".

Etapa 3

5. Copie o registro txt e faça login no seu registrador (onde você comprou seu domínio).

Etapa 4

6. Se você estiver usando o GoDaddy, clique em "Meus produtos" na seção "Domínios" para encontrar seu domínio e clique em "DNS".

Etapa 5

7. Clique em "Adicionar" em "Gravações".

Etapa 6

8. Selecione "TXT". Digite "@" em "Host", digite o registro TXT que você copiou do Google Search Console em "Valor TXT" e clique em "Salvar".

Etapa 7

9. Volte ao Google Search Console e clique em "Verificar". Você pode acabar vendo a mensagem "Falha na verificação da propriedade", da seguinte maneira:

Falha ao verificar a propriedade do Google Search Console

10. O Google recomenda esperar um dia e verifique novamente. Na maioria dos casos, a mensagem "Propriedade verificada automaticamente" é a seguinte:

Console de pesquisa do Google verificado automaticamente

A etapa final é integrar os dados do Google Search Console aos dados do Google Analytics em seu site.

Como integrar dados do Google Search Console ao Google Analytics

1. Acesse o Google Analytics e clique no site de destino. Em seguida, clique em "Aquisição", "Search Console" e "Landing Pages".

Etapa 1

Você verá esta tela (clique em "Configurar console de pesquisa de compartilhamento de dados"):

Etapa 2

Se o seu domínio não estiver listado, clique em "Adicionar um site ao console de pesquisa".

Se você não vê o site

No momento, é um problema.

Por algum motivo, quando você adiciona um site ao novo Google Search Console, ele não é adicionado à versão antiga. O Google Analytics está integrado à versão antiga, o que apresenta alguns problemas.

Dito isso, adicione o site de destino à versão antiga e volte e atualize a página. Isso deve estar visível agora.

Selecione-o, verifique se ele corresponde à propriedade da Web na parte superior e clique em Salvar.

Selecione um site

Clique em "OK" quando a janela "Adicionar associação" aparecer.

Adicionar uma associação

Volte ao Google Analytics e atualize a página. Agora deve ser integrado.

integrado

Não esqueça que levará alguns dias para exibir os dados no Google Analytics.

Agora que você está pronto, vamos ver como usar essa incrível ferramenta gratuita.

5 maneiras de usar o Google Search Console para aumentar seu tráfego

  1. Otimize a análise e indexação
  2. Identificar frutas baixas
  3. Aumentar a CTR da pesquisa orgânica
  4. Realizar CRO
  5. Acompanhar o desempenho da pesquisa de marca

Otimize a análise e indexação

A primeira maneira de usar o Google Search Console é usar a ferramenta de inspeção de URL.

A Ferramenta de inspeção de URL é útil porque você pode verificar a indexação e a usabilidade móvel de qualquer URL em seu site. Copie qualquer URL e digite a barra de pesquisa:

Ferramenta de inspeção de URL

Você se encontrará nesta página e o objetivo é ter marcas de verificação verdes para cada opção.

O URL está no Google

Veja como pode ser se o Google não rastrear e indexar uma página no seu site:

O URL não está no Google

O que você está fazendo nesse cenário?

em primeiro lugar, não "Pedido de indexação".

Se sua página não for rastreada ou indexada, há um ou mais motivos. Você deve auditar seu site para identificar o que impede o Google de explorar ou indexar suas páginas.

Vamos começar com a análise, porque o Google não pode indexar uma página, a menos que ela possa ser rastreada.

Há várias razões pelas quais o Google não consegue rastrear uma página:

  • Seu arquivo robot.txt bloqueia os rastreadores do Google.
  • Sua página está oculta na arquitetura do site que os rastreadores do Google não podem (ou abandonaram).
  • A velocidade de carregamento do seu site é muito lenta e os rastreadores do Google desistem.

Se o Google rastrear seu site, mas suas páginas não estiverem indexadas, talvez seja porque:

  • Você usa a tag "noindex"
  • A arquitetura do seu site está mal estruturada
  • Sua página está lenta
  • Sua página não responde
  • Seu site raramente publica novo conteúdo

E muitas outras razões fora do escopo deste guia. A boa notícia é que você pode realmente usar o Google Search Console para resolver alguns desses problemas.

Vamos para a seção "Índice". Clique em "Capa" e esta seção mostrará todos os problemas técnicos encontrados pelo Google.

Seção de capa

Se você tiver problemas para indexar, verifique se há "erros" óbvios, como "URL do assunto marcado" noindex "".

URL enviado marcado noindex

Clique e verifique se realmente deseja que essas páginas não sejam indexadas.

Páginas afetadas

Caso contrário, exclua a tag noindex e o Google a explorará e a indexará.

Se você não encontrar o URL suspeito nesta seção, retorne à seção "Cobertura". Depois clique em "Excluído". Role a lista e clique em "Excluído pela tag" noindex ".

excluído pela tag noindex

Por exemplo, quero que minha página "História" seja indexada no Google, mas ela acidentalmente usa a tag "noindex".

excluídos

Se você clicar no URL, o Google Search Console oferecerá duas opções:

  1. Inspecione o URL
  2. Teste o bloco Robot.txt

Duas opções para análise

Comece com "Testar bloqueio do Robot.txt" e verifique se o arquivo robot.txt está bloqueando os rastreadores do Google (você será direcionado para a versão antiga do Google Search Console).

robot txt tester

Se o teste for bem-sucedido, vá para a opção "Inspecionar URL". Verifique se você removeu a tag "noindex" da página de destino e clique em "Solicitar indexação".

Pedido de indexação

A janela de confirmação "Indexação solicitada" deve ser exibida.

Indexação solicitada

Agora, aguarde alguns dias (ou até uma semana) para ver se a página está indexada.

A seção "Cobertura" é robusta e você pode resolver muitos problemas técnicos. Eu recomendo que você navegue na seção "Excluídos" e resolva cada problema um por um.

Seção excluída

Outro problema que você deseja procurar não é tão óbvio. É chamado índice inflado

Esse é um problema muito comum quando executo auditorias de SEO. Em resumo, "indexação em massa" significa que suas páginas indexadas no Google não devem ser.

Isso pode levar a problemas de rastreamento, problemas de conteúdo duplicado e leve e até diluir a autoridade do seu site. Eu recomendo exportar os URLs das seções "Válido" e "Enviado e indexado".

válido

A melhor maneira de decidir se as páginas devem ser indexadas é combinar dados e análise manual.

Assista ao vídeo abaixo sobre como realizar uma auditoria de conteúdo. Eu uso o Screaming Frog SEO Spider na demonstração, mas o processo de pensamento geral e as nuances serão aplicadas independentemente da ferramenta usada.

Inscreva-se no YouTube para obter mais vídeos gratuitos de treinamento em SEO.

A última coisa que você precisa fazer na seção "Cobertura" é verificar se você enviou um mapa do site.

Envie o mapa do site

Agora vamos para a seção "Desempenho".

Identificar frutas baixas

A seção "Desempenho" do Google Search Console é o lugar da mágica.

atuação

Se você o instala há algum tempo, você tem toneladas de dados críticos ao seu alcance.

Não vou aborrecê-lo e mostrar como ver os dados.

Em vez disso, mostrarei como explorar esses dados para obter mais tráfego de pesquisa orgânica.

O primeiro método é identificar os frutos em questão.

Uma "fruta à mão" é qualquer palavra-chave que esteja nas posições 11 a 20.

Essas frases-chave são apenas algumas melhorias antes de chegar à primeira página. Você sabe disso, mas estar na segunda página do Google é quase como ser completamente invisível.

Para encontrar essas frutas na ponta dos dedos, clique em "Posição média".

Posição média

Em seguida, role para baixo e clique na opção de filtro.

Posição do filtro

Marque "Posição", selecione "Maior que" no menu suspenso e digite "11".

Maior que

Essas frases-chave são suas frutas na ponta dos dedos. Eu recomendo ir atrás das frases com o volume mais alto.

Agora a pergunta é:

Como?

O método mais rápido é garantir que a frase seja mencionada na página. Se for uma palavra-chave de alto volume, pode ser necessário criar outra seção na página.

O Google informa quais palavras-chave devem ser segmentadas nesta página. Aproveite-o!

Primeiro, clique na palavra-chave de destino.

petição

Depois clique na aba "Páginas". Essa guia informa qual página do seu site está classificada para essa palavra-chave.

Guia Páginas

Segundo, visualize a página e procure a palavra-chave. O "Construtor de links upstream" não é mencionado uma vez no meu guia sobre links upstream.

pesquisa

Isso significa que o primeiro passo é entender como integrar esta frase na página. Eu recomendo pesquisar a frase exata no Google para saber sua intenção.

Nesse caso, 7 dos 10 resultados são ferramentas.

Exemplo de SERP

Isso significa que eu poderia adicionar uma seção em "Ferramentas gratuitas para o Backlink Builder Builder". Eu também poderia cortá-lo para mostrar uma lista dos "melhores construtores de backlinks".

A solução a lembrar é modelar a intenção de pesquisa da palavra-chave. Em alguns casos, você pode adicionar a variante de palavra-chave várias vezes na cópia (leia este guia em referência na web na página).

Depois de otimizar a página para frutas perdidas, anote-a no Google Analytics.

Então espere algumas semanas. Você pode voltar ao Google Search Console e ver como essa frase-chave funciona comparando períodos.

Clique na opção de filtro "Data". Em seguida, clique em "Comparar" e selecione as datas apropriadas.

Filtro de data

Você pode ver como a página funcionou desde que você fez as alterações.

comparação

Se isso não produziu nenhum movimento, reavalie sua estratégia de otimização e conteúdo.

Se você acha que as duas categorias estão associadas, recomendamos que você revise a interface do usuário / UX, a arquitetura do site que leva a esta página e o perfil de backlink desta página.

Aumentar a CTR da pesquisa orgânica

A próxima maneira de aproveitar os dados do Google Search Console é aumentar a CTR (taxa de cliques) da sua pesquisa orgânica.

Não há maneira mais rápida de obter mais tráfego de pesquisa orgânica do que aumentar sua CTR. Veja como fazê-lo:

Vá para a seção "Resultados da pesquisa", selecione "CTR média" e "Posição média".

CTR média

Em seguida, role para baixo e clique no botão de filtro. Selecione "CTR", clique em "Menor que" no menu suspenso e insira "1.0".

menor que 1

Depois retorne ao filtro e selecione "Posição", clique em "Menos que" e digite "10".

menor que 10

Agora você deve procurar as frases-chave para as quais se comporta bem, mas sua CTR está ausente.

CTR incorreta

Agora, há algumas coisas a considerar antes de explicar como otimizar a CTR.

Aqui estão quatro fatores que terão impacto na CTR orgânica:

  1. sua posição (classificação mais baixa = CTR mais baixa)
  2. Anúncios do Google (mais anúncios = CTR mais baixa)
  3. Recursos SERP (mais recursos SERP = CTR menor)
  4. intenção de pesquisa

A intenção da pesquisa não é tão óbvia quanto as outras. Em geral, as frases de pesquisa de navegação (como "Gotch SEO") que você não possui terão uma CTR baixa. Por exemplo, minha CTR para "blogger.com" é brutal de 0,1%.

Eu posso melhorar ainda mais minha classificação para esta frase, mas sei que é uma perda de tempo e recursos. Por quê?

Porque as pessoas que procuram frases de navegação geralmente procuram a própria marca. Como conclusão, você prioriza o aumento da CTR da pesquisa orgânica por palavras-chave diferentes da navegação.

Isso significa que você precisa se concentrar em palavras-chave informativas, como "análise de SEO competitiva" ou "serviço de SEO acessível".

Agora, deixe-me explicar como realmente aumentar sua CTR de pesquisa orgânica.

Como aumentar a CTR orgânica

Selecione uma palavra-chave informativa com uma CTR baixa. Você deve escolher uma palavra-chave com uma CTR baixa e uma posição alta. Classifique os dados por "Posição" para ver as palavras-chave mais bem classificadas.

Neste exemplo, vou focar em "Comprar backlinks para SEO".

alvo da palavra-chave

Depois de selecionar uma palavra-chave de destino, compare sua CTR atual. Eu recomendo adicionar esses dados a uma anotação no Google Analytics.

Deixe essa opção aberta, pois você também adicionará as alterações feitas nela.

Anotar no Google Analytics

Agora você deve revisar o SERP para esta palavra-chave. A primeira coisa que noto na minha situação são os anúncios.

Tome nota dos títulos.

A próxima coisa a considerar é a minha página que ocupa a primeira posição.

A intenção de pesquisa da palavra-chave "comprar backlinks para SEO" corresponde à minha página?

resultado do mecanismo de pesquisa

Eu acho que é apropriado que seja classificado porque é sobre o assunto.

No entanto, alguém que deseja "comprar backlinks para SEO" já parece ter um objetivo em mente. Parece que eles já tomaram a decisão "de comprar backlinks".

Isso significa que eles podem não querer mudar de idéia sobre a compra de links.

Esse pode ser um motivo pelo qual a CTR desta página está sofrendo.

Portanto, neste exemplo, não faz sentido alterar a estratégia do meu blog.

É um bom lembrete de que ser um especialista em SEO nem sempre afeta o que você faz. Também é o que você não faz.

Como essa frase-chave não foi apagada, vejamos: "seo st louis".

exemplo ctr

A partir de uma análise rápida do SERP, é fácil entender por que a CTR é tão ruim para esta página. Há um anúncio do Google e o pacote local coloca os resultados orgânicos abaixo da dobra.

Recursos SERP

Agora, se eu levasse a sério a classificação dessa frase-chave, focaria no pacote local. Minha página ocupa o segundo lugar na pesquisa orgânica e ainda há muito o que fazer.

Recursos de amostra SERP

O primeiro passo para aumentar sua CTR orgânica é melhorar sua posição. Nesse caso, eu veria um aumento significativo na CTR da posição 2 para a posição 1.

Eu recomendo otimizar, melhorar e adicionar mais conteúdo. Então, se fizer sentido, tente obter links para a página. Enquanto isso estiver acontecendo, você também deseja tentar melhorar sua CTR.

Ainda estou procurando um trecho de destaque, porque é uma maneira fácil de aumentar sua CTR. Você deve reestruturar e otimizar sua página para snippets em destaque.

Tome nota de algumas coisas neste exemplo:

  • O resultado nº 1 estruturou dados e migalhas de pão mostrando
  • O resultado nº 3 contém links do site

Isso significa que nossa página também pode obter esses recursos. Faz sentido adicionar às revisões de nossa página usando dados estruturados.

Isso não apenas aumentará a CTR orgânica, mas também adicionará mais conteúdo exclusivo gerado pelo usuário.

Eu falei muito sobre táticas de otimização técnica. Agora, quero mostrar como otimizar suas tags de título e meta-descrições para a CTR.

Você precisará colocar seu limite de escrita para isso.

A primeira pergunta é:

O que esse pesquisador mais deseja quando procura "seo st louis"?

Essa pessoa deseja trabalhar com uma empresa de SEO competente, confiável e eficiente, com sede em Saint-Louis. Eles provavelmente vão querer se encontrar cara a cara e apertar sua mão.

Como posso saber?

Porque eu fiz exatamente isso com muitas empresas nesta área. A maneira como os empresários em St. Louis operam em relação à maneira como operam em Nova York é diferente.

Essas tonalidades são enormes. No momento, não entrarei na psicologia da cultura do meio-oeste.

Dito isto, seu título e meta descrição devem convencer seu cliente ideal.

Portanto, se você estiver segmentando proprietários de empresas em St. Louis, precisará esclarecer por que você é a melhor opção.

"A melhor empresa de SEO em St. Louis" é um bom começo, mas POR QUE Gotch SEO é o "melhor"?

Pergunte a si mesmo:

O que o proprietário de uma empresa em St. Louis mais valoriza?

Algumas coisas que eles podem apreciar são:

  • Trabalhe apenas com uma empresa localizada em Saint-Louis
  • Trabalhe com uma empresa que deseja se encontrar pessoalmente e apertar sua mão
  • Trabalhe com uma empresa comprovada com um histórico de resultados visível
  • Uma sensação de segurança: tentar novamente o SEO funcionará desta vez porque nunca funcionou

Liste o máximo de idéias possível. Coloque os sapatos deles. Em seguida, crie pelo menos 10 títulos diferentes usando essas idéias.

Aqui estão alguns exemplos:

  • No 1 da empresa SEO localizada em St. Louis (com mais de 153 avaliações)
  • Empresa de SEO # 1 em Saint-Louis (consulte Por que 134 outras empresas confiam em nós)
  • St. Louis SEO Company ganha $ 12.031.231 para clientes
  • A maioria das empresas de SEO SEO em St. Louis (139 avaliações reais 5 estrelas)
  • A única empresa de SEO focada em ROI em Saint-Louis
  • St. Louis SEO Company com mais de 1.304.012 classificações na primeira página
  • # 1 Empresa de SEO recomendada St. Louis (resultados insanos para clientes)
  • St. Louis SEO Company – Aumente seu tráfego em 112%, como nossos clientes
  • St. Louis SEO Company – obtenha 212% mais receita do que nossos clientes
  • St. Louis SEO Company – Veja por que 174 outros confiam em nós

As combinações são infinitas. É por isso que é essencial testar.

Adicione esses mesmos conceitos à sua meta descrição.

Eu recomendo fazer as alterações e aguardar pelo menos algumas semanas para ver os resultados.

Anote suas alterações no Google Analytics.

Se você não obtiver um desempenho melhor, execute uma nova iteração e teste novamente. Não há "fim" para otimizar um site para pesquisa orgânica.

Executar otimização da taxa de conversão (CRO)

A terceira maneira de aproveitar os dados do Google Search Console não tem nada a ver com SEO.

Eu recomendo que você crie páginas de pesquisa orgânica de alto desempenho com a Otimização da taxa de conversão (CRO).

Obter tráfego, tudo bem, mas converter esse tráfego em leads e novos clientes é ainda melhor.

Não entrarei no CRO aqui, mas confira estes recursos:

Um aspecto a ter em mente é que todas as páginas do seu site devem ter um propósito.

Nem sempre precisa ser transacional. De fato, tentar ganhar uma venda é uma péssima estratégia, pois ~ 98% dos visitantes do site não estão prontos para comprar.

É por isso que é tão importante converter uma porcentagem desse tráfego em assinantes de email ou colocá-los em uma lista de redirecionamento.

Acompanhar o desempenho da pesquisa de marca

A última maneira de explorar esses dados não é de todo uma tática. Eu recomendo que você monitore o desempenho da pesquisa de sua marca.

Desempenho de pesquisa de marca

Embora a classificação de palavras-chave informativas seja crítica para aumentar o tráfego, a marca ajuda a mantê-lo à tona quando as classificações flutuam.

A questão é:

Como você obtém mais pesquisas de marca?

Além do SEO, você precisa de uma estratégia de marketing abrangente.

Em geral, se você produzir um valor excepcional e seus produtos forem excelentes, você receberá pesquisas personalizadas.

Eu recomendo usar o Google Search Console para acompanhar o desempenho da sua marca todos os meses.

Se isso não ocorrer, você saberá que precisa ajustar sua estratégia.

Seções de bônus do Google Search Console para explorar

Outra seção do Google Search Console que você deseja explorar é "Aprimoramentos".

Seção de melhorias

A seção "Uso móvel" mostra os problemas que afetam a experiência de pesquisa do usuário em seu site. É importante reparar tudo o que aparece aqui.

Seção de usabilidade móvel

Pense desta maneira:

Se o Google dedicar uma seção, provavelmente é um fator importante para o desempenho da pesquisa orgânica.

A mesma lógica se aplica a cada seção do Google Search Console.

A seção "Segurança e ações manuais" é uma seção a ser visitada se o tráfego de pesquisa orgânica diminuir.

ações manuais e de segurança

Ações manuais e problemas de segurança podem destruir seu tráfego. Vá para esta seção primeiro se seu tráfego cair.

Nenhuma ação manual detectada

A última seção a ser analisada é a seção "Links".

conexões

Prefiro usar o Ahrefs para todas as análises de links, mas o Google Search Console pode fornecer informações confiáveis. Não fornece todos os seus dados de link.

No entanto, é uma amostra correta. Uma coisa a considerar é a seção "Link text in the top".

Texto de link alto

Este é o seu perfil de texto âncora de link externo. Idealmente, o seu "texto do link na parte superior" deve ter a marca.

Você também deve verificar a seção "Links internos", pois isso pode indicar problemas de eficiência na arquitetura do seu site.

Seção de links internos

Por exemplo, minha página "Melhores serviços de vinculação" pode não ter tantos caminhos de rastreador quanto eu gostaria.

Exemplo de Links Internos

A ação apropriada seria criar mais links internos nesta página para que ele funcione melhor.

A outra maneira de usar esta seção é obter uma penalidade manual ou algorítmica. Em muitos casos, os sites são penalizados por causa de links de baixa qualidade e muito texto ancorado.

Como limpar seu perfil de link com a ajuda do Google Search Console

Clique em "Exportar links externos" e selecione "Mais links de amostra".

Exportar links

Em seguida, copie 200 desses URLs e abra os Ahrefs. Vá para "Mais" na navegação e clique em "Análise de lotes".

Análise de lotes Ahrefs

Cole os URLs, clique no menu suspenso em "Modo de destino", selecione "domínio com todos os seus subdomínios" e inicie a análise.

Ahrefs de análise rápida de lotes

Clique em "Exportar" e abra o arquivo.

Exportação de análise de lote Ahrefs

Exclua todas as colunas, exceto "Alvo", "Classificação do domínio", "Referência de domínios a seguir", "Total de backlinks", "Total de palavras-chave" e "Tráfego total". Em seguida, copie os dados e cole-os na Planilha do Google (ou você pode filtrá-los no .csv).

backlink profile analysis

I would filter the links by “Domain Rating” and then manually go through each link.

You can categorize them as “Good, Okay, Bad”.

I won’t get into link analysis here, but I recommend reading this article about the best link building services and my backlinks guide.

These will both give you a framework for what a quality link looks like.

That’s a Wrap!

Google Search Console is a robust free SEO tool that cannot be overlooked. Take advantage of it and start increasing your organic search traffic.

A batalha entre o edifício da ligação e o marketing de conteúdo continua. É uma situação de ódio ao amor. Você é um defensor do marketing de conteúdo, do edifício da ligação ou de ambos?

Como especialistas em SEO, sempre fizemos perguntas intrigantes e tentamos nos aprofundar para descobrir coisas interessantes, novos fatos, novas descobertas e correlações entre fatores de SEO e novas possibilidades de classificação. Hoje é o dia de uma nova descoberta. Vamos ver o que os resultados da pesquisa fornecerão. Pesquisamos bastante as palavras-chave pharma, play e skin care.

Content_vs._Links_Which_One cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/07/Content_vs._Links_Which_One_Helps_You_Kank_in Há também um -1024x538.jpg

Após analisar os resultados da pesquisa por palavra-chave, análise de conteúdo e auditoria de links, chegamos à conclusão de que o conteúdo de alto nível consistia em várias medidas, conteúdo de alta qualidade que pode ser mais valiosa que um link. no entanto, em palavras-chave e nichos específicos, o número de links mais.

O estudo de caso foi realizado em 31 URLs e 12 palavras-chave de nichos, como jogos de azar, aumento de viagra e pênis, perda de peso e tratamentos para acne e acne. imperfeições. Analisamos tópicos mais sensíveis para ver exatamente qual é a flutuação e que tipo de conteúdo está na primeira página. Você pode ver os principais resultados abaixo.

  1. Métricas analisadas para estudos de caso
  2. Valores de conteúdo otimizados maiores que o número de links para o conteúdo melhor classificado em "Buy Viagra Online"
  3. Resultados de pesquisa com conteúdo qualitativo e páginas de baixa influência para a maioria dos tipos de palavra-chave "Perda de peso"
  4. Muitos resultados com conteúdo de qualidade e sem links para "Tratamento da acne"
  5. O desempenho do conteúdo substitui os primeiros resultados para consultas de jogos online

Esta não é uma pesquisa exaustiva, mas abre perguntas válidas que podem nos ajudar, e muitas outras, a conduzir uma investigação mais aprofundada para estudos futuros.

Os dados da tortura por tempo suficiente, e ele confessará.

Já fizemos pesquisas sobre o impacto do conteúdo nos rankings já que muitos especialistas em SEO dizem que o conteúdo é mais valioso. Os resultados mostram que o conteúdo tem um grande impacto nos rankings. Queríamos tornar a pesquisa mais detalhada e determinar se isso se aplicava aos nichos nos quais a Black Hat tinha um passado glorioso, como viagra, jogos de azar, medicamentos para perda de peso.

1. Métricas analisadas para estudos de caso

Para todos os estudos de caso analisados, usamos o conjunto de ferramentas cognitivas SEO. Começamos pesquisando palavras-chave usando o Criador de palavras-chave e assistente de conteúdo e depois procurou métricas de links em Site Explorer.

Construtor de palavras-chave e explorador de sites

As métricas que estudamos são:

  • Posição da página web na página de resultados do mecanismo de pesquisa: usando a Ferramenta de palavras-chave, examinamos a posição de cada site.
  • Pontuação de desempenho de conteúdo (CS): A Ferramenta de palavras-chave exibe uma pontuação de conteúdo para cada página raspando e analisando o conteúdo, que você pode ver em uma escala de 0 [low] a 100 como esse conteúdo é relevante e otimizado para a palavra-chave analisada.
  • Desempenho da página mostra, em uma escala de 0 (baixa) a 100, qual a autoridade de uma página, com base nos links de entrada que apontam para essa página.
  • Influência da página prevê a capacidade de uma página específica ser classificada nos mecanismos de pesquisa, usando níveis como Sem Influência, Baixa Influência, Boa Influência, Média Influência e Alta Influência.
  • Número de domínios de referência: O explorador de sites indica o número de domínios relacionados a uma determinada página da web.
  • Número de links exibe o número de links em uma página.

Com base nos dados coletados para cada palavra-chave pesquisada, conseguimos identificar algumas semelhanças que levaram a informações interessantes. Para cada página, rastreamos as medidas de conteúdo com base nas métricas do link, o que nos ajudou a entender se o conteúdo ou os links valem mais ou se há uma conexão constante entre esses dois por algum motivo. palavras-chave e nichos específicos.

Criamos uma lista que inclui a palavra-chave, o URL e as medidas descritas acima. Analisamos apenas os resultados da pesquisa na primeira página do Google.

Além disso, monitoramos os resultados por um período de duas semanas para ver se houve alguma alteração e todos os resultados da pesquisa mantiveram seu lugar com pequenas alterações. Começamos a procurar em 2 de julho de 2019.

2. Valores de conteúdo otimizados maiores que o número de links para o conteúdo classificado em primeiro lugar em "Compre Viagra Online"

Uma das primeiras palavras-chave que procuramos foi "comprar Viagra online". Você provavelmente recebeu muito spam com a frase "compre Viagra online", sites que usavam todo tipo de truques para obter uma classificação mais alta no SERP. Analisando os resultados da pesquisa na Ferramenta de palavras-chave, descobrimos que tínhamos 4 resultados com altas pontuações de conteúdo e baixo desempenho. Uma baixa pontuação de desempenho da página significa alguns links apontando para essas páginas ou links de qualidade muito baixa.

Se você olhar a captura de tela abaixo, poderá ver os resultados. Não levamos em conta o primeiro resultado, porque o nome do domínio contém a palavra-chave "viagra", é uma página com alta autoridade e automaticamente as páginas desse domínio elevam as páginas a uma classificação mais alta no SERP.

Compre viagra resultados on-line

Se olharmos para os primeiros URLs destacados, podemos ver que ambas as páginas têm uma alta pontuação de 95 e 93 e uma pontuação muito baixa de 19 e 0. E o número de links é de 22 para o primeiro post do blog e 0 para o segundo.

viagraex "width =" 1010 "height =" 388 "srcset =" https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/07/viagraex-.png 1070w, https: //cdn.cognitiveseo .com / blog / wp-content / uploads / 2019/07 / viagraex - 300x115.png 300w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/07/viagraex--768x295. png 768w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/07/viagraex--1024x393.png 1024w "values ​​=" (largura máxima: 1010 pixels), 100vw, 1010 pixels "imageholder =" https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/07/viagraex-.png

zavamed "width =" 1024 "height =" 420 "srcset =" https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/07/zavamed-1024x420.png 1024w, https: // cdn. cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/07/zavamed-300x123.png 300w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/07/zavamed-768x315.png 768w "size =" (largura máxima: 1024 pixels) 100vw, 1024 pixels "imageholder =" https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/07/zavamed-1024x420.png

Ao revisar os resultados, descobrimos que muitas páginas tinham uma alta pontuação de desempenho de conteúdo em comparação com a média da categoria "Comprar Viagra Online" porque é um mercado. muito competitivo e muita pesquisa foi feita sobre essa frase-chave (volume mensal de 10.000 a 50.000).

Além desses, você pode ver resultados que contêm conteúdo mancador acionado pela página com forte influência e links mais qualitativos.

3. Resultados de pesquisa com conteúdo qualitativo e páginas de baixa influência para a maioria dos tipos de palavra-chave "Perda de peso"

Na mesma categoria de técnicas de spam, as páginas pretas são otimizadas para palavras-chave que contêm "perda de peso". Fiz uma pesquisa por palavra-chave para as seguintes variantes:

  • pílulas para perda de peso;
  • plano de emagrecimento;
  • programa de perda de peso;
  • dieta para emagrecer.

Abaixo você pode ver os resultados de todas essas pesquisas. Destacamos os resultados da pesquisa com uma boa pontuação de conteúdo, baixa pontuação de desempenho da página e menos links.

Resultados de perda de peso

Para uma análise mais aprofundada, você pode ver uma comparação lado a lado entre a ferramenta Pontuação do Conteúdo do Assistente de Conteúdo e o número de links, além do desempenho da página do Site Explorer.

programa de perda de peso redbookmag

programa de perda de peso webmd

Através dos resultados, pudemos encontrar muitos sites com quase nenhuma influência nos links (menores de 18 anos) e uma alta pontuação de conteúdo (a maioria deles tem ~ 70). Esse é um nicho competitivo ao analisar o volume mensal e a dificuldade das palavras-chave (acima de 63):

  • pílulas para perda de peso – dificuldade de 73 palavras-chave, volume mensal de 50 mil a 100 mil;
  • plano de emagrecimento – dificuldade de 63 palavras-chave, volume mensal de 1K a 5K;
  • programa de emagrecimento – dificuldade de 65 palavras-chave, volume mensal de 1K a 5K;
  • dieta para perda de peso – dificuldade de 66 palavras-chave, volume mensal de 5K a 10K.

Outra coisa que é bastante intrigante é o fato de duas das páginas destacadas das palavras-chave mais recentes (programa de perda de peso e dieta) ficarem em primeiro lugar. E todas as páginas destacadas têm uma pontuação de conteúdo maior que a pontuação média.

4. Muitos resultados com conteúdo de qualidade e sem links para "Tratamento da acne"

A pesquisa de palavras-chave a seguir focou no tratamento da acne e nas variáveis ​​de tratamento da pele, como:

  • óleo de coco para acne;
  • tratamentos de manchas;
  • óleo de argan para acne.

Os resultados obtidos para cada uma dessas três pesquisas estão entre os mais visíveis porque, no final, o conteúdo teve um forte impacto no ranking. Nos primeiros resultados, pudemos ver uma pontuação de conteúdo maior que 60 (maior que a pontuação média de conteúdo) e uma influência fraca no link. Se você olhar para a próxima captura de tela, poderá ver as páginas da Web que surgiram devido ao conteúdo.

Resultados do tratamento da acne

Se olharmos para esses quatro sites, descobrimos que eles têm desempenho de domínio inferior ao restante dos sites classificados.

A última palavra-chave "óleo de argan para acne" tem ainda mais resultados quando a pontuação do conteúdo está acima da média e a influência do link é baixa (menos de 12 anos) . Existem páginas da Web com uma pontuação de conteúdo de quase 70, 80 e 90. Como tivemos tantos resultados, destaquei 8 resultados em 13.

Óleo de argan para acne

Nesse caso em particular, podemos ver exatamente quantos valores de conteúdo. Às vezes, mais do que links. Por curiosidade, olhei para essas páginas e, em alguns casos, eram todas postagens de blog com conteúdo informativo e comentários. Confira a comparação lado a lado abaixo – pontuação do conteúdo x link e pontuação que não é do link. de links:

tratamentos de manchas stylecraze

óleo de argan para acne acne beleza

5. O desempenho do conteúdo substitui os primeiros resultados das consultas "jogos online"

O jogo é um mercado competitivo e existem casos de técnicas de black hat para sites de jogos, semelhantes aos exemplos anteriores de que falamos. Procuramos variáveis ​​como:

  • máquinas caça-níqueis online;
  • Jogue caça-níqueis em Vegas online;
  • jogo online com dinheiro real.

Resultados do Jogo

Observando os resultados, podemos ver que, para a primeira palavra-chave, "slots online", temos duas páginas da Web com quase a mesma pontuação de conteúdo ~ 90 e o desempenho do Link é quase idêntico (29 e 31) e o dois têm um pequeno número de links (5 e 10 links). Ao examinar a influência dos links, sempre procuramos o número de links e seu valor. Comparados aos outros resultados, esses dois sites têm uma das maiores pontuações de conteúdo e dois dos mais baixos níveis de influência do link.

Site Explorer para máquinas caça-níqueis on-line

A próxima palavra-chave que procuramos, "Jogar Vegas Slots Online", seguiu o mesmo padrão: um site com uma pontuação de conteúdo maior que 90 e com a menor influência nos links.

A mesma situação se aplica até à última palavra-chave pesquisada, "jogo a dinheiro online", exibindo páginas com uma pontuação alta de conteúdo (80-90), uma influência fraca no link e poucos links tendo um valor medíocre.

Site Explorer em execução

Ignição online

jogar online vegas slot machines dbestcasino

Descubra como são os sites:

ignitioncasino "width =" 1024 "height =" 646 "srcset =" https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/07/ignitioncasino-1024x646.png 1024w, https: // cdn. cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/07/ignitioncasino-300x189.png 300w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/07/ignitioncasino-768x485.png 768w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/07/ignitioncasino.png 1432w "=" (largura máxima: 1024px) 100vw, 1024px "imageholder =" https: // cdn. cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/07/ignitioncasino-1024x646.png

dbestcasino "width =" 1024 "height =" 770 "srcset =" https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/07/dbestcasino-1024x770.png 1024w, https: // cdn. cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/07/dbestcasino-300x225.png 300w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/07/dbestcasino-768x577.png 768w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/07/dbestcasino.png 1175w "=" (largura máxima: 1024px) 100vw, 1024px "imageholder =" https: // cdn. cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/07/dbestcasino-1024x770.png

conclusão

O objetivo desses estudos de caso era identificar qualquer incongruência entre as páginas da web classificadas no Google. O significado oposto de vincular ao marketing de conteúdo pode ser muito visível para palavras-chave mais atípicas para jogos, tratamentos de pele e nichos de mercado.

No final, queríamos saber o que era mais importante, o conteúdo ou os links e se uma página otimizada com um número menor de valores de links ou se uma página não otimizada com um número alto de links estava melhor classificada.

Em alguns problemas, parece que o conteúdo exclusivo pode ter mais valor do que os links, o que pode ser um bom sinal para investir mais em estratégias de conteúdo poderosas como um profissional de marketing de entrada inteligente. Isso não significa que você deve parar de obter links e esquecê-los. O link é sempre importante. Portanto, se você tiver uma estratégia para criar links, tente criar links da maneira mais natural possível; Técnicas de chapéu branco são a melhor opção. Diga não à compra de links, à negociação ou a outras técnicas do tipo chapéu preto para atrair links, pois essa nunca foi uma boa solução para um campo de alto desempenho.


Comece seu teste gratuito de 7 dias

Deseja iniciar uma empresa de SEO?

Você está no lugar certo.

Não importa se você tem zero clientes de SEO ou quer mais.

Este guia fornecerá a configuração exata em que eu tinha o hábito de passar de US $ 0 a seis dígitos em apenas 6 meses, obtendo clientes de SEO.

Vamos fazer rápido.

Precisa de um nicho para segmentar? Aqui estão 52 nichos de SEO lucrativos continuar.

Visão geral do sistema de referência do cliente

O sistema de referência do cliente mostrará:

  1. Como escolher um nicho para atrair clientes de SEO
  2. Como obter resultados reais de SEO e criar seu portfólio o mais rápido possível.
  3. Como usar o sistema de saída para obter rapidamente clientes de SEO.
  4. Como empilhar o sistema de entrada com o sistema de saída para levar seus ganhos a outro nível.
  5. Como converter seus clientes em potencial em clientes pagos de SEO
  6. Como garantir que seus clientes o amem para que fiquem e continuem pagando por anos.
  7. 35 lições de start-up de uma empresa de SEO

Lembre-se:

A chave para o sucesso com o sistema de referência do cliente é agir de acordo com o que você aprende.

Dou-lhe a estrutura e as etapas, mas você é responsável pelo seu sucesso. Acredito em você e estou muito feliz em ajudá-lo ao longo de sua jornada.

Agora, vou mostrar como escolher um nicho e garantir que a concorrência não seja relevante (dica: a maioria das pessoas pensa que há apenas uma maneira de se encolher, mas existem quatro técnicas diferentes).

Escolha um nicho

Escolha um nicho

A primeira pergunta que devo abordar é se você precisa se concentrar ou se tem uma visão geral.

Não há resposta errada aqui. Mas, geralmente será mais fácil se posicionar, porque haverá menos concorrência. Também torna seu processo de marketing e vendas mais direcionado.

Isso não significa que você não pode receber clientes em outros nichos. Significa simplesmente que a identidade da sua marca se concentra apenas em um ou mais nichos.

Agora, a maioria das pessoas não percebe isso, mas existem muitas maneiras diferentes de vencer.

Por exemplo, a maioria das pessoas pensa que escolher um setor como HVAC ou encanador. É uma boa abordagem, mas como você saberá em um segundo, você pode assumir diferentes ângulos.

Vamos começar com a maneira mais comum de reduzir o número de pessoas no nível da indústria.

1. Nicho no nível da indústria

Eu recomendo segmentar nichos com alto valor para o cliente.

Precisa de um nicho para segmentar? Aqui estão 52 nichos de SEO lucrativos continuar.

Por exemplo, um único cliente para um advogado de danos pessoais pode valer centenas de milhares de dólares. Isso significa que você pode cobrar um prêmio por SEO, porque o retorno do investimento do advogado em lesões corporais é enorme.

Por outro lado, empresas com baixo valor para o cliente não podem obter retorno do investimento com serviços de SEO sem poder compensar o baixo valor para o cliente gerado pelo volume de vendas.

Por exemplo, uma empresa de suplementos com a qual trabalhei tinha baixo valor para o cliente, mas o volume de vendas era suficiente para justificar seu investimento em serviços premium de SEO.

O principal benefício aqui é direcionar os setores que podem realmente obter um retorno do investimento usando seus serviços de SEO.

Aqui está uma lista determinados setores com alto valor para o cliente.

Agora, vamos falar sobre a segunda maneira de se posicionar: segmente locais específicos.

2. Nicho por localização

Em vez de escolher um nicho, você escolherá os locais.

Quando comecei, escolhi cidades menores que estavam entre as mais ricas. Por exemplo, em vez de mirar em Los Angeles, lidei com Santa Monica, Glendale e Beverly Hills.

Santa Monica SEO

Essas cidades têm muito dinheiro, mas a concorrência é mais fraca que Los Angeles.

Uma maneira de determinar a riqueza de uma cidade é determinar o salário da polícia e dos bombeiros.

Por exemplo, de acordo com o fato, policiais em Beverly Hills ganham uma média de US $ 80.000 por ano.

Salário da polícia de Beverly Hills

Está 37% acima da média nacional.

As compensações para policiais e bombeiros são geralmente registradas no registro público. Você pode encontrar essas informações fazendo algumas pesquisas rápidas no Google.

Dito isto, se você é novo, inicialmente deve segmentar cidades menos caras e de alto valor.

Então, quando você começar a criar uma autoridade de portfólio e site, poderá se aventurar em cidades mais competitivas.

A terceira maneira de se posicionar é tanto no nível da indústria quanto no local.

3. Nicho por setor e localização

Por exemplo, você pode direcionar advogados em Beverly Hills. Ou até mesmo obter advogados mais específicos e direcionados apenas em Beverly Hills.

Agora, é claro, seu pool de possíveis clientes será muito menor com essa abordagem, mas poderá ser eficaz quando você estiver iniciando.

Em geral, o foco é sempre o melhor caminho.

A última maneira de nicho é o nível de serviço.

4. Nicho de Nível de Serviço

Em vez de oferecer como solução principal uma solução completa de SEO, você pode dividir seu serviço em microsserviços.

Por exemplo, você pode se especializar em SEO técnico, criação de conteúdo de SEO, construção de links ou SEO local.

O interessante dessa abordagem é que os microsserviços podem ser usados ​​como uma tática "walk-to-door" para obter contratos maiores de SEO com serviço completo.

Como você descobrirá em breve, esse é um dos meus métodos favoritos para atrair clientes.

Você também pode se tornar conhecido como "cara construindo links" ou qualquer que seja a identidade de sua escolha.

Muitas agências de SEO conseguiram usar essa abordagem.

Um bom estudo é o poder da página um.

One Power Page

Eles são especializados na criação de links e são muito bem-sucedidos porque seus materiais de marketing e processos de vendas são simplificados para a celebração de contratos de construção de links.

Lembre-se:

O foco é bom.

Portanto, existem quatro maneiras de se posicionar:

  1. Por setor. Escolha um setor com altos valores de clientes
  2. Por localização. Concentre-se nas pequenas cidades mais ricas
  3. Por setor e local
  4. Nicho no nível de serviço, desassociando microsserviços do seu serviço principal.

Chegou a hora de mostrar como criar um portfólio de resultados reais de SEO, mesmo que você não seja um especialista em SEO.

Obter resultados

Obter resultados

Aqui está algo que a maioria dos gurus não lhe dirá:

Você precisa obter resultados reais de SEO antes de receber clientes.

Aqui estão três razões pelas quais você precisa provar que pode fazer SEO antes de receber clientes.

3 razões pelas quais você precisa de resultados antes de levar clientes

1. A primeira razão é ética

As empresas que investem com você sentem que sabem o que estão fazendo.

Isso não significa que você precisa ser um especialista reconhecido no setor para enfrentar os clientes. Você só precisa de alguns resultados para provar sua habilidade.

E se você ainda não tiver resultados? Não se preocupe, vou explicar como criar seu portfólio o mais rápido possível.

Dito isto:

É extremamente antiético fornecer serviços de SEO se você nunca classificou ou obteve resultados.

Pense desta maneira:

Deseja contratar conscientemente um suposto encanador para consertar seus tubos, se eles nunca repararam tubos antes? É improvável e muito arriscado para você.

Quando você contrata um encanador, assume que ele (A) sabe mais sobre o encanamento do que você e (b) que ele realmente praticou o encanamento e tem experiência.

Agora, imagine que você contratou um suposto encanador sem experiência ou conhecimento e que ele destruiu seu cachimbo ou inundou sua casa?

Você ficaria furioso se descobrisse que essa pessoa mentiu para você e fez você acreditar que ela era competente.

Isso me leva à segunda razão pela qual você precisa de resultados antes de contratar clientes:

2. Proteja sua reputação

Se uma empresa paga para você fazer SEO, mas descobre que você não tem experiência e nunca obteve resultados, sua reputação estará em risco.

Obviamente, é possível que você encontre o resultado e obtenha os resultados do cliente, mas isso representa um alto risco para você e para eles. Se você não obtiver os resultados esperados, eles podem prejudicar sua reputação.

É por isso que você precisa aprender a obter resultados de SEO.

A melhor maneira de pensar sobre isso é a citação de Warren Buffet:

citações do buffet de warren

O buffer implica que sua reputação significa tudo e que você deve pensar nas ações que deve ou não fazer para protegê-la.

A terceira razão pela qual você precisa de resultados antes de tentar obter clientes é:

3. Isso facilita seu processo de vendas 10x

Não há melhor maneira de persuadir do que demonstrar que você realmente sabe o que está fazendo.

Construir um portfólio profundo de resultados de SEO deve ser uma prioridade se você planeja trabalhar com clientes a longo prazo.

Agora, deixe-me mostrar alguns métodos que você pode usar para criar rapidamente seu portfólio de SEO.

Como criar seu portfólio de SEO (rápido)

O método mais odiado é:

Trabalhe de graça

Eu sei que você provavelmente revirou os olhos com essa ideia, mas me escute por um momento.

Primeiro, é fácil fechar alguém se você simplesmente disser: "Ajudarei a classificar algumas palavras-chave menos competitivas de graça, porque estou tentando criar meu portfólio de SEO".

Depois de obter resultados para esses clientes, você poderá convertê-los em clientes reais.

A chave é escolher um pequeno número de palavras-chave não competitivas.

Seu objetivo neste processo é obter resultados rapidamente (para que você possa adicioná-los à sua carteira) e mostrar ao cliente que você sabe o que está fazendo.

Se o cliente tiver um site decente, você poderá classificar rapidamente palavras-chave de baixa concorrência e palavras-chave de microempresas.

Depois de obter alguns resultados, recomendo que você peça referências. Você pode dizer algo como, eu vou ajudá-lo a classificar gratuitamente por x, y, z se você me enviar referências.

Esta é a maneira mais rápida de ganhar bola de neve com sua carteira e sua renda mensal.

O segundo método, que leva muito mais tempo, consiste em:

Criando um site de nicho e classificação para palavras-chave não competitivas

Isso é semelhante ao exemplo acima (e essa é a abordagem que eu pessoalmente usei).

Tecnicamente, você sempre trabalha de graça, mas tem controle total e será o único a se beneficiar do sucesso do seu site de nicho.

Não esqueça que cada palavra-chave para a qual você classifica é um sucesso que você pode adicionar ao seu portfólio.

O objetivo é demonstrar que você é mais proficiente em SEO do que as empresas que oferece. É isso.

Se você fizer isso, conseguirá clientes.

O terceiro método consiste em:

Criando um site local e classificação para palavras-chave de baixa concorrência

Em particular, as palavras-chave para as quais seu mercado-alvo deseja classificar.

Por exemplo, se você estiver segmentando empresas de HVAC, poderá classificar uma frase-chave de longo prazo como "a melhor empresa de HVAC da Califórnia em Beverly Hills".

É um método poderoso, porque você realmente demonstra em seu mercado-alvo.

Essas são as melhores maneiras de criar rapidamente seu portfólio. Concentre-se em demonstrar habilidades de SEO, obtendo resultados tangíveis.

Agora, deixe-me mostrar meu sistema de saída para obter novos clientes. Esses métodos são poderosos para quem tenta alcançar seu primeiro cliente rapidamente.

Use o sistema de saída

Use o sistema de saída

A primeira pergunta é: o que é marketing de saída?

O marketing de saída costuma ser chamado de push marketing, mas isso significa que você é o único a atrair novos clientes. É você quem entra em contato com clientes em potencial qualificados e tenta convencê-los a se tornar um cliente.

Isso é diferente do sistema de entrada (ou às vezes chamado de marketing puxado), que envolve atrair leads para seus negócios com a ajuda do marketing de entrada.

Em termos simples:

Saída significa que você está procurando clientes e entrar significa que está vindo em sua direção.

Agora, antes que eu possa mostrar os métodos de saída, tenho que mostrar:

Como encontrar as coordenadas do cliente em potencial

Como você enviará e-mails, isso é essencial.

Hunter.io é minha ferramenta pessoal favorita.

Basta entrar no domínio da empresa-alvo e deixar Hunter.io jogar sua mágica.

chasseur.io

Às vezes, isso não funciona e é por isso que você precisará do Voila Norbert como uma opção de backup.

Abra o Voila Norbert e digite o nome, o sobrenome e o domínio do cliente em potencial que deseja alcançar.

Voila Norbert

Se essas duas ferramentas não funcionarem, recomendo usar o LinkedIn para encontrar o ponto de contato que você está tentando alcançar.

Essas três táticas devem ajudá-lo a encontrar informações de contato para a maioria das empresas.

Agora, deixe-me mostrar o processo.

Estratégia 1: identificar um ponto de alavancagem

Aqui estão alguns pontos de alavancagem possíveis que você pode usar:

  • A empresa está na página 5 do Google ou pior, para as palavras-chave mais importantes.
  • A empresa paga pelos anúncios do Google, mas não tem visibilidade nas pesquisas orgânicas.
  • A empresa não possui um certificado SSL instalado
  • O site da empresa não é compatível com dispositivos móveis
  • O site da empresa está carregando lentamente
  • O Google Analytics ou um pixel do Facebook não está instalado no site da empresa.
  • A empresa não reivindicou ou configurou corretamente sua listagem do Google Meu Negócio.
  • A empresa possui informações do NSP-W (nome, endereço, telefone ou site) inconsistentes.

Agora, o que você fará é:

Reúna uma grande lista de perspectivas

Em seguida, revise cada um desses elementos. Em seguida, indique se o site ou empresa exibe um desses pontos de alavancagem.

Então você irá:

Desenvolva um terreno personalizado

… com base no problema que eles têm.

Por exemplo, suponha que a empresa classifique pelo menos na página 5 as palavras-chave de destino.

O que você faria é uma auditoria de vídeo gratuita para ajudá-los a identificar o que está prejudicando o desempenho de SEO. Depois, quando estiverem de acordo, você realiza a auditoria.

Serviço completo de upsell

Depois de realizar a auditoria de SEO, basta perguntar se eles desejam que você gerencie a campanha de SEO para eles.

Sua abordagem ao campo dependerá do seu nível de experiência.

Se você está tentando criar um portfólio, faz sentido trabalhar de graça ou por um valor modesto, como descrevi na seção anterior.

Você também pode iniciar um micro-serviço ANTES de tentar obter o grande contrato completo de SEO natural.

Isso transformará seu cliente em potencial em um cliente pagador, sem ter que se comprometer muito desde o início.

Encontrar alavancagem é a chave.

Isso o diferencia de 80% dos SEOs, porque você dedica um tempo para analisar essas atividades e desenvolver um argumento inteligente e focado.

Aqui está um modelo de planilha do Google você pode copiar para prospecção, identificar pontos de alavancagem e acompanhar seu alcance.

Agora vamos falar sobre a segunda melhor maneira de atrair novos clientes e essa parceria com outras agências de marketing digital.

Estratégia 2: Parceria com agências

Em resumo, você fará SEO para os clientes da agência em etiqueta branca.

Isso significa que você fará o trabalho e obterá os resultados, mas eles creditarão os resultados e se comunicarão diretamente com o cliente.

Você simplesmente trabalha no back-end.

Este é um ótimo arranjo inicial porque:

  1. Você não precisa se concentrar nas vendas (exceto a venda inicial com a agência) e …
  2. Você não precisa ligar para o atendimento direto ao cliente, você somente se comunicará com a agência.

A desvantagem é que a taxa mensal será menor por cliente, pois a agência deve obter lucro.

A boa notícia é que isso geralmente é compensado pelo número de clientes que uma agência de SEO enviará a você.

Eu usei esse método exato quando comecei.

Na realidade:

No começo, eu tinha acordos de marca branca com várias agências e era uma ótima fonte de receita. Isso também levou a todos os tipos de outras oportunidades na estrada.

Eu recomendo combinar marcas brancas e comunicação direta com os clientes para maximizar o crescimento da receita.

A questão é:

Como você realmente consegue acordos de marca branca?

Empresas direcionadas que oferecem serviços de SEO

Primeiro de tudo, você precisa saber quais tipos de negócios segmentar. Eu recomendo fazer uma lista de todas as empresas de marketing digital, marketing na internet, SEO, PPC, design gráfico e web design.

Ou qualquer tipo de empresa que possa fornecer serviços de SEO.

Segundo, você precisa entender por que uma agência terceirizaria seu SEO.

Entenda por que eles estão dispostos a associar

A principal razão pela qual eles estão abertos à terceirização é que economizam tempo e não os forçam a contratar e treinar funcionários. Se uma agência tiver mais tempo, poderá se concentrar mais no recrutamento de novos clientes.

A parte mais importante para eles, no entanto, é trabalhar com um SEO competente que possa realmente obter os resultados de seus clientes.

A última peça do quebra-cabeça vai depender do seu nível de experiência.

Crie sua proposta de venda exclusiva

Se você é novo, recomendo que informe à agência que você estará trabalhando em uma de suas campanhas de clientes gratuitamente para provar seu valor.

Você deve enfatizar que eles não têm nada a perder contratando você.

Acredite em mim:

O valor a longo prazo dessa abordagem vale a pena trabalhar de graça por um tempo.

Se você fizer um trabalho sólido, apenas uma agência poderá enviar a você clientes suficientes para substituir sua renda diária de trabalho.

Pelo menos foi o que aconteceu comigo.

Existem alguns outros lugares onde você deve assistir e tentar pontuar clientes.

A primeira é a seção Concertos Craigslist. Consegui vários clientes via Craigslist quando comecei.

Craigslist Gigs

Você pode usar os mesmos métodos operacionais que eu forneci para avaliar os clientes aqui.

Também recomendo configurar um perfil no WeGrowth, UpWork, Freelancer e até mesmo Guru. Fique de olho nesses sites para novas oportunidades e aplique-o ao maior número possível de pessoas.

Upwork SEO Jobs

Você não tem nada a perder aplicando e aprendendo o que funciona durante esse processo de inscrição.

Eu vou lhe dizer isso:

Contratei muitos freelancers no UpWork e quase sempre contrato a pessoa que tem mais atenção aos detalhes.

Por exemplo, na minha oferta de emprego, injetarei algo como "escreva a palavra banana" em sua proposta.

Publicar trabalhos futuros

As pessoas que não o fazem são desqualificadas automaticamente pelos seguintes motivos:

  • Isso mostra que eles não tiveram tempo para realmente ler a oferta de emprego (o que implica preguiça ou eles não têm tempo suficiente para servir adequadamente meus negócios)
  • Isso implica que eles não podem seguir as instruções ou têm pouca atenção aos detalhes.

Essas são más qualidades e é por isso que elimino essas possibilidades no começo.

A principal conclusão é que fazer um pouco mais de esforço do que o freelancer médio produzirá resultados muito melhores. A maioria das pessoas nesses sites independentes é orientada pela quantidade.

Eu recomendo focar na qualidade.

Pense desta maneira:

Se você enviou uma única proposta de referência detalhada e ponderada por dia durante três meses, enviou 90 propostas de qualidade.

Se você convertesse apenas 3% dessas propostas em novos clientes, teria três novos clientes, o que é muito cauteloso em relação ao rendimento e à taxa de conversão.

Acredite ou não:

Às vezes, aumentar sua clientela nada mais é do que implementar um trabalho coerente e de qualidade ao longo do tempo.

A melhor maneira de ilustrar isso é ler rapidamente um artigo do livro de James Clear.

Em 1993, Trent Dyrsmid, 23, foi contratado por um banco em Abbotsford, Canadá.

No momento da contratação, as pessoas não esperavam muito dele, mas começaram a perceber o quão rápido ele estava progredindo. Drysmid usava um método simples todas as manhãs para se destacar em seu novo trabalho.

Ele simplesmente colocou dois potes em sua mesa. Um estava cheio de 120 clipes de papel e o outro estava vazio.

Depois de cada ligação de vendas, Drysmid pega um clipe de papel e o move para o pote vazio. Ele não para até que todos os clipes de papel tenham sido movidos.

Isso significava que ele havia passado 120 ligações durante o dia.

E, usando esse método simples e consistente, Dyrsmid ganhava US $ 75.000 por ano (equivalente a US $ 125.000 hoje) em apenas 18 meses e, em seguida, conseguiu outro grande trabalho logo depois.

A principal conclusão aqui é que a consistência compensa.

A maioria das pessoas não é consistente e não fará esse tipo de trabalho. É a sua vantagem.

Faça o trabalho e seja consistente.

Essas duas qualidades são a chave para produzir resultados usando o sistema Outbound para atrair novos clientes de SEO.

Agora é a hora de aprender o meu sistema de entrada comprovado, que faz com que clientes em potencial e clientes de SEO cheguem até você. Ao empilhar isso com o sistema de saída, você nunca precisará se preocupar em obter novos clientes de SEO.

Empilhar o sistema recebido

Empilhar o sistema recebido

Apenas para ver novamente:

O marketing de saída é sobre encontrar e alcançar clientes em potencial.

O marketing de entrada ocorre quando clientes em potencial pesquisam e abordam você.

Você deve empilhar os dois métodos para obter os melhores resultados.

Isso ocorre porque a saída é eficaz para obter clientes rapidamente, enquanto os métodos de entrada levam mais tempo para causar impacto (e exigem muito mais trabalho).

Aqui estão as boas notícias:

Quando seu marketing de entrada ficar mais forte, você terá novos clientes em potencial e clientes 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 em um piloto automático.

E, eventualmente, você pode optar por interromper completamente o marketing de saída se gerar leads suficientes a partir do tráfego recebido.

Por exemplo, eu usei apenas métodos de saída durante os primeiros três a três meses da inicialização da minha agência. Desde então, minha empresa obtém 100% de seus leads por meio do marketing de entrada.

Acredite em mim:

É muito mais fácil desenvolver um negócio dessa maneira.

Antes de começar as táticas, preciso explicar como o processo de vendas para transferências de entrada e saída é diferente.

A grande diferença entre os dois reside no fato de que, com a entrada de entrada, você responde às perspectivas por meio de um formulário de contato ou de uma ligação telefônica direta.

Eu recomendo os dois tipos de opções de conversão quando você se concentrar em SEO, mas discutirei isso mais na parte de vendas deste curso.

Vou mostrar três tipos de métodos de entrada:

  1. Geração de referências
  2. Marketing de Conteúdo
  3. Publicidade paga

Para entender completamente o marketing recebido, é essencial entender como funciona um funil de marketing de conteúdo e como ele funciona.

O que é um funil de marketing de conteúdo?

Um funil de marketing de conteúdo é dividido em três seções: a parte superior, a parte central e a parte inferior do funil.

Funil de marketing de conteúdo

Estes são freqüentemente chamados de ToFu, MoFu e BoFu. Em resumo, você deve produzir conteúdo em cada estágio do funil.

Meu processo para fazer isso é o seguinte (e isso se aplica a produtos e serviços):

  1. Crio o conteúdo do ToFu, que geralmente é uma postagem de blog detalhada que visa uma palavra-chave relevante.
  2. Crio um imã gratuito para converter tráfego em assinantes de email. Dependendo da oferta, também pode ser um incentivo para o tráfego enviar uma solicitação ou enviar um formulário de contato. O objetivo no estágio MoFu do funil é transformar seu tráfego em trilhas.
  3. Puis, dans la dernière étape de l’entonnoir, je produirai du contenu BoFu qui vise à persuader le prospect de devenir un client.

Cela peut prendre la forme de témoignages, d'histoires, de résultats, etc.

Pour vous montrer cela dans la pratique, laissez-moi vous expliquer l’un de mes processus de vente pour Gotch SEO Academy.

N'oubliez pas que cela varie d'un service à l'autre, mais le concept général sera éclairé.

Voici comment mon processus de marketing de contenu et de vente prend en compte 30 000 pieds.

Exemple d'entonnoir de marketing de contenu

  • Au sommet, vous avez du trafic. Cela peut provenir de la recherche organique, de la publicité payée ou d'autres sources de parrainage.
  • Au sommet de l'entonnoir, j'ai un contenu de blog.
  • Ensuite, dans le contenu de ce blog, je fais la promotion d’un aimant principal gratuit sur lequel mon cours de référencement 101. Ceci est mon contenu MoFu.
  • Puis, après avoir suivi le cours, je leur offre un essai gratuit d'une durée limitée de Gotch SEO Academy. Cet essai gratuit est mon contenu BoFu.

J'empile également des témoignages, des questions fréquemment posées et d'autres types de contenu BoFu.

L'objectif à ce stade est de transformer les pistes en clients, de sorte que tout votre contenu doit être structuré pour atteindre cet objectif.

Remarquez comment le contenu change au fur et à mesure que vous avancez dans l'entonnoir.

  • D'abord, vous éduquez.
  • Deuxièmement, vous ajoutez plus de valeur, mais vous leur demandez de prendre un petit engagement.
  • Et enfin, vous vendez.

Croyez-le ou non, la partie trafic de cette équation est la moins importante.

Vous pouvez obtenir d’énormes quantités de trafic, mais si votre entonnoir est mal structuré, ce trafic ne sera pas converti en clients.

Et au bout du compte, c’est tout ce qui compte.

C’est pourquoi investir du temps dans le développement d’un entonnoir de marketing de contenu et d’un processus de vente efficaces en vaut la peine.

Alors, laissez-moi maintenant vous montrer comment vous pouvez développer et exécuter un processus de vente et d'entonnoir de marketing de contenu efficace afin que vous puissiez obtenir plus de clients SEO.

La première méthode est ce que j'appelle la méthode de l'étude de cas.

La méthode d'étude de cas

Voilà comment cela fonctionne:

Vous allez créer une étude de cas sur les résultats obtenus avec le référencement. De préférence, celui qui correspond à votre marché cible.

Ensuite, vous allez ajouter une incitation à l’action dans cette étude de cas pour permettre au lecteur de demander un audit de référencement gratuit.

Ensuite, tout ce que vous devez faire est de générer du trafic vers votre étude de cas sur le référencement.

Dans la plupart des cas, vous devrez utiliser du trafic payant.

La méthode n ° 2 est ma préférée, mais c’est aussi la plus difficile.

Classement des pages géo-ciblées

C’est le processus de sélection des emplacements, puis de création de pages de destination géo-ciblées que vous classerez dans Google.

Par exemple, si vous recherchez «St Louis SEO», vous trouverez Gotch SEO.

St Louis SEO

Cette page unique a été l’une de mes plus grandes sources de génération de leads lorsque j’étais encore en train de traiter des clients.

Si vous êtes nouveau, je vous recommande de cibler les plus petites villes, comme indiqué dans la section relative à la réduction du nombre de personnes.

Sélectionnez des villes de grande valeur, puis travaillez pour classer ces pages.

Croyez-moi, cela en vaut la peine. Cela prend juste du temps et de la patience.

Ensuite, sur ces pages, vous pouvez utiliser un formulaire de candidature traditionnel ou effectuer un audit gratuit.

Si vous ne possédez pas de clientèle existante ou si vous n’avez pas beaucoup d’autorité dans l’industrie du référencement, je vous recommande d’utiliser un audit de référencement gratuit pour vous mettre la main à la porte.

Ces deux premières méthodes peuvent également fonctionner ensemble. Par exemple, vous pouvez promouvoir vos études de cas sur vos pages géo-ciblées.

La méthode suivante consiste à cibler les mots-clés d’information dans le secteur du référencement.

Mots-clés d'information ciblés

Maintenant, je vais être honnête, c’est un défi en raison de la concurrence.

Mais c’est extrêmement utile une fois que vous êtes classé car il n’ya pas de meilleure forme de démonstration des compétences.

Vous construisez des preuves sociales et faites confiance à l’avenir et inconsciemment avant même de parler à un responsable.

Pensez-y… s’ils cherchent Google, consultent votre page et soumettent un formulaire, que vient-il de se passer?

Vous venez de démontrer que le référencement fonctionne sans parler ni avoir à les convaincre du tout.

C’est pourquoi je ris toujours lorsque certains gourous (qui ne sont classés dans aucun mot clé) prétendent que le classement de mots clés liés au référencement est une perte de temps.

99,9% de mes prospects sont directement attribués à des mots-clés de référencement pour lesquels Gotch SEO se classe.

Ne les laissez pas vous tromper.

Si vous adoptez cette approche, commencez par cibler des mots clés plus longs.

Par exemple, essayer de classer des «backlinks» ou d'autres mots clés complexes en tête de corps nécessitera beaucoup de liens, de contenu et de patience.

Je recommande d'attendre que votre site Web fasse plus autorité pour cibler ces types de mots-clés.

En attendant, recherchez les mots clés à longue queue et dominez-les. Vous n’avez pas besoin d’une tonne de trafic pour obtenir des pistes qualifiées.

Créer des audits de référencement public

La méthode entrante finale qui est incroyablement efficace consiste à effectuer des audits de référencement public, puis à les publier sur YouTube.

Je recommande de regarder la chaîne YouTube de Chase Reiner car il a fait un excellent travail en utilisant cette stratégie.

Chase Reiner YouTube

Les audits sont un excellent moyen de démontrer votre expertise et ils ne vous coûtent presque rien à produire et à publier. Juste ton temps.

YouTube en général, en tant que chaîne, est, à mon avis, une source inexploitée pour générer des leads de référencement.

Il n’ya que quelques SEO qui poussent très fort sur YouTube, il ya donc beaucoup de possibilités là-bas.

Vous pouvez produire des études de cas ou même du contenu vidéo informatif général.

L’objectif ultime de votre contenu YouTube devrait être d’éduquer, d’informer et de vous établir en tant qu’autorité.

En réalité:

Le but ultime du marketing entrant est d’éduquer et de renforcer la confiance de votre marque.

La confiance est la clé des ventes.

Chaque canal devrait être considéré comme une opportunité d’ajouter de la valeur et de renforcer l’autorité de votre marque dans le secteur.

En plus de votre site Web et de YouTube, vous devez également ajouter de la valeur à Quora, aux forums, aux sections de commentaires de blogues sur les blogs du secteur et même aux groupes Facebook.

Quora Answer

Les gens ont construit des carrières entières en ajoutant simplement de la valeur aux groupes Facebook et aux forums.

Si contribuer aux communautés ne génère pas toujours de trafic direct sur votre site Web, c’est un moyen de renforcer votre marque.

En conséquence, les gens commencent à reconnaître la valeur que vous apportez, ils vont commencer à rechercher votre nom et votre marque sur Google.

CTR de recherche de marque

C’est un avantage du point de vue du référencement, mais aussi du point de vue des affaires. Cela n’est possible qu’en ajoutant des quantités énormes de valeur sur plusieurs canaux.

Maintenant, gardez à l'esprit:

Vous n'êtes pas obligé de faire cela pour toujours. Mais au début, vous devriez tester tous les canaux et les valoriser de manière constante.

Donc, ce sont les meilleures méthodes de marketing entrant à mon avis et je les ai personnellement utilisées.

Il existe d’autres tactiques telles que les webinaires, mais ce n’est pas quelque chose que j’ai personnellement utilisé pour obtenir des clients en référencement, je ne vais donc pas en parler.

Cela dit, examinons le système entrant:

Étape n ° 1 – Créer le haut du contenu de l'entonnoir

Il peut s’agir de contenu informatif, d’études de cas, de vidéos YouTube ou même de contributions à des communautés.

Étape 2 – Création du milieu du contenu de l'entonnoir

Il peut s’agir d’un audit de référencement gratuit qui demande à un utilisateur de soumettre une application ou d’un téléchargement gratuit qui demande à un utilisateur de soumettre son adresse électronique.

Quoi qu'il en soit, l'objectif à ce stade est d'amener un pourcentage d'utilisateurs à franchir une étape supplémentaire dans la poursuite de la relation avec votre marque.

Étape 3 – Créer le fond du contenu de l'entonnoir

… Conçu pour persuader vos prospects de devenir des clients SEO.

Cela se présentera sous la forme de témoignages, de classements de mots-clés, de captures d'écran de la croissance du trafic, d'études de cas, de questions fréquemment posées ou même d'une liste de vos clients satisfaits qu'ils peuvent appeler.

Et la dernière étape consiste à créer une proposition de référencement et à en assurer le suivi.

Laissez-moi maintenant vous montrer comment convertir vos prospects en clients SEO payants en utilisant mon processus de vente simple, étape par étape. La meilleure partie est que vous fermez les prospects sans être trop commerciaux ni trop abusifs lorsque vous utilisez le système que je vais vous montrer.

Ventes 101

Ventes 101

De nombreuses techniques de marketing entrant vous obligent à capturer des prospects par courrier électronique ou via un formulaire de demande.

Je recommande d'installer les deux. Commençons par le courrier électronique. Je recommande trois fournisseurs de messagerie:

Mailchimp

Mailchimp est parfait pour un petit budget, car vous pouvez obtenir gratuitement un bon nombre d'abonnés. I started out with Mailchimp, but then outgrew it and needed some more advanced.

Leading me to number two, which is Drip.

Goutte

Drip is more focused on email automation.

I don’t recommend jumping into email automation when you’re new because it will likely be a distraction and there’s a big learning curve.

But once you’ve mastered many of the other skill sets, it will be worth looking into.

One other respected email provider is Aweber.

Aweber

It doesn’t have a big learning curve and is quite similar to Mailchimp.

After you’ve selected a way to capture email addresses, then you need a way for leads to apply or contact you. You can use Contact Form 7 to embed forms directly on your website, but I also love using TypeForm.

It’s free and it has some really amazing functionality. You can also use Gravity Forms, which is a more advanced version of Contact Form 7, but it’s paid.

What do you do after you’ve collected a lead?

Well, your initial outreach will depend on what they are requesting by filling out a form.

For example, if they fill out your SEO audit application, your outreach will vary compared to if they submitted your full-service SEO application. This part is common sense, so I won’t bore.

If they applied for an SEO audit, then reach out, thank them for their application, and let them know when their free SEO audit will be completed.

Believe it or not:

I recommend the same process even if they’re a full-service SEO lead. Once again thank them for applying and then ask if you can perform a free SEO audit.

What do you do after you’ve completed the audit?

This is the most important stage of the process, so listen carefully. You need to turn this lead into a paying customer.

That means you’ll send them a simple email about the completed audit and you’ll say something like:

“Hey NAME, I’ve complete your SEO audit and {attached | here’s the link}. The biggest actions you need to take to improve your SEO performance are:
1. HIGH IMPACT ACTION
2. HIGH IMPACT ACTION
3. HIGH IMPACT ACTION

These actions will have the biggest impact on performance, but there are many other actions/issues you’ll need to tackle (as you’ll discover in the audit).

Do you have a few minutes to discuss the audit this week?”

Or:

“Hey NAME, I’ve completed your SEO audit. Do you have a few minutes today or tomorrow to go over our findings?”

This method is a sneakier one because you’ll send the audit right before the meeting. So in a way, you force them to get on the phone with you.

The previous template is a value-first template, but it won’t drive as many phone calls as the second one.

You can vary these templates if you don’t want to talk over the phone.

I highly recommend you get on the phone because your close rate will be substantially higher.

Let’s assume you get them on the phone to discuss the SEO audit findings.

You don’t need to do anything complicated here.

Just talk about what you found and what they would need to do to make the changes you’re suggesting.

The only method I recommend here is to discuss how much work goes into the actions.

Remember, companies hire SEO experts because

  • It’s too technical for them to execute and…
  • they don’t have an enough time to execute

These two factors should naturally be demonstrated through your discussion.

Then, towards the end, just ask the lead if they would be interested in letting your company do the SEO for them (so they don’t have to waste time or effort to figure it out themselves).

If they “yes”, then tell them that you’ll develop proposal and get it over to them by the end of the week. And that’s it.

Now if they say “no”, then you should counter with a downsell.

Say:

“Ok, no worries. I know it’s a big commitment. Would you be interested in us fix your technical issues? This won’t require a monthly commitment or anything. It’ll just be a one-off project and we’ll make your website technically sound.”

If they say “yes”, then you’ll send them a mini proposal.

Remember:

The goal is to get them to pay your company money.

That’s when the relationship changes.

It may seem like they’ll never become a full-service client, but once there’s an exchange of value, everything changes.

Now let’s talk about proposals.

First, let’s talk what tools or software you can use to deliver proposals.

There are few different ways to create and send proposals.

My personal favorites are:

  • Google Docs
  • PDFs
  • Pitch Decks using Google Slides or Powerpoint
  • Proposal software such as Proposify, PandaDoc, and Nusii

I recommending testing each to see what works best for you.

But listen:

The vehicle for your proposal is by far the least important part of the process.

What matter most is the substance of the proposal.

19 Qualities of Effective SEO Proposals

Here are 19 elements you need to produce successful SEO proposals

1. They’re Personalized

There are some pieces of the your SEO proposal that can use templates, but the key to a truly successful proposal is to personalize it for the prospect’s situation.

The best way to accomplish this goal is by performing an SEO audit upfront before you send your proposal.

That way you can add your findings from the SEO audit in the proposal and create a personalized roadmap based on their situation.

2. Successful Proposals are Efficient

No one wants to or is going to read a 100 page proposal. The best way to think about this to use a quote from someone way smarter than me, Albert Einstein.

Einstein said that “Everything should be made as simple as possible, but not simpler.” That means your proposal should be efficient and gets to the point, but don’t go overboard and make it thin.

3. Use Opening Testimonials or Data

Think of this section as a quick hook to get the prospect to read your entire proposal.

Testimonials from successful clients, data proving your value, or data proving the value of the industry/service will work here.

4. Write Your Opening Statement

Your opening statement is nothing more than a big thank you and way to express gratitude to the prospect for them giving you the opportunity to work together.

It doesn’t need to be more than a sentence or two.

5. Outline a Scope of Work (Overview)

The scope of work section defines what you’re offering the prospect. Think of it as an overview of the service offering.

For example, you may something like: “Gotch SEO will conduct an extensive SEO campaign to increase traffic and customer volume through organic search.”

6. Define the Objectives

Outline the goals of the SEO campaign here. Be as specific as possible.

Some common SEO campaign objectives are: increase organic search traffic, increase the total keyword ranking positions, and drive more customers through organic search.

7. List the Deliverables

“Deliverable” is business lingo for what things are actually going to be done/accomplished during this service.

A simple deliverable is: “We build a keyword database of at least 1,000 potential keyword targets.” Be specific in this section.

Also, it’s a good idea to mention what deliverables will be dependent on the client. For example, if the client needs to approve content you’re creating, then make sure that’s listed.

8. Emphasize the Benefits

You should be emphasizing the benefits of your SEO service throughout your proposal, but it’s also a good idea to dedicate a section to it.

The one question you need to ask yourself is: How is my service going to make their business and lives better?

Some of the biggest benefits of hiring an SEO company are time savings, expertise, and most importantly, revenue growth.

9. Establish Realistic Expectations

Most SEO proposals skip this part because it’s not a “cool” topic. What you want to do in this section is be incredibly honest about what they can expect from an SEO campaign.

This section alone will eliminate a lot of headache down the road.

For example, you should outline how long it takes for an SEO campaign to pick up steam. In other words, how long it takes to see results.

I typically say 6-12 months.

Although this may seem like a “bad idea” on the surface, it’s actually genius because you’re eliminating prospects that don’t understand how much work goes into an SEO campaign and how long it actually takes to see results.

On the other hand, you’ll close the clients that understand that SEO is a slow burning customer acquisition strategy.

You’ll also get validation that your client understands the importance of patience. Croyez-moi. You do not want clients breathing down your neck about results within the first couple months.

This section eliminates most of these issues upfront.

10. Outline the Timeline

This section is simply setting deadlines for when the deliverables will be completed. I recommend outlining the timeline by months.

For example, in month #1, you could say that you’ll finish the keyword database, you’ll finish the competitor analysis, and you’ll complete a deep SEO audit.

This will depend on your offering, but the key takeaway is that you’re giving them an idea of what to expect every month of the engagement.

It also holds you and your company accountable for delivering on what you promised.

Sometimes it’s good to have this type of motivation to avoid any possibility of slacking.

11. Establish the Project Lead

This is a very short section, but just write out who is going to be managing their SEO campaign. Explain who this person is, their accomplishments, and ultimately why they’re qualified to run the SEO campaign.

12. Reveal the Investment

Notice that I didn’t say “pricing”. You have to angle your service as an investment, not a cost.

The good news is that this is true. Investing in SEO can produce a return on investment.

It’s not like buying a car. You’re investing in a marketing channel because it’s going to make your company more money in the future.

That said, this section will show how much they need to invest to work with you.

I recommend offering three different pricing options. This is also known as tiered pricing.

How you price your services is up to you, but I recommend having a super premium option because it will act as a price anchor for the other options.

For example, in my SEO proposals, I’ll have a $3,997/mo package on the low end and a $14,997/mo package on the high end.

You know that most people won’t choose the premium option, but anchoring is a powerful method. $4,000 on it’s own looks pretty huge, but it doesn’t look that big if I showed you $15,000 first.

That’s the power of price anchoring.

One other tactic I recommend in this section is to itemize the deliverables in each tiered pricing section.

That way you can negotiate by removing unnecessary deliverables.

13. Inject Social Proof

Dedicate this section to testimonials, results, and case studies proving that you’re capable of getting this prospect SEO results.

14. Use a Action-Based Guarantee

While you can’t guarantee SEO results, you can guarantee that the work will be completed. I highly recommend that you do this.

15. Thank You & Call-to-Action

This might seem obvious, but you need to instruct the prospect to act. First, thank them again for the opportunity and then ask to sign the proposal to get started.

16. Use Scarcity

I recommend adding an expiration date to the proposal along with a special offer.

So, example, your proposal may say: “This SEO proposal is valid until December 14, 2019.”

Then, I like to add a special offer like: “If you sign-up by Friday, we’ll give you 20% off your first three months of service.” The goal here is to get them to act.

Remember:

The fear of loss is stronger than the possibility of gain (loss aversion).

17. Add a Signature Section

In most cases, you’ll need to discuss the proposal before a client signs on. That’s okay, but there are some prospects are ready to go, so give them that opportunity.

18. Check Your Grammar and Spelling

Your goal is to be as professional as possible and that starts with your grammar and spelling. Use Grammarly and Hemingway Writer to optimize this.

Hemingway Writer

And last, but not least:

19. Optimize Your Design

You can use Canva templates to create well-designed PDFs or you can hire a designer on Fiverr or UpWork. Either way, it definitely helps to have a presentable, well-designed and professional proposal.

20. Add a Credit Card Form (Optional)

I’ll typically add a credit card form on the proposal to push the envelope, but it’s not necessary. I recommend testing it to see how well it converts.

Now there’s one other big question:

When should you send your proposal?

I recommend setting up a phone call or screenshare BEFORE you send the proposal.

Then on the day of the conversation, send the proposal right before. That way you can guide the client through the offering.

As opposed to sending it to them and them scrolling to the pricing section.

The way you win over clients is through perceived value.

Pricing means nothing.

Your goal is to amplify your perceived value and the best way to do this is through the strategy I just outlined.

That’s all you need to know about developing effective SEO proposals.

Now it’s time to learn how to retain 95% + of your clients. Most people think retention is about customer service, but they’re wrong. There’s something far more important.

Make Your Clients Love You

Make Your Clients Love You

No matter what anyone tells you, the key to making your clients happy is to get results.

There are some other factors that will determine their happiness level, but results are the lead domino.

Get them results and most clients will love you forever.

Keep in mind that there are some clients (probably less than 1%) who will never be satisfied. These clients are extremely rare, but you’ll know it when you encounter one.

That said, here’s how my client SEO process looks. You can replicate, modify, or add to this process.

I’ve tried to make this process as lean as possible so that A) you can get your clients results fast and B) you get turn a profit.

At a high level, the client SEO process is as follows:

1. Perform an SEO audit to find existing issues and research to analyze their competitors and find keywords and link opportunities.

2. Prioritize actions based on your findings and what will have the biggest impact on their performance. For example, making their site mobile friendly would be a level 1 action because it would have a big impact on their performance. Compare this to writing image ALT tag descriptions, which would be a level 3 action because it would have a low impact on their SEO performance.

3. You need to take action on your priority list.

4. Repeat critical actions such as creating new keyword-targeted content, optimizing pages, and acquiring backlinks every month.

This is the 30,000-foot view of an SEO campaign, but here’s what you might do month-to-month.

Let me show you how I would structure a 6-month campaign. Keep in mind that some of these actions will vary based on the client’s budget.

In month #1, you’re going to do the following:

  1. Perform an SEO Audit
  2. Conduct Keyword Research
  3. Analyze Competitors
  4. Find Link Prospects
  5. Fix All Technical/UX Issues

In months 2-3, you’ll:

  1. Optimize Existing Keyword Targeted Pages
  2. Create New Keyword-Targeted Pages
  3. Create Linkable Assets

Then in months 4-6, you’ll:

  1. Acquire Backlinks
  2. Create New Keyword-Targeted Pages (if the budget is available)

But now I need to cover something very important.

Should you do all the work or should you get help?

When you’re starting out, it may seem wise to try to do all the work yourself. But in reality, you should begin the process of getting help and building systems as soon as possible.

That’s because it’s only way you can scale your services and take on more clients.

Think about this way:

You can either spend more time working and retain more profit on a low scale.

Or you can have more time, but have less profit on a high scale.

Here’s how that looks from a numbers perspective:

Let’s say you have 10 SEO clients paying you $500 per month each and you’re doing all the work.

Technically, you’ll have a 100% profit margin in this scenario.

However, it’s not that simple when you consider your time investment. Let’s say your hourly rate is $50/hour.

That means you would spend 10 hours a month per client, which equates to 100 hours per month.

That means you’re working 100 hours to make $5,000/mo. This is a nice amount of money, but there’s a problem. You can only go so far until you’re maxed out. Let’s say you took on 10 more $500/mo clients.

That would put you at 200 hours per month or 50 hours a week.

It would be nearly impossible to bring on new projects at this stage.

Sure, you’re making $10,000/mo, but at what cost? This all assuming you’ll have incredible efficiency and you’ll work like a robot, which doesn’t happen.

In this scenario, you’re nothing more than a highly paid employee because you’re being paid based on the amount of hours you’re working.

This is okay in the short term, but in the long-run you want to flip this equation.

You DO NOT want to be paid based on the amount of hours you’re working.

Think about this for second:

Would you rather make $10,000 per month in pure profit and work 200 hours…

Or…

Would you rather make $5,000 per month in profit and work 50 hours?

I would take the latter any day of the week. But how is it possible?

It’s possible to stop being paid by the hour when you either outsource or hire employees.

As you probably know, I’ve done both and I prefer outsourcing.

Pretty much every single SEO task can be outsourced.

That means instead of spending your time servicing clients, you can spend your time selling new ones and keep your existing client base happy.

So, how do you do it?

It’s very simple.

Let’s say you have $1,000/mo client. Take 25-50% of your revenue, $250-$500 and invest into a service or individual freelancer. Then every time you take on a new client, you just repeat this process.

You’re still going to profit, but you’re going to be able to scale and have much more time.

Then, at a certain point, you’ll have so many clients that you’ll need to raise your prices.

But in the beginning, just take a small amount of your revenue and get help immediately.

This is exactly how I was able to get up to grow my monthly income so quickly with client work.

It wasn’t because I was a guru SEO. It was because I started looking for help right away. Don’t try to do everything yourself.

Take less profit and get help.

Ironically, doing so will actually produce more profit at scale.

For example, 100% profit at $10,000/mo is $10,000 profit.

But 50% profit at $50,000/mo is $25,000 profit. You see how that works?

Less margin at scale destroys high margin on a low scale. Not only that, you’ll be working less in the second scenario.

Review everything I just outlined because it will change your life and business.

The last big piece of client work that I need to cover is reporting and client support.

My recommendation is to:

  1. Send a monthly report outlining what deliverables were completed
  2. Send a performance report, which may come in the form of individual keyword ranking performance, total keyword positions according to Ahrefs, or Google Analytics organic search traffic growth.

Aside from your big monthly report, you should be updating your clients at least bi-weekly. Weekly is even better. Report positive changes in rankings and report big actions that were completed.

Clients want to stay in the loop and if they believe you’re working hard on the campaign, they won’t breath down your neck as aggressively. Lastly, don’t keep clients hanging.

If they send you an email, respond within 24 hours or less.

BONUS: 2 Powerful Client Acquisition Tactics

2 Powerful Client Acquisition Tactics

But wait, there’s more! Here are two my favorite (untapped) SEO client acquisition methods:

1. The FOMO Tactic

Let me start by defining what “FOMO” is… FOMO stands for fear of missing out. I won’t get too deep into the psychology of FOMO, but it’s a powerful principle that works almost all human beings.

The way you are going to leverage this principle is by finding influencers who don’t have a strong organic search presence. Then you will reach out to them and give them data showing how much traffic they are missing out on. Obviously, the end goal is to do SEO for them.

So, let me get a little more specific about these steps:

1. Develop a list of influencers (Instagram, YouTube, etc) who aren’t getting much organic search traffic. The key is to find influencers where the follower to organic search traffic ratio is way off.

For example, let’s say a fashion influencer has 100,000 followers on Instagram, but you estimate their organic search traffic is less than 10,000 visitors per month. This would be a prime candidate to reach out to. Ultimately, look for unbalanced ratios or little, to no organic search traffic.

Now you’re probably thinking, how do I do that? Just throw the prospects URL into SEMRush or Ahrefs to see their estimated organic search traffic.

Take note because this will be primary leverage point when reaching out.

2. Do some basic keyword research to get search volume.

3. Reach out to the influencer(s) to gauge their interest. Use a template like this:

Hey [NAME], love what you’re doing on [Insert Platform]. My name is [Your Name] and I’m the head of SEO at [Your Agency]. I noticed that you have a large following on [Platform], but I wanted to give you a heads up that you’re missing out on approximately [INSERT TRAFFIC ESTIMATE] website visitors every month. Can I send you a quick video showing you how you can capture this traffic you’re missing out on?

4. Send a follow up sequence if they don’t respond.

5. If they do respond, then you need to show them the keywords they could rank for + how much traffic they could get from ranking for those keywords.

6. Send pitch email or get on the phone.

Just make sure your offer is “special” and that there is a deadline attached to it. If you don’t have a ton of credibility, then you use a free or ultra low priced offer just to get your feet in the door (free SEO audit, free keyword research + a SEO content strategy, free competitor analysis, free link prospecting, etc).

The key is add massive value upfront and remember that lifetime value is what really matters.

2. Client Thief Method

Strategy #3 is the most risque method because you are calling out low performing agencies.

The truth is that businesses pay to get results. They aren’t a charity and they want to see a return on their SEO investment. If an SEO agency isn’t achieving that goal, then there is no reason that a business should continue to pay them.

Of course, every SEO agency needs a fair shot. Which means that they should be given enough time to be properly evaluated.

To put that in perspective, most SEO campaigns pick up traction around the six month mark, but this can vary greatly based on website authority, website age, and various other issues that are encountered. So, in essence, the Client Thief Method is designed to attract businesses who are unsatisfied with their existing SEO campaign.

Voilà comment cela fonctionne:

1. Create a landing page using Leadpages or some other platform that streamlines the process.

2. Create a Facebook ad. Here’s are some ideas:

“Does your SEO agency suck?” or “Is your SEO agency not getting you results?”… we will audit your website and SEO campaign 100% free. No commitments. We will tell you if your agency is on the right track or if they don’t know what they’re doing. This analysis is 100% free and private (don’t worry, we won’t tell your agency). Your business deserves to get results when you are paying an agency. Don’t waste another day wondering if your SEO agency actually knows what they’re doing or not. Secure your free assessment today.

3. Send a video or text-based SEO audit (pdf)

4. “We can help” pitch. Nothing complicated here. You showed them the issues in the audit and now you are simply emphasizing that you know how to fix them.

5. Categorize your prospects based on sales cycle. For example if the prospect is locked into a contract, make sure you note that in your CRM. That way you can follow up in the future.

35 Lessons from Starting an SEO Company

If you are thinking about starting an SEO company, then stop what you are doing right now and read this.

Let me tell you a quick story:

in 2013, I packed up my stuff and drove from California to St. Louis, Missouri.

I wanted to be with my girlfriend (now fiancée) and I also wanted to pursue my dream of running my own business.

My girlfriend’s parents were kind enough to let me stay at their house until I found a job.

Or, until I was making enough money in my business to move out.

Since I didn’t want to be a moocher, I made a goal that I would be out of their house within a month (max).

So, here are the advantages I had when trying to start my business:

  • Less than $100 in my bank account
  • $0 in savings
  • $43,000 of student loan and car loan debt

But in all seriousness, the real advantages I had were:

  • A laptop
  • I knew how to do SEO
  • One credit card with a credit line of $1,000

I knew this would be more than enough to get my business off the ground.

And within one month, I achieved my goal.

I secured several clients through hustling on Craigslist and ranking pages on my site. These clients gave me enough revenue to move out my girlfriend’s parents house.

In two years, my SEO agency has grown from a single freelancer (me) to two full-time employees.

The experience and knowledge I’ve gained from these two years is beyond comprehension.

I want to share these experiences with you so you can avoid many of the mistakes I’ve made along the way.

What I have learned can help you with three things:

  1. get through tough times
  2. make sure you are maintaining the right mindset
  3. help you grow your business.

What I’m about to show you can help ANY business.

I may get “self-helpy” in this article because I’m speaking from real experience.

If you are cool with that, here are the 35 lessons I have learned running an SEO agency for two years:

Marketing Lessons

1. Practice What You Preach

Believe it or not there are SEO companies that don’t even rank their own site in the search engine.

If you are running an SEO business, then you should be getting the majority of your leads through SEO.

What’s a better demonstration of competency?

An SEO company that blasts businesses with cold calls? Or, an SEO company that’s rank well in the search engine?

It’s a no brainer.

I get 99% of my leads from the search engines.

The best part about practicing what you preach is that it makes selling easier.

All you have to say is “Well, how did you find us?” – BOOM.

Proof is in the pudding.

The idea practicing what you preach applies to ANY service business.

You should be able to prove you know what the heck you’re doing.

Don’t say you’re an SEO “expert” if you have never ranked a keyword.

Don’t say you’re a social media marketing “expert” when you only have 50 likes on Facebook.

Don’t say you’re a PPC “expert” if you have never made an ROI on ad spend.

You get the point.

Pratiquez ce que vous prêchez.

Go out and get results on your own.

It will not only build credibility, but it will make selling WAY easier.

2. Testimonials & Referrals Won’t Come Organically

It doesn’t matter how well you get can results and how happy your clients are.

They will not go out of their way to give you a testimonial or send you a referral.

Think about it: they are either A) running a business or B) acting as marketing director for a company.

They don’t get into work and think: “You know what I should do today?? I should go and leave the SEO company working for us a testimonial! I should spend my day trying to find referrals for this SEO company!”

Pardon.

Doesn’t happen.

You need to push your happy clients to get testimonials and referrals.

Believe it or not, sometimes asking isn’t even enough.

To get your clients to act, you should incentivize them.

For example, we offer clients a free month of SEO service when they send us a referral and we close them as a client.

A free month of SEO service is pretty valuable considering they would likely be saving $2,000 +.

Sales Lessons

3. Be Responsive to Leads (Or Lose)

It’s easy to sit back when you see an inbound lead.

But every second you waste is a second the prospect gets less interested in you.

It gives your competition another second to call before you.

Oh, you thought you were the only company they’ve reached out to?

Lol.

Don’t fool yourself.

For a big investment like SEO, businesses are going to reach out to least 3-5 different companies.

Being the first to respond is sometimes all it takes to win contracts.

I have had clients tell me that they picked my agency because we responded the quickest.

Here’s a strategy you can use to become more responsive to leads:

  • Setup a separate email address just for web leads.
  • Configure Gravity Forms or whatever form you’re using to push new web leads to that email.

Remarque: if you are using Gravity Forms, make sure you use a @gmail.com email address. Otherwise your leads will get delayed or you won’t get them at all because of the filters.

  • Enable push notifications on your computer or phone only for that inbox.
  • Respond immediately

4. You Don’t Have to Be a Car Salesman

Don’t forget, if you are using inbound marketing to generate leads, there is no reason to be pushy.

You aren’t making a cold call.

The lead has gone out of their way to contact YOU.

Call them, be calm, cool, and collected, and explain what your service is and what it can do for them.

Keep in mind:

You should always try to close over the phone.

Just understand that most businesses will need time to discuss and review proposals.

If you are speaking with a smaller business, you can often close over the phone. If you are speaking with a marketing director, then it will likely take weeks for them to come to a decision.

5. Follow Up

This feels like sales 101, but following up is key.

I wouldn’t have some of the clients I currently do without following up.

Marketing directors and business owners have a lot on their plate.

It’s your job to stay on top of their mind.

Do not allow your company to become an afterthought.

6. Always Be Prepped For Sales Calls

I was clueless when I first started out and would take on sales call without getting prepared.

I learned from this and developed a set of questions to ask every single prospect.

These questions allow me to see if the prospect is serious and whether they are a person I would like to work with.

I recommend that you develop a set of questions you ask every prospect.

Think long and hard about these questions.

Some of the questions I ask every time are:

  • Are you targeting a local or national market?
  • Have you done SEO in the past?
  • What are you currently doing to market your business?
  • Have you ever considered (Insert service like social media, PPC)?

There are many others, but if you are starting a marketing agency, these can help you out.

7. Be Smart With Your Sales Language

Get used to using embedded commands in your conversation. Here’s an example of an embedded command I would use on a sales call:

“Alright, so what’s going to happen when you sign up is….”

See what I did there?

I’m implying that they are going to sign up.

Aside from proven psychological principles, you need to let the prospect SPEAK.

Great salesmen are also great listeners.

Mindset Lessons

8. You Are Disposable (No Matter How Good You Are)

If you take anything out of this article, then please make sure this is it.

No matter how good your service is, you or your agency are ALWAYS disposable.

The client is always going to value THEIR business over yours.

If they are having financial issues, SEO will be the first thing they cut.

It doesn’t matter how “buddy-buddy” you were with the client.

When it comes to their business, they are always going to do what’s best for them.

Knowing this, you need to always have the mindset that your client could leave you tomorrow.

9. Be Selfish

I’m all about the client-first mantra, but why are we in business?

Many of us are in business to achieve financial freedom and live a better life.

So, why do so many of us work ourselves to death over a single client?

I’m not implying that you should do poor work.

I’m saying that you need to stop acting like you are a commodity.

HAVE BOUNDARIES.

Let says a client is paying you $500 a month and your rate is $100 an hour.

Then you should only work 5 hours a month for that client.

Do not let the client convince you otherwise.

If you work a single second longer on that client, it will take away from other clients.

Not only that… It will also take away precious time for you to work ON your business instead of in it.

10. Be Cheap

When I first started my agency it was just me and many VAs. I outsourced everything and paid stupid amounts of money for link placement. Some of these vendors scammed me and many of the link placements sucked or got removed.

Just like the previous section, you need to set a budget for each client. If you want your profit margin to be 70%, then you have a budget of 30% to spend on any client.

Do not exceed it.

11. Never Get Complacent

You must focus on growing YOUR business every single day.

Never think that your clients are going to work with you forever.

Always work with the mindset that you could lose all your income tomorrow.

Will this happen? Pas probable.

But never EVER get complacent with what you have.

Always keep pushing and trying to grow.

Clients will come and go, but your business is your life.

If it’s not, then you might as well give up now.

Half ass dedication doesn’t work.

12. Never Stop Trying to Grow

Grow or die.

It’s challenging in service-businesses to have a growth mindset.

That’s because you have to fulfill the work.

If you don’t fulfill the work, you lose clients.

But this goes back to one of my original points: “Be Selfish”.

You have to keep trying to grow your business.

No matter how many clients you have.

No matter how much money you are already making.

Focus on growth like you don’t have a single client.

Have the mindset that you could lose it all tomorrow.

Complacency will kill your business.

13. Stop Being a Commodity and Become an Asset

Commodities are disposable.

Assets are hard to let go.

Give your client so much value that it would actually be painful for them to stop paying you.

When you reach that stage, you become an ASSET.

You can demand prices YOU think are fair.

Instead of the prospect telling you how much you should get paid.

Always remember that price is nothing more than perceived value.

The more valuable you are to a company, they more they are willing to pay.

14. Avoid Startups/Young Businesses

As a general rule of thumb, I recommend you avoid any type of “startup” company or young business.

Many young businesses are not making money and likely cannot afford your services.

They think it’s easier to hire someone to grow THEIR business.

But in fact, all they are doing is creating an environment where they rely on other people to be successful.

When you don’t get results in the first week, they will be calling and questioning your every move.

This isn’t because your service doesn’t work or because you are doing something wrong.

It’s because:

  • they know they can’t afford your service
  • they don’t know how to actually grow a business
  • they would rather talk on the phone than actually hustle

Do yourself a favor and avoid these businesses.

At least until they take accountability.

AND recognize that the growth of their business is their responsibility.

SEO is the long-term game and it should SUPPLEMENT a business’s other forms of marketing.

Productivity Lessons

15. Don’t Let Email Control You

I am a recovering email inbox checker.

I used to have Gmail open in a tab ALL DAY and would check it hundreds of times a day.

Por quê?

Because I craved distractions.

Thanks to Tim Ferris, I learned how much of a killer this can be.

I changed my habits and I only check email twice per day.

This had a dramatic effect on my business.

It was liberating.

It gave me the confidence that I was in control, not the people emailing me.

I decide when to respond.

I decide how much time to spend on my emails.

I eliminated the feeling of anxiety and stopped rationalizing.

My thoughts used to be:

“O-M-G… I wonder is (insert client name) has email me… I better check..”

…or “I  wonder if I have a new lead”

…or “That vendor said he would finish today, let me check…”.

After you set a boundary, you no longer have to think about these things.

Did my business crumble because emails weren’t answered immediately? Não.

Stay out of your email inbox.

Set a clear boundary of how many times you will open your email inbox everyday.

I recommend you use Inbox Pause when responding to emails to avoid getting trapped.

16. Create Systems & Processes

If you don’t have systems and processes, then you agency will live in chaos.

You need to have clear processes for:

  • lead gen
  • Ventes
  • service fulfillment
  • rétention client

Many service-based business will have many moving parts.

Systems will bring clarity and end the chaos.

Use templates and all available software to make things easier.

We use Google Sheets, Dropbox, Excel, and Basecamp to run my agency.

Always try to keep things simple or you will suffer from decision fatigue.

Bringing me to an important point..

17. Avoid Decision Fatigue (At All Costs)

Decision fatigue is when you have to think about “what to do next”.

Fatigue sets in every time you must to make a decision.

How do you solve the problem?

Limit how many decisions you are making throughout the day!

Plan your day.

Keep it simple and know that most tasks almost always take longer than expected.

I keep it super simple with my agency.

We usually only work one project per day.

This keeps us focused on the task at hand and removes mind wandering.

18. Live and Die by 80/20

Now that I have employees I can spend 80% of my time trying to grow my business. I used to be a solo artist, I spent 80% of my time fulfilling the work.

I now have the ability to act as CEO.

Acting as CEO requires a different mindset than being a freelancer.

You must train and educate your team.

But the most important part is to teach them how to get clients results.

Without YOU.

I love using VAs, but nothing beats having employees who you can speak with in person.

As you know, I was a college baseball player, so I love having a team atmosphere.

You need to get to the point where you are spending 80% of your time trying to grow your business.

Don’t worry if you are on the wrong side of this equation right now. It doesn’t mean you can’t flip to a growth equation.

Here’s what you do to start making the transition:

Every week you should examine how much time you are spending on clients. Then compare that to “growth” based activities.

Begin the process of flipping the equation.

Try changing the equation by 1% each week. For example, you may be 80/20 for service fulfillment/growth right now.

Next week, you should try being 79% client fulfillment and 21% growth.

At this rate, you will be at 68/32 within a year. 68% of your time will focus on growth and 32% on client fulfillment.

You can be more aggressive.

Changing your mindset from scarcity to growth is beyond powerful.

You begin to act like a CEO.

You stop worrying about whether a client is going to leave you or not.

Your business grows because you stop spending the bulk of your time on maintenance tasks.

Stop being an employee and start being a CEO.

19. Leverage VAs

To achieve the goal of 80/20, you will have to use VAs or hire an employee.

You can’t do it alone.

Unless you want to feel like an employee for the rest of your life… I don’t think that’s the goal for 99.9% of self-employed individuals.

You started your own business because you want to be in control.

You left the 9-5 because you don’t want to be an employee!

You have the opportunity.

You just need to be willing to delegate tasks.

There are only so many hours in a day and you need to cherish every single minute.

You can delegate almost every task in one way or another.

Lessons Clients Have Taught Me

20. Your Client’s Success is Your Success

Clients want results!

If they are successful, then your business will be successful as well.

The opposite is true.

If they majority of your clients are NOT successful, then it will bring your business down.

Before you start taking clients on in ANY industry, make sure you have a clear understand of how to get results.

Remember what I said earlier?

Pratiquez ce que vous prêchez.

21. Some Clients Will NEVER Be Happy

There are always going to be bad seeds.

There is a small percentage of clients who you will never please.

In the beginning, they will critique ever small detail of your work.

They will be ones complaining about communication… Even though you spend more time on them than any other client.

They will complain weekly, sometimes daily about the results.

Once you get them results, they will complain about not being #1 for every single keyword.

Sounds fun right?

These types of clients will make you lose sleep at night.

That is, if you let them.

I’m extreme and I will straight up fire clients who are time-sucks and unreasonable.

Just realize one unfortunate thing:

No matter how good your discovery/vetting phase is, you will end up with a bad client or two.

All you can do is have a strong discovery phase to avoid it becoming a regular occurrence

22. Your Most Unreasonable Clients Will be Your Cheapest Clients

I’m speaking for my business and in general.

In my experience, my worst clients are almost always my cheapest clients.

Remember, price is relative.

Someone who is paying $500 a month may think that’s a colossal amount.

They may think they deserve the world because they are paying $500 a month.

But in reality, we know that $500 a month is pennies for a real SEO campaign.

23. Always Have a Contract

Contracts are good for both parties. If a prospect doesn’t want to sign a contract, then run for the hills.

Croyez-moi.

If they don’t sign a contract, they will be a problem down the road.

You will be kicking yourself (like I have), asking “why didn’t I have this person sign a contract.”

24. Set Clear Boundaries With Clients

At the onset it’s super important to set clear boundaries. What are your agency’s hours of operation? How often are you going to be updating and speaking with the client? How much communication will be over the phone vs email?

Set these boundaries early on.

Otherwise, you will have clients calling you at unexpected times. This disrupts your teams workflow and hurts productivity.

Remember:

As much as some clients would like to believe, they don’t own you.

25. Know That Most Clients Won’t Pay On-Time

Invoice goes out of the 1st of the month.

Days, weeks, and sometimes a month goes by with no payment.

Although you haven’t received payment, the client believes you should still be working.

That’s fair right?

Imagine going into a traditional 9-5 job and your boss told you he wasn’t going to pay you for 30 days.

He MIGHT pay you within 30 days, but it could even end up be 45 days.

That’s cool right?

You would raise hell.

Please listen to this word of advice:

Clients who don’t pay on-time, will never pay on-time.

Don’t waste your breath and struggle to keep clients like this.

They are selfish.

Fire them because there are many others who will pay on-time.

26. Beware of BUYER Scam Artists

There are some major scam artists in the B2B world that you need to watch out for.

You have likely heard many stories of how SEO companies screwed people over.

But how many times have you heard about buyers screwing companies over?

It’s happened to my agency.  On a couple of occasions.

Here’s how it happens:

In the beginning everything’s cool and they join your service.

You do everything that you said you were going to do, and BOOM, after a month they open up a PayPal dispute for no reason.

Do you see what’s going on here?

You do all the heavy lifting for the first month and then they can open up a PayPal dispute and get your service for free.

The good news is that as long as you have actually done the work, you will win the PayPal dispute (I have).

To avoid this you need to have a contract and consider not accepting payments through PayPal.

Serious businesses will have a business credit card or will be willing to send you checks.

Try to avoid the PayPal game as much as possible.

27. Never Negotiate on Price

I made this mistake for well over a year. I would send off a proposal with one price and hope they would accept it.

While this worked a lot, it also costs me several thousand dollars in contracts.

That’s when I discovered that I needed to have three pricing options.

“DUH”, right?

Here’s what I discovered after researching it further:

When you have one option, they forced to choose “Yes” or “No”.

When you have three options, they forced to choose within the three options.

Sure, they can still say “No”, but it decreases the likelihood.

28. Stop Saying “Yes”

I’m going to be honest, I get a lot of leads and I say “No” to 99% of them.

At this stage in my business, I can tell who can and cannot afford my services.

I also have standards.

As you know, I won’t work with startups. But I also won’t work with any business that I believe has morality issues.

Some examples are gambling, escorts, porn, or anything illegal.

Why would I ever want to associate myself with such businesses?

That’s why I say “no”.

I also say “No” to cheapskates.

It’s easy to lured into what seems like “easy money”.

You have a client willing to pay $500 a month for SEO.

How could you turn that down?!

Simple.

You say “No”!

I’m not trying to scale my business with cheap clients.

That’s not my business model.

There are other SEO companies who can take on cheap clients and are playing the quantity game.

I’m not.

You need to be realistic with yourself.

Do you have the capacity to scale a business of cheap paying clients?

Or would it be easier to take on less clients who paid more?

You need to consider these questions.

If you don’t, you will have tons of cheap clients who expect the world. Cheap clients who will hold your business back. Remember what I said?

Be selfish. Say “NO”.

29. Take a Profit-First Approach

What’s the point of being in business if you aren’t making a profit?

There are companies like Amazon that don’t make a profit, but I’m not Amazon.

I started my business to escape the 9-5 and be my own boss. I also did it to make money.

You should structure your service and fulfillment to turn a profit.

What I do is simple.

I have a profit percentage goal. Everything I do is to reach that goal.

30. Fulfillment is Hard

Every results-based business struggles with one thing: getting results 100% of the time.

It doesn’t matter how good you are.

I’m willing to go out on a limb and say:

There isn’t a single SEO agency with 30 + client who hasn’t struggled to get results.

At LEAST once.

I have struggled to get a client results before.

It’s not because my strategy doesn’t work or because I don’t know what I’m doing.

It’s because I didn’t screen the client well enough.

I ignored obvious red flags in the discovery phase because I was chasing money.

Here are the two biggest mistakes I’ve made:

  • Underestimating how long it would actually take to rank
  • Underquoting how much it would actually cost to rank

These two combined lead to frustration on both sides.

To avoid both of these situations, make sure you screen every client down to the last detail.

Do not sign any client on until you know 100% that they are

A) paying enough to get results

B) and you are 110% confident that you can get them results.

Don’t chase money because it will end up hurting you.

Basic Business

* I’m not a tax, law, or financial advisor. Everything I’m going to show you in this section is from experience. Consult with an expert.

31. Learn About Taxes

If you don’t understand taxes, you will get destroyed.

I’m speaking from experience here.

In my first full year of business, I didn’t adjust my quarterly tax estimates. Even though my business was much larger than the previous year.

Guess what happened?

I owed $25,000 in taxes and had to contribute $36,000 to my solo 401(k) just to avoid MORE tax burden.

The worst part is that I had to give up that amount of cash in a small amount time.

It sucked, and I pledged that I would never let it happen again.

The next year, I changed my LLC’s tax status to an “S-Corp”.

I also made sure to contribute to my retirement account on a monthly basis to avoid having to give up one lump sum of cash.

Why am I telling you this?

Because I don’t want you to make the same mistakes!

Learn about taxes and talk to a CPA.

32. Structure Your Business Right

I started my business as an LLC, but got taxed as a sole proprietor. As I explained above, I got killed on taxes because of this.

In 2015, my business is still an LLC, but is now taxed as an S-Corp.

In essence, I pay myself a reasonable salary like an employee. After I’ve paid myself a reasonable salary, I can take distributions from the business.

The reason why the S-Corp is awesome is because:

  • My salary is tax deductible
  • I don’t have to pay self employment or payroll taxes on distributions

I recommend research and find out if your current business structure is benefiting you.

33. It’s Easy to Spend, It’s Hard to Save

When money’s coming in, it’s hard to be frugal. Just remember that every dollar you spend, is a dollar that could have grown your wealth.

Basic personal financial principles also apply in business.

Don’t spend more than you make. Save money. Etc.

34. Diversify Your Income Streams

If 100% of your business revenue is coming from one source, then you need to sit down and think about that.

What if that one revenue source disappeared tomorrow you had no income?

That’s a loaded question, but you get the point.

You need to have more than one income stream.

You need to have the confidence that if every client left you tomorrow, you would still be fine.

Trust me, having more than one source of revenue gives you incredible leverage. When you have many revenue sources, you don’t have to play the price game with clients.

You can decide how much you want to work for and what clients you want to work with.

You will stop chasing money.

If you run a service-based business, then there are many options for you to explore.

For example, in addition to client-side of Gotch SEO, we offer SEO training.

The point is, one revenue sources ties you down.

Think long and hard about how you can diversify your revenue.

35. Invest in Yourself

As cliche as it sounds, you have to invest in yourself.

It’s crazy to think that I have become such an avid reader and learner.

In school, I repulsed at the idea of learning anything more than I had to.

Now, I can’t learn enough.

To get more, you have to be more.

As I mentioned before, you need to become an asset.

YOU have to worth paying money for.

That’s All!

Starting an SEO company isn’t easy, but the rewards are worth it.

If got a lot value out of this guide, please share it.

Talk soon!
– Gotch

Por que a galinha atravessou a rua? Provavelmente nunca saberemos. Mas se você digitar isso em um mecanismo de pesquisa, tenho certeza de que posso prever quais os melhores resultados podem retornar. Não apenas porque eu pesquisei isso sozinho, mas também por causa de algo chamado Intenção de Pesquisa, que basicamente significa que os mecanismos de pesquisa tentam fornecer o que você deseja, entendendo (ou adivinhando) exatamente o que você quer e, mais importante, o porquê.

Se você entende o que seus usuários desejam e qual é a intenção deles quando pesquisam uma consulta específica, metade do trabalho de classificação nessa palavra-chave é realizada. Obviamente, ainda há muito trabalho a ser feito (por exemplo, quais são os 3 tipos de intenção e que tipo de conteúdo escrever para cada tipo de palavra-chave e intenção de pesquisa). A boa notícia é que este artigo fornecerá tudo o que você precisa saber sobre a intenção da pesquisa, de A a Z: da compreensão da intenção do usuário à otimização classificação ideal e ideal das palavras-chave que mais lhe interessam. .

Há várias coisas com tamanhos de / blog =

  1. Qual é a intenção da pesquisa?
  2. Qual é a intenção do usuário em SEO?
  3. Quais são os tipos de intenção de pesquisa?
  4. Como otimizar para cada tipo de intenção de pesquisa
  5. Por que e como otimizar a intenção de pesquisa informacional
    1. Que tipo de conteúdo você precisa criar para consultas informativas?
    2. Como criar conteúdo relevante para fins de palavra-chave informativa
  6. Como otimizar para procurar a intenção de pesquisa
    1. Que tipo de conteúdo você precisa para consultas de navegação?
    2. Como criar conteúdo relevante para a finalidade da palavra-chave de navegação
  7. Como otimizar para pesquisa transacional
    1. Que tipo de conteúdo você precisa para consultas transacionais?
    2. Como criar conteúdo relevante para o objetivo da palavra-chave transacional
  8. O desafio de combinar as intenções de pesquisa
  9. Que tipo de intenção de pesquisa você deve começar a otimizar

1. Qual é a intenção da pesquisa?

A intenção de pesquisa ou a intenção da palavra-chave é a razão por que as pessoas estão fazendo uma pesquisa específica. Por que eles estão procurando? O que eles estão tentando alcançar através de suas pesquisas?
Eles estão tentando encontrar a resposta para uma pergunta ou desejam acessar um site específico?

Ao longo dos anos, o Google tornou-se cada vez mais capaz de determinar a intenção de pesquisa dos usuários. No momento, o SERP inteiro do Google está tentando atender melhor à intenção de pesquisa e não à palavra-chave de pesquisa. Há situações em que o termo exato procurado nem é incluído na página de resultados de pesquisa do Google. E isso acontece porque o Google se tornou cada vez melhor na determinação da intenção de pesquisa dos usuários da Internet.

O Google deseja priorizar quais páginas melhor atendem às metas de pesquisa do usuário. E ultimamente, ele tem se saído muito bem.

Voltando ao enigma do início do artigo, é verdade que não sabíamos por que a galinha atravessou a estrada; No entanto, o que descobriremos (se você ainda não pesquisou no Google) é o significado desse quebra-cabeça. E teremos vídeos sobre isso e até um trecho em destaque explicando tudo ao seu redor. E isso acontece porque o mecanismo de pesquisa entende minha intenção ao pesquisar esta consulta.

por que a galinha atravessou a rua. "width =" 1024 "height =" 590 "srcset =" https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/why-did- The-chicken-cross-the-road.-1024x590.png 1024w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/why-did-the-chicken-cross-the- road.-300x173.png 300w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/why-did-the-chicken-cross-the-road-768x442.png 768w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/why-did-the-chicken-cross-the-road..png 1155w "size =

2. Qual é a intenção do usuário em SEO?

A intenção do usuário de SEO é como um vaga-lume para uma chama.

Em termos simples, se você deseja que o Google tenha uma classificação alta, é necessário fornecer o conteúdo que melhor corresponda aos objetivos de pesquisa dos usuários. Caso contrário, é provável que você não consiga acessar o Hall da Fama do Google, o que significa sua primeira página de resultados de pesquisa.

Existem cerca de 3,5 bilhões de buscas por dia. E, de acordo com as estatísticas, um pesquisador usa cerca de 3 palavras em uma consulta de pesquisa.

O Google precisa determinar exatamente o que deseja, para poder oferecer a eles os resultados da página do mecanismo de pesquisa de que precisam. E seu trabalho é criar conteúdo relevante para os usuários do Google que corresponda à intenção de pesquisa.

3. Quais são os tipos de intenção de pesquisa?

Diga, por exemplo, que sua pesquisa é sobre óculos de sol. Dependendo das palavras-chave usadas, o mecanismo de pesquisa pode interpretar sua consulta como tendo intenções diferentes:

  • informativo (se você estiver procurando por "sensação polarizada de óculos de sol");
  • navegação (se você estiver procurando o nome de uma marca de óculos de sol específica);
  • transacional (esteja procurando "óculos de sol baratos" ou "comprando óculos de sol");

Se você está se perguntando qual é a intenção de pesquisa mais popular, saiba que estudos demonstraram que mais de 80% da intenção total de pesquisa é informativa, com 20% sendo divididos quase igualmente entre navegação e transação.

classificação da intenção de pesquisa

O conceito de intenção de pesquisa foi codificado pela primeira vez em 2002 por Andrei Broder e inclui as três primeiras categorias ilustradas acima. Essas três categorias também parecem ser consistentes com as diretrizes de qualidade do Google para a compreensão de diferentes tipos de consultas. Eles os chamam:

  • Conhecimento (informativo),
  • Do (transacional),
  • Vá (navegação).

Você pode estar pensando agora: OK; está ótimo. Mas como vou reconhecer um tipo de intenção de pesquisa quando a vir?

Nas linhas a seguir, destacarei as características de cada tipo de intenção de pesquisa, para que você possa entendê-las melhor.

Não seria ótimo se houvesse uma ferramenta para categorizar automaticamente a intenção de pesquisa para você?

Você sabia?

O otimizador de conteúdo e o gerador de palavras-chave O cognitiveSEO classifica automaticamente a intenção de pesquisa para você.

Basta digitar a palavra-chave para a qual você deseja otimizar, e a ferramenta faz o trabalho essencial para você. A ferramenta realiza uma pesquisa por palavra-chave, informando qual é a intenção de pesquisa do usuário, qual é a popularidade dessa palavra-chave, qual a dificuldade em classificá-la e qual é o creme do creme: o que é necessário para classificar essa palavra-chave são as palavras-chave e os links exatos que impulsionaram esta página no topo dos resultados da pesquisa.

intenção de pesquisar o usuário cognitiveseo "width =" 1024 "height =" 957 "srcset =" https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/user-search- intent-cognitiveseo-1-1024x957.jpg 1024w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/user-search-intent-cognitiveseo-1-300x280.jpg 300w, https: //cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/user-search-intent-cognitiveseo-1-768x718.jpg 768w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content /uploads/2019/09/user-search-intent-cognitiveseo-1.jpg 1174w "size =

4. Como otimizar para cada tipo de intenção de pesquisa

Embora a maioria das pesquisas tenha um objetivo informativo, acreditamos que as três categorias de intenção exijam sua atenção, pois podem ser consideradas um ciclo na decisão do comprador e não em pesquisas individuais. É por isso que é muito importante entender como abordar cada tipo de pesquisa na Internet e qual a melhor maneira de otimizar seu uso.

5. Por que e como otimizar o objetivo da pesquisa informacional?

As consultas de pesquisa de informações são aquelas que abrangem um tópico amplo para o qual podem haver milhares de resultados relevantes: qual a altura de Jennifer Aniston, como descascar uma granada, como aplicar rímel e assim por diante. Além dessas perguntas, a questão principal é como fazê-lo. seu site se destaca e atende às necessidades do usuário.

exemplos de intenção de recuperação de informações "width =" 1024 "height =" 403 "srcset =" https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/examples -of-informational-search-intent-1024x403.jpg 1024w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/examples-of-informational-search-intent-300x118.jpg 300w , https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/examples-of-informational-search-intent-768x302.jpg 768w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/ wp-content / uploads / 2019/09 / examples-of-informational-search-intent.jpg 1346w "size =

Você poderia dizer que as consultas são difíceis de gerar receita, então qual é o objetivo da otimização?

Embora isso continue verdadeiro, a otimização vale a pena. O Google aplica "tratamento especial" a esses tipos de consultas: snippets de código (também chamados de caixas de resposta, gráficos de conhecimento ou respostas diretas do Google). Se você estiver procurando por algo como "quantas calorias uma maçã possui?", Você receberá uma resposta direta, destacada em um quadro, como nos exemplos abaixo. Fizemos muito legal pesquisa de secretária eletrônica um momento atrás; Você deveria dar uma olhada.

Se você estiver na caixa de respostas do Google, fará um favor mostrando-lhe na primeira página do Google, não uma, mas duas vezes.

Portanto, isso não é visto apenas nos resultados, mas na área de resposta, que tem um status diferente na mente do pesquisador. Para mais informações sobre os campos de resposta, você pode consultar as pesquisas que fizemos há algum tempo.

Agora que esperamos convencê-lo da importância de otimizar as consultas de pesquisa, aqui estão algumas dicas para fazer isso.

Na maioria das vezes, as consultas de pesquisa contêm palavras como:

  • Como posso
  • O que é
  • como
  • Quais são as vantagens de
  • Como / faz
  • Maneiras de
  • guiar
  • tutorial

Isso significa que seu conteúdo deve responder a essas perguntas, os requisitos do pesquisador. A questão permanece: como deve ser o seu conteúdo para garantir que ele seja otimizado para esse tipo de consulta de pesquisa?

5.1 Que tipo de conteúdo você precisa criar para consultas de informações?

Os usuários desejam "saber" algo para usar palavras que os ajudarão a aprender mais sobre um tópico.

A "fórmula" que você deve segmentar é uma consulta de informações + seu termo do setor.

Tomemos, por exemplo, o nicho de óculos de sol; Nesse caso, convém otimizar "quais são os benefícios dos óculos de sol" ou "como limpar os óculos de sol". Você tem a consulta de informações (o que, como, o que é, etc.) + seu termo da indústria (no nosso caso, os óculos de sol).

Abaixo, você encontrará uma captura de tela ilustrando como o SERP do Google funciona para a consulta "Quais são os benefícios dos óculos de sol?" Como você pode ver, o primeiro resultado, posição zero, é uma resposta direta com uma lista dos benefícios dos óculos de sol. Esse conteúdo responde diretamente à intenção de pesquisa do usuário; como você pode ver na captura de tela abaixo, no lado direito está o site. Seu conteúdo é simples, mas atende perfeitamente às necessidades do usuário.

quais são os benefícios do primeiro resultado dos óculos de sol do Google "width =" 1024 "height =" 513 "srcset =" https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/what-are 1024w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/what-are-the-benefits- 300w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/what-are-the-benefits-of-sunglasses-google -first-result-768x385.jpg 768w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/what-are-the-benefits-of-sunglasses-google-first-result. jpg 1079w "tamanhos =

Você deve criar um conteúdo que atenda às necessidades do usuário e também ocupará um lugar de destaque no Google.

Os tipos de conteúdo mais eficazes para fins de pesquisa informacional devem incluir:

  • artigos de blog com dicas, listas
  • como fazer videos
  • computação gráfica
  • guias passo a passo
  • listas de verificação

Seu principal objetivo deve ser criar conteúdo útil e de alta qualidade que forneça informações úteis sobre a consulta. Lembre-se de que os usuários desejam informações práticas e respostas diretas. E com o conteúdo criado, você pode atender às necessidades de seus usuários, direcionar tráfego e navegar até o site. Para agregar valor, crie conteúdo otimizado para a intenção de pesquisa.

5.2 Como criar conteúdo relevante para fins de palavra-chave informativa

Etapa 1. Faça uma verificação rápida do Google SERP

Qualquer processo de otimização de conteúdo ou pesquisa de palavras-chave deve começar com uma análise SERP e uma análise competitiva. A análise de classificação da ferramenta de otimização de conteúdo fornece muitas informações sobre a palavra-chave que está sendo analisada. Fácil e rápido, você conhece os volumes de pesquisa, o tipo de conteúdo classificado nessa palavra-chave, a dificuldade de classificá-lo (indicando a dificuldade dessa palavra-chave) e a popularidade dessa palavra-chave entre os pesquisadores. . Além disso, a ferramenta permite que você conheça as palavras-chave e os links exatos que melhoraram esta página nos melhores resultados do Google para otimizar seu conteúdo com facilidade.

Otimização do conteúdo da análise de classificação e palavras-chave do foco "width =" 1024 "height =" 486 "srcset =" https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/ 09 / ranking-análise-otimizador-de-conteúdo-e-foco-palavras-chave-1024x486.jpg 1024w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/ranking-analysis-content-optimizer -and-focus-keywords-300x142.jpg 300w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/ranking-analysis-content-optimizer-and-focus-keywords-768x365. jpg 768w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/ranking-analysis-content-optimizer-and-focus-keywords.jpg 1447w "tamanhos =

Etapa 2. Crie conteúdo relevante e otimizado

Lembra quando eu lhe disse que o Otimizador de conteúdo faz a maior parte do trabalho para você? Sei que sou tendencioso e não quero elogiar muito a ferramenta, mas a realidade é que ela faz a maior parte do trabalho para você. Depois de fazer a análise de classificação, você deve começar a escrever novo conteúdo ou otimizar o existente. O Assistente de conteúdo informará as palavras-chave exatas a serem usadas para tornar seu conteúdo relevante para a busca de informações. intenção.

Etapa 3. Obtenha novas palavras-chave e possibilidades de classificação

Você também pode usar o CognitiveSEO Content Optimizer para descobrir outras consultas que possam interessar aos seus usuários. Os pesquisadores têm mais perguntas sobre os produtos da sua empresa. Aproveite a oportunidade e ofereça a eles conteúdo relevante para a maioria das perguntas. Você pode usar o mesmo otimizador de conteúdo para esta tarefa. A ferramenta possui duas seções que informam automaticamente quais outras perguntas estão relacionadas à sua consulta de pesquisa:

O explorador de palavras-chave – Esta seção é ideal para análise de palavras-chave e descoberta de novas oportunidades de palavras-chave. Isso também lhe dá a oportunidade de ver apenas as perguntas sugeridas. Inspire-se com a lista de perguntas, verifique a relevância da pergunta, seu volume, o CPC (custo por clique) e escolha a que melhor combina com você e que você ganha mais.

As pessoas também estão pedindo a seção – O assistente de conteúdo informará as palavras-chave exatas que você precisa usar no conteúdo, o que as pessoas estão procurando, mas também sugerirá um conjunto de perguntas relacionadas à sua consulta de pesquisa inicial. Você deve responder a essas perguntas em seu conteúdo ou criar novo conteúdo a partir dessas perguntas.

Por ser uma autoridade tópica em seu nicho, você não apenas aumentará o conhecimento da marca, mas também suas fileiras. Como mencionado acima, em 2007, onde sabemos que a Internet demorou muito tempo, um estudo muito interessante mostrou que de um milhão de consultas analisadas, 80% eram informativas. É uma porcentagem impressionante. E mesmo que o tempo tenha passado e os tipos de consultas de pesquisa do usuário possam ter mudado, fica claro que a busca por informações é o tipo mais comum de pesquisa.

6. Como otimizar a intenção de pesquisa na navegação

Com uma consulta de navegação, o usuário procura acessar um site ou produto / serviço específico que ele já conhece. Nesse caso, provavelmente há apenas um site provável que eles estão tentando acessar.

É provável que o usuário procure termos de marca ou nomes de produtos ou serviços já conhecidos: ID do Facebook, amazon, adidas etc. Você pode estar se perguntando por que essa é uma pesquisa e por que o usuário não tem acesso direto ao site? Um dos motivos pode ser que o usuário não conhece a marca exata ou porque é mais fácil digitar "youtube" na barra de pesquisa, em vez de digitar o URL completo.

Nos casos em que o usuário não acessa o URL diretamente, você deve saber que as consultas de pesquisa de navegação incluem:

  • marca
  • Nome do serviço / produto
  • ID da marca
  • comentários
  • Local de
  • Instruções para
  • Perto de mim
  • Horas de
  • Custo de
  • Depoimentos

Mais uma vez, você pode estar pensando no que está prestes a otimizar esse tipo de consulta, porque o usuário sabe exatamente o que está procurando e o Google lista o nome da marca procurada pela empresa. 39, usuário na parte superior da SERP.

É verdade que você não terá muita chance de direcionar uma solicitação de navegação (a menos que tenha o site que a pessoa está procurando), mas pode haver uma margem de otimização para solicitações de navegação.

6.1 Que tipo de conteúdo você precisa para consultas de navegação?

A "fórmula" que você deve segmentar é seu próprio nome da marca ou consulta de pesquisa de navegação + nome da marca.

por exemplo: óculos de sol Ray Ban, apresentação em vídeo de óculos Ray Ban, etc.

Para garantir que você atenda às necessidades de seus usuários, esses tipos de conteúdo devem ser adequados quando houver intenção de pesquisa em navegação:

  • Limpar páginas de destino
  • Vídeos de demonstração do produto
  • Estudos de caso
  • EBooks
  • Páginas de apresentação
  • Serviços e listas de produtos
  • webinars
  • ou qualquer tipo de conteúdo relacionado às suas palavras-chave de navegação

Tomemos, por exemplo, a pesquisa "endossos de marca". Como o otimizador de conteúdo já nos diz, essa é uma solicitação de navegação, porque o usuário pode querer acessar brandmentions.com. No entanto, como você pode ver nos resultados da pesquisa, muitas outras páginas são classificadas bem para essa consulta ao segmentar "menções de marca" entre tópicos que podem ser de interesse dos usuários.

brandmentions

Basta dar uma olhada na análise SERP para entender facilmente como é a imagem como um todo para esta consulta. E mesmo se você não puder reverter a classificação da marca principal para o nome da marca, poderá encontrar um lugar na primeira página.

brandmentions serp "width =" 1024 "height =" 627 "srcset =" https://www.webnaveia.com.br/wp-content/uploads/2019/09/1568919891_641_Como-identificar-e-otimizar-a-intenção-de-pesquisa-do-usuário.png 1024w, https: / /cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/brandmentions-serp-300x184.png 300w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/ brandmentions-serp-768x470.png 768w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/brandmentions-serp.png 1178w "tamanhos =

Outro aspecto importante aqui: verifique se você tem a consulta de navegação de sua própria marca. Embora pareça surreal, pode acontecer que a marca em si não ocupe o primeiro lugar na solicitação de navegação. Além disso, otimize todas as "versões" da sua marca (ortografia diferente, erros de digitação comuns, ajustes de marca em diferentes países etc.).

Além disso, mencionamos acima que os tipos de intenção de pesquisa devem ser considerados mais como um ciclo do que como uma pesquisa individual. E aqui está o que estamos falando: fique na área de óculos escuros, se alguém, procurando por "como limpar os óculos escuros", encontrou um produto específico que facilita a limpeza (por exemplo, Windex), é forte provável que ele procure Windex.

Como resultado, pode acontecer que uma pesquisa de informações seja seguida por uma pesquisa.

6.2 Como criar conteúdo relevante para o objetivo da palavra-chave de navegação

Como mencionado anteriormente, como você pode dizer que não tem muita chance de direcionar uma consulta de navegação (a menos que seja o proprietário do site que a pessoa está procurando), sempre há espaço para melhorias. Portanto, recomendamos que você Siga estes passos crie conteúdo relevante e otimize. (As etapas estão detalhadas acima)

7. Como otimizar para fins de pesquisa transacional

Com uma consulta de pesquisa de transações, os usuários desejam comprar um produto; estão conectados para fins comerciais. Essa é uma solicitação que indica a intenção de concluir uma transação, como fazer uma compra, encontrar um local para fazer uma compra ou concluir uma tarefa. Por exemplo: iphone x, onde comprar uma máquina de café Saeco, ingressos para venda do Metallica, etc.

Para acessar as páginas onde eles podem fazer uma compra, os pesquisadores usam palavras-chave destinadas ao comprador ou intenção transacional que podem incluir:

  • comprar
  • Onde comprar
  • desconto
  • aplicar
  • compra
  • cupons
  • nomeação
  • reserva
  • ofertas
  • Para venda
  • ordem
  • baixar

7.1 Que tipo de conteúdo você precisa para consultas transacionais?

Como esses são exatamente os tipos de consultas que podem gerar um retorno sobre seu investimento em pesquisa (orgânico ou pago), você precisa saber que tipo de conteúdo precisa escrever para consultas de pesquisa transacionais.

A fórmula a ser segmentada deve ser: palavras-chave transacionais + nome da marca / produto / serviço / termos do setor.

por exemplo: óculos de sol ou onde comprar óculos de sol ray ban.

Você pode facilmente direcionar consultas transacionais com muitos tipos de conteúdo otimizado ou até postagens ou páginas de blog otimizadas para SEO local.

Nós recomendamos considere otimizar esses tipos de conteúdo para suas consultas transacionais:

  • Páginas do produto
  • Páginas de preço
  • Páginas de registro
  • Demonstrações ao vivo
  • Páginas de compromisso
  • Consultas gratuitas
  • Páginas de vendas

Mais do que nunca, o Google está focado em fornecer uma experiência personalizada para cada usuário e sua meta de pesquisa. A otimização local, portanto, desempenha um papel crucial no jogo.Com relação à intenção da pesquisa transacional, lembre-se de que a otimização local é muito importante. As pessoas estão procurando lugares para comprar coisas, querem marcar compromissos, portanto, estar no topo dos resultados quando estão procurando perguntas ruins é o que lhe interessa.

Portanto, também tente otimizar localmente. O mesmo otimizador de conteúdo pode ser usado para locais específicos; escolha o local exato em que deseja classificar e veja o que precisa ser feito para obter os melhores resultados do Google.

onde comprar Ray Ban "width =" 1024 "height =" 726 "srcset =" https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/where-to-buy-ray-ban- 1024x726.png 1024w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/where-to-buy-ray-ban-300x213.png 300w, https: //cdn.cognitiveseo. com / blog / wp-content / uploads / 2019/09 / onde-comprar-ray-ban-768x544.png 768w, https://cdn.cognitiveseo.com/blog/wp-content/uploads/2019/09 /where-to-buy-ray-ban.png 1061w "size =

Obviamente, fornecer conteúdo relevante e otimizado localmente é apenas uma das estratégias para a intenção de pesquisa transacional. Faça uma varredura SERP e verifique o que seus concorrentes estão fazendo. Veja o que precisa ser feito para classificar no topo e entender as necessidades do usuário.

7.2 Como criar conteúdo relevante para a finalidade da palavra-chave transacional

Não esqueça que, nesta etapa da intenção do usuário (consultas de pesquisa transacional), o usuário está pronto para comprar, está pronto para agir. Além disso, a maioria dos resultados de pesquisa associados a essa consulta vem de lojas online que oferecem o produto que o consumidor deseja comprar. Verifique se o conteúdo existente suporta a intenção do usuário. O que você precisará aqui serão páginas de produtos. Analise seus concorrentes, veja o que eles precisam para classificar e seguir as três etapas da criação de conteúdo relevante para a finalidade da palavra-chave transacional.

8. O desafio de combinar as intenções de pesquisa

É importante ter em mente que a intenção da pesquisa não é estática. Pense em procurar "amazon" – 9 em cada 10, provavelmente será uma navegação, mas na última semana ou dois anos, muitas das pesquisas foram informativas, um esforço para entender melhor os clipes de notícias ou postagens de mídia social sobre incêndios florestais na floresta amazônica.

Os campos de resposta SERP também parecem adequados para a finalidade: você pode obter uma definição para uma consulta de informações e uma lista de páginas de compras para uma solicitação transacional. Se uma seção "Os usuários também perguntaram" for exibida, isso explicará ainda mais claramente como o Google, por exemplo, interpreta a intenção de uma palavra-chave específica.

Algumas palavras-chave tendem a ser associadas mais sistematicamente a uma determinada intenção do que outras.

Il est probable que «facebook», par exemple, sera toujours associé au réseau social et qu’il aura toujours une intention essentiellement de navigation. Cependant, les autres mots clés ne sont généralement pas associés à une intention singulière. Cela peut être exactement le genre d'opportunité qui pourrait plaire à quelqu'un qui travaille dans l'industrie du référencement.

Si les mots clés pour lesquels vous souhaitez classer ont une intention claire et cohérente, vous pouvez personnaliser le format et la structure de votre contenu pour qu'ils correspondent le mieux possible à cette intention.

Une recherche sur "comment faire du tiramisu" a déjà la moindre idée dans le titre – il s'agira probablement d'un article de type "comment faire" qui attirera l'attention et, compte tenu du contexte, un blog est probablement le meilleur type de page héberger ce contenu. D'autre part, avec une recherche comme "iphone 10 vs samsung galaxy 10", vous vous attendez parfaitement à ce que la première page de résultats soit remplie avec des pages de type revue comparative provenant de sites Web spécialisés.

Mais en dehors du format et de la structure de la page contenant le contenu, il peut également y avoir un «angle» avec celui-ci, qui est similaire à l'USP (proposition de vente unique) en marketing.

Vous cherchez peut-être comment faire du tiramisu, mais ne préféreriez-vous pas savoir faire le meilleur? ou le plus original? Bien sûr, vous recherchez un casque, mais le casque de meilleure qualité ou le casque le moins cher vous intéresse-t-il? Et la liste continue.

En ce qui concerne le format et la structure, vous voulez suivre le flux et faire ce que tout le monde fait, car c’est ce qui a fait ses preuves pour obtenir des résultats (les résultats de recherche, pour être plus précis). Cependant, en ce qui concerne l’angle, c’est votre temps d’être original. Le format et la structure vous atterrissent sur la première page. Angle peut influencer la position dans le classement que vous allez montrer.

9. Quel type d’intention de recherche devriez-vous commencer à optimiser?

Les gens ne suivent plus seulement un chemin linéaire allant de la conscience à la considération pour acheter. Google a réorganisé ce modèle mental en ajoutant le Zero Moment of Truth (ZMOT), qui tient compte du fait que les décisions d'achat sont désormais largement dirigées par des recherches en ligne auto-dirigées. Pour optimiser l’intention de recherche, nous devons rechercher ce que les clients essaient d’atteindre.

Savoir quelles règles à suivre et quelles règles à respecter.

L'intention de recherche doit dicter le type de contenu que vous créez.

Si le mot-clé a une intention informationnelle, écrivez un article de blog. S'il a une intention transactionnelle, créez une page de produit. Les classements Google ne sont pas statiques. Ils fluctuent et changent avec le temps.

Étant donné que vous vous appuyez sur la nature des pages en haut du classement actuel pour déduire l’intention de recherche, cela peut poser problème. Raison d'être, ce que vous êtes en train de faire, c'est de juger de l'intention de recherche en fonction d'un seul instantané dans le temps.

Si vous analysez les pages les mieux classées le mois prochain ou le mois suivant, votre compréhension de l’intention de recherche peut être différente. Pour cette raison, il est également rentable de vérifier en permanence les mots clés ciblés et de mettre à jour en permanence votre contenu afin de le rendre aussi pertinent que possible.

Comprendre l'intention de recherche et s'y adapter peut générer de nombreux avantages. Pour n'en citer que quelques-uns:

  • Il peut réduire vos taux de rebond

Seules les personnes intéressées par ce que vous proposez vont atterrir sur vos pages – et rester plus longtemps. Cela ne signifie cependant pas un nombre de visites réduit; au contraire, vous êtes plus susceptible de figurer plus haut dans le classement lorsqu'il existe une correspondance cohérente entre la demande (le besoin de recherches) et l'offre;
Vous êtes également susceptible de toucher un public plus large, car Google trouve souvent des correspondances entre les types de requêtes liés. Par conséquent, un classement élevé pour une série de mots-clés ouvrira probablement de nouvelles possibilités pour ceux qui sont liés.

  • Comprendre ce que vous proposez et son adéquation avec l'intention des utilisateurs

Tout d'abord, vous devez comprendre ce que représente votre page: est-ce principalement informatif ou transactionnel? Si vous voulez les deux, vous devrez peut-être utiliser différents formats (site Web et blog) et une structuration très différente pour vos messages. Vous devez également réfléchir à la meilleure façon de relier les deux pour que, d’une part, il soit facile de glisser d’un élément à l’autre, mais, d’autre part, Google ne pense pas que vous essayez d’en tirer un rapide. les utilisateurs et leur proposer un contenu transactionnel alors que tout ce qu’ils voulaient était un contenu informatif.

  • Utilisez ces connaissances pour rechercher des opportunités et des niches

Faites des recherches sur les mots-clés et sur la manière dont ils sont associés à l'intention. Essayez de voir si les mots clés qui vous intéressent sont associés à une intention stable ou fluctuante. Familiarisez-vous vraiment avec le vocabulaire d’une intention particulière, qu’il s’agisse d’information, de transaction ou d’enquête. Voyez quels autres mots-clés pourraient être associés non seulement à la même requête, mais également à la même intention. Essayez d'identifier les lacunes des concurrents et de créer un contenu qui comble ces lacunes. Sachez que l'intention peut être à la fois active et passive et qu'il est beaucoup plus difficile de prévoir l'intention passive. Une recherche peut ne contenir aucun des mots traditionnels liés à l’achat ou à la tarification, tout en cachant un besoin transactionnel.

Derrière chaque recherche sur Google, il y a une intention. Si vous souhaitez que votre entreprise soit découverte par les utilisateurs sur le Web, vous devez déterminer cette intention. Et si vous avez du mal à le comprendre, pas de problème, c’est pourquoi des outils comme le Optimiseur de contenu existent sur le marché pour vous aider à accroître l'essentiel pour votre entreprise: le trafic et donc les ventes.


Commencez votre essai gratuit de 7 jours

Estamos orgulhosos de compartilhar com vocês o que temos trabalhado recentemente: Uma nova versão aprimorada (provavelmente) da melhor ferramenta no campo da otimização de conteúdo: o Otimizador de Conteúdo e o Gerador de Palavras-Chave. A ferramenta perfeitamente adequada às realidades do marketing digital e projetada para ajudá-lo a melhorar o que é mais importante: rankings.

Aqui no cognitiveSEO, gostamos de fazer as coisas. Estamos começando a melhorar nossos recursos e ferramentas logo após o lançamento, estamos constantemente ajustando o que já está implementado e nunca nos contentamos com menos. Foi assim que nos tornamos dependentes de melhorias constantes e constantes.

A melhoria e o desenvolvimento contínuo parecem fantásticos, certo? Mas é o mesmo que acordar cedo, comer saudável ou ler 2 libras por mês. Mas até você dar o primeiro passo para fazer essas coisas – acorde e não coloque o despertador no sono, escolha a salada em vez das batatas fritas, leia as primeiras páginas – a diferença entre saber o que você deve fazer e realmente faz fica mais amplo.

otimizador de conteúdo e ferramenta de palavras-chave cognitiveseo

Se você não conhece o Otimizador de conteúdo e a Ferramenta de palavras-chave, pode ver a descrição abaixo.
Para aqueles que já conhecem essa ferramenta, podem vá diretamente para as melhorias.

  1. O que é o Otimizador de conteúdo e a Ferramenta de palavras-chave?
  2. Um nome mais apropriado para a ferramenta aprimorada de otimização de conteúdo

  3. Novas métricas para uma melhor compreensão dos resultados de pesquisa do Google

  4. Dificuldade de conteúdo e links – Descubra o que você precisa para classificar no topo

    1. Qual é a pontuação de dificuldade do conteúdo?
    2. Qual é o índice de dificuldade dos links?
  5. Busca por palavra-chave Volume e popularidade ao longo do tempo

  6. O Assistente de Conteúdo obtém vários recursos

  7. Intenção de pesquisa – Saiba o que o usuário deseja desde o início

  8. Análises locais e específicas estão agora disponíveis

  9. Algoritmo geral aprimorado e melhor experiência do usuário

1. O que é o Otimizador de Conteúdo e a Ferramenta de Palavras-Chave?

Em resumo, o otimizador de conteúdo e a ferramenta de palavras-chave cognitiveSEO são, no momento, a maneira mais rápida de melhorar sua classificação no Google.

Para quem ainda não tentou Ferramenta de Conteúdo CognitiveSEO Por enquanto (o nome oficial da ferramenta é Otimizador de conteúdo e ferramenta de palavras-chave, mas a maioria das pessoas chama de Ferramenta de conteúdo), permita-nos dizer algumas palavras sobre o que o & # 39; 39; ferramenta.

Criamos uma ferramenta que ajudará você a aproveitar ao máximo o conteúdo como fator de classificação do Google. Uma ferramenta única, uma ferramenta que inclui como a pesquisa por palavra-chave e o jogo de otimização de pesquisa devem ser executados hoje em dia. Uma ferramenta sem compromisso em termos de qualidade. Uma ferramenta que oferece classificações mais altas e aumento do tráfego orgânico.

Abaixo, você encontrará um vídeo explicativo sobre nossa ferramenta de otimização de conteúdo.

Essa ferramenta é para profissionais de marketing, webmasters, profissionais de SEO, blogueiros e criadores de conteúdo que precisam de um aplicativo que ofereça resultados de curto e longo prazo. uma ferramenta totalmente transparente que entende a evolução do cenário de SEO nos últimos anos.

Esta não é apenas mais uma ferramenta de palavra-chave ou alternativa ao Google Keyword Planner. Embora todas as outras ferramentas (das quais temos conhecimento) parem de lhe dar sugestões de palavras-chave, vamos ainda mais longe: informamos o que fazer com essas palavras-chave, fornecendo a metodologia exata para melhorar suas classificações.

Você pode encontrar aqui tudo o que precisa saber sobre a ferramenta. No entanto, gostaria de apresentar dois recursos exclusivos dessa ferramenta:

1. O assistente de conteúdo – a ferramenta de análise e otimização de conteúdo personalizada que fornecerá a recomendação exata para o seu conteúdo ser classificado em primeiro lugar.

Analisamos as páginas de classificação mais importantes do Google para a palavra-chave específica em que você está interessado e, com base em um algoritmo semântico complexo, mostramos como otimizar seu conteúdo. E quais são as palavras-chave exatas que seu conteúdo deve conter para ser o mais relevante e otimizado possível.

A ferramenta informa as palavras-chave exatas que devo usar no meu conteúdo, destaca as que já uso e informa se existem palavras-chave que devo usar com mais frequência . No caso de preenchimento de palavras-chave, a ferramenta informará quais palavras eu usei demais e quais impedirão que meu conteúdo funcione como deveria.

conteúdo de optimização-ferramenta de img-min

2 A pontuação de desempenho do conteúdo – A métrica que indica quão bem uma página é otimizada do ponto de vista do conteúdo, em uma escala de 0 a 100. Quanto maior a pontuação, melhor o conteúdo é otimizado e relevante.

A medida do desempenho do conteúdo é um indicador que desenvolvemos totalmente, a sopa de nozes. Isso envolveu muita engenharia reversa, combinando algoritmos, sinais de classificação, estatísticas de conteúdo e conceitos como pesquisa semântica, indexação latente semântica (LSI), TF * IDF ou mapeamento lean. autoridade tópica, para citar apenas alguns exemplos.

Após uma pesquisa por palavra-chave, você obtém uma pontuação de desempenho de conteúdo para cada parte do conteúdo que lhe interessa, para cada palavra-chave ou tópico.

conteúdo de impacto-rankings

Depois de desenvolver a pontuação de desempenho do conteúdo, queríamos garantir que houvesse um link entre o desempenho do conteúdo e a classificação. E, sem pensar muito, iniciamos uma extensa pesquisa de SERP com 30.000 palavras-chave para ver se e como o desempenho do conteúdo está afetando as principais classificações do Google.

Quanto maior a pontuação de desempenho do conteúdo, maior a probabilidade de uma página ter uma classificação mais alta.

Beration Você pode conferir pesquisa completa aqui.

Content-Performance-vs-top-20-Google-Posições

2. Nome mais adequado para a ferramenta aprimorada de otimização de conteúdo

Com relação à nossa ferramenta de assistente de palavras-chave e conteúdo, tenho certeza de que você disse e ouviu de diferentes maneiras: a ferramenta cognitiva de otimização de conteúdo SEO, a ferramenta assistente de conteúdo ou a ferramenta de palavras-chave cognitiveSEO. Não nos importamos em chamá-lo de maneiras diferentes; No entanto, pensamos muito em renomear a ferramenta para que ela seja mais representativa de sua principal funcionalidade: otimização de conteúdo.

O Construtor de Palavras-Chave e o Assistente de Conteúdo do CognitiveSEO agora se tornam o Otimizador de Conteúdo e a Ferramenta de Palavras-Chave.

A mesma ferramenta de otimização de pesquisa, a mesma eficiência, agora com um nome ligeiramente diferente.
Começamos com a mudança de nome no prólogo. Ainda, para aprimoramentos avançados e novos recursos, continue lendo.

3. Novas métricas para uma melhor compreensão dos resultados de pesquisa do Google

Estando no negócio de SEO por um tempo, sabemos que profissionais de marketing digital e SEO profissional precisam e adoram os indicadores. Eles gostam de comparar sites e palavras-chave para encontrar a melhor relação custo / benefício, criar relatórios para os clientes, fazer uma extensa pesquisa e muito mais. E para realizar todas essas atividades, eles precisam de indicadores e números com os quais possam contar. Sua intuição na classificação de uma palavra-chave, por exemplo, deve ser apoiada por métricas confiáveis. E eles não poderiam estar mais certos. Você não pode executar uma varredura profunda sem depender de algumas métricas sólidas.

Mas em quais parâmetros você deve se interessar?

Pegue a bola. Cada equipe tem a mesma definição de sucesso: vencer a World Series. Isso requer um grande trunfo: uma boa equipe de bons jogadores. Mas o que faz um bom jogador? Os especialistas em beisebol tinham o hábito de responder a essa pergunta com um punhado de indicadores simples, como média e raças. No entanto, estatísticos propuseram melhores indicadores novos. Eles deram às equipes a capacidade de dividir seus dados de novas maneiras, encontrar melhores maneiras de definir bons jogadores e, assim, ganhar mais jogos (espero que todos tenham assistido ao Moneyball).

Embora saibamos que todas as métricas são aproximações do que realmente importa, sabemos que algumas métricas são melhores que outras.

Você provavelmente conhece a métrica: dificuldade da palavra-chave. Essa é uma métrica usada para determinar o quão difícil é classificar uma palavra-chave. Avaliar a dificuldade das palavras-chave pode ajudar a determinar se vale a pena investir recursos para classificar essa palavra-chave específica. Embora saibamos o quão importante é essa métrica, também estamos cientes de que essa métrica sozinha às vezes pode não ser muito prática. Não afirmamos ter reinventado indicadores de SEO e marketing digital; mas o que mudamos é a maneira como olhamos para os dados.

Refinamos a métrica de dificuldade da palavra-chave dividindo-a em duas métricas mais simples e fáceis de entender: dificuldade de conteúdo e o dificuldade de link.

4. Dificuldade de conteúdo e links – Descubra o que você precisa para classificar no topo

O que é preciso para ser classificado como o número 1 no Google? Quantas vezes você ouviu esta frase e quantas vezes você respondeu "depende"?

O que tentamos fazer é eliminar o máximo possível "depende" e fornecer as métricas exatas a serem seguidas para chegar ao topo.

Em proporções variadas, os dois fatores de classificação mais importantes do Google são o conteúdo e os links. E aqui está como chegamos a duas métricas: Dificuldade Conteúdo e Links.

Otimizador de conteúdo - Noções básicas sobre métricas

4.1 Qual é a pontuação de dificuldade do conteúdo?

A Métrica de dificuldade do conteúdo indica quão difícil será classificar o conteúdo otimizado entre os 10 principais resultados orgânicos de uma determinada palavra-chave em um determinado local.

A dificuldade do conteúdo é representada em uma escala de 0 a 100. Quanto menor a pontuação da dificuldade do conteúdo, mais fácil é criar conteúdo de alta classificação. Uma pontuação de dificuldade de conteúdo mais baixa significa que há menos concorrência no conteúdo para essa palavra-chave e uma chance maior de melhorar a classificação com a ajuda do conteúdo.

dificuldade de conteúdo

E se você ainda está se perguntando se o conteúdo influencia a classificação, aqui está uma citação de John Mueller, do Google.

"Sem conteúdo otimizado, mesmo que você limpe seu site e resolva todos os problemas, ele ainda não será classificado em primeiro lugar."
John Mueller SEO John Mueller
Analista de tendências para webmasters no Google

Essa ferramenta não apenas informará como é fácil ou difícil classificar uma palavra-chave específica em termos de conteúdo, mas também informará a pontuação de desempenho do conteúdo necessária para obter as melhores classificações para esta palavra-chave.

4.2 Qual é o índice de dificuldade dos links?

A Dificuldade dos links estima quão difícil será figurar nos 10 principais resultados orgânicos para uma determinada palavra-chave em um determinado local, com base no número e na força dos backlinks que atualmente apontam para a classificação dos URLs mais importantes. para esta palavra-chave.

A dificuldade dos links é representada em uma escala de 0 a 100. Quanto menor a pontuação de dificuldade dos links, mais fácil é obter uma classificação alta com backlinks. Uma pontuação de dificuldade mais baixa dos links significa que há menos concorrência nessa palavra-chave e mais chances de melhorar a classificação obtendo o número recomendado de links.

links de dificuldade

Não há dúvida de que o índice de dificuldade do link é extremamente útil para analisar as páginas de classificação dos mecanismos de pesquisa ou para trabalhar em sua campanha de criação de links. Você deseja que sua palavra-chave tenha boa classificação, mas precisa saber o que são conteúdo e links. E a ferramenta diz exatamente isso. Mas o mais legal é que A ferramenta fornece a lista completa de links para cada página analisada.

link do explorador de site

Basta clicar no número de links para cada página ou domínio e você será redirecionado para Site Explorer onde você obterá uma análise rápida e útil dos links de volta. Se você também deseja verificar seus links internos, consulte nossa ferramenta de SEO na página.

5. Volume de pesquisas por palavra-chave e popularidade ao longo do tempo – como encontrar o que os pesquisadores estão procurando

O Otimizador de conteúdo já forneceu o número de pesquisas mensais para cada palavra-chave analisada. O que adicionamos agora é a tendência da consulta de pesquisa, a popularidade das palavras-chave analisadas.

Agora você receberá:

  • O volume de pesquisa mensal – o número total de pesquisas feitas pelo Google mensalmente;
  • A tendência da pesquisa histórica – a popularidade de uma palavra-chave na pesquisa do Google; Ele mostra interesses relativos e pesquisa de tendências para uma determinada palavra-chave em 2004.

Otimizador de volume de pesquisa e conteúdo de tendência

Se você ainda se pergunta por que esses dados são importantes, deixe-me dar um exemplo.

Como você pode ver nas capturas de tela abaixo, duas palavras-chave foram analisadas: "agência de marketing digital de chicago" e "agências de marketing em Chicago".
Acontece (infelizmente, muitas vezes) que os usuários começam a otimizar diferentes palavras-chave sem antes recorrer a uma análise ou pesquisa de tendências. De fato, nesses dois casos, o volume de pesquisa não é muito importante, mas é suficientemente coerente. Sem mencionar a tendência. "A agência de marketing digital de chicago" não é apenas mais procurada no Google há um mês, mas também parece estar crescendo em popularidade. Por outro lado, "as agências de marketing de Chicago lá" têm uma contagem mensal mais baixa de pesquisas, mas uma tendência de queda em sua popularidade. Se você é uma agência de marketing em Chicago, Illinois, seria bom se posicionar nas duas palavras-chave; no entanto, seria mais sensato focar em alguém com mais pesquisas e crescente popularidade.

agência de marketing digital chicago otimizador de conteúdo

Agências de marketing em Chicago Ele otimizador de conteúdo

6. O Assistente de Conteúdo obtém vários recursos

Deixando de lado a modéstia, você deve saber que a ferramenta Assistente de Conteúdo é único no campo do marketing digital.

O assistente de conteúdo agora é ainda mais fácil de usar, é muito inteligente e faz a maior parte do trabalho para você.

O que você já sabia da ferramenta é que, para otimizar seu conteúdo, basta copiar e colar o conteúdo, começar a escrever um novo ou importar o conteúdo do seu conteúdo. 39; uma página de um URL e a ferramenta informa as palavras-chave exatas a serem usadas. em seu conteúdo, destaca aqueles que você já usa e informa se existem palavras-chave que você deve usar com mais frequência. No caso de preenchimento de palavras-chave, a ferramenta informa quais palavras você usou demais e quais impediram que seu conteúdo funcionasse como deveria.

Além de tudo isso, destacemos algumas das principais melhorias:

  • Obtenha as perguntas exatas que as pessoas fazem sobre o Google, relacionado à sua consulta – Você pode ver o que interessa aos seus leitores e clientes e pode responder a essas perguntas em seu conteúdo. Esta seção também é muito útil para identificar novas idéias de conteúdo sobre as quais você pode escrever.
  • Melhores recursos de edição de conteúdo – Se você copiar e colar um pedaço de texto, importar um URL ou começar do zero, será mais fácil editar o conteúdo da ferramenta.
  • Barra de ferramentas HTML incluída – Você pode editar e formatar seu conteúdo como desejar. Você pode visualizar a fonte do seu conteúdo e editar diretamente o código por trás dele, ou adicionar imagens, vídeos, destaques, um formato ou qualquer coisa necessária em termos de edição de conteúdo.
  • Confira a pontuação de desempenho do conteúdo que você deve ter para classificar entre os melhores resultados do Google. – Você obterá uma meta de pontuação de desempenho do conteúdo com base na análise das páginas que classificam a palavra-chave para a qual você está otimizando.
  • Conheça o seu tempo lendo o conteúdo – Agora você pode ver quanto tempo os leitores levarão para ler o artigo que você escreveu.

melhorias no assistente de conteúdo

7. Intenção de pesquisa – Aprenda a saber o que o usuário deseja desde o início

Em termos simples, o objetivo da pesquisa é o por que por trás de um experimento de pesquisa. Em outras palavras, por que a pessoa fez essa pesquisa? Qual foi a razão por trás disso? Eles querem descobrir alguma coisa? Eles querem comprar alguma coisa? Eles querem navegar em um site específico?

Conhecer a intenção do usuário é de suma importância. Se as palavras-chave que você deseja classificar tiverem uma intenção clara e consistente, você poderá personalizar o formato e a estrutura do seu conteúdo para melhor atender a essa intenção.

Diga, por exemplo, que sua pesquisa é sobre óculos de sol. Dependendo das palavras exatas que você usa, o mecanismo de pesquisa pode interpretar sua consulta como tendo intenções diferentes:

  • informativo (se você estiver procurando por "como limpar óculos de sol polarizados");
  • navegação (se você estiver procurando o nome de uma marca específica de óculos de sol);
  • transacional (se você estiver procurando por "comprar óculos polarizados" ou "óculos à venda");

Mas, às vezes, determinar a intenção do usuário não é tão fácil. É por isso que otimizamos nossa ferramenta de otimização de conteúdo de SEO para que você possa ver desde o início a intenção de pesquisa da palavra-chave que deseja otimizar. Dessa forma, você saberá exatamente que tipo de conteúdo criar para esse conteúdo.

intenção de pesquisa do usuário cognitiveseo

A pesquisa sobre "como fazer um tiramisu" será classificada pela ferramenta como "informativa" em termos de intenção de pesquisa. Para classificar essa palavra-chave, é provável que você precise de um tipo de conteúdo de SEO "Como Fazer" ou de um guia do usuário para obter atenção e, dado o contexto, um blog provavelmente é o melhor tipo de página para hospedar esse conteúdo. Por outro lado, com uma pesquisa como "iphone 10 vs samsung galaxy 10", você espera que a primeira página de resultados seja preenchida com páginas do tipo de análise comparativa de sites especializados.

8. Varreduras locais e móveis específicas estão agora disponíveis

Uma presença on-line é muito valiosa para qualquer empresa, não importa se você está localizado em um único local ou se possui muitos escritórios em todo o mundo. E a otimização de mecanismos de pesquisa deve ser aplicada local e globalmente.

As empresas que desejam otimizar seu SEO nos níveis local e móvel devem ter todas as ferramentas e conhecimentos necessários para atingir seu objetivo. Mais do que nunca, o Google se concentra em fornecer uma experiência personalizada para todos os usuários. A otimização local desempenha um papel crucial no jogo. Ao entender isso, agora oferecemos a capacidade de criar conteúdo perfeitamente otimizado nos níveis móvel e local. Escolha o local exato em que deseja classificar e veja o que precisa ser feito para classificar entre os principais resultados do Google.

otimizador de conteúdo local para celular

9. Algoritmo geral aprimorado e melhor experiência do usuário

Você já sabe: hoje, publicar conteúdo é mais importante do que nunca. Esta é a única coisa que fará a diferença em um mercado muito barulhento e barulhento.

Mas o marketing de conteúdo não é feito da noite para o dia, especialmente com sua contínua reinvenção e avanço tecnológico. Você precisa das ferramentas certas para seguir.

E embora o volume de pesquisa mensal da sua consulta, as sugestões de palavras-chave filtradas por relevância, número de palavras etc. sejam métricas importantes a serem seguidas, mas não são suficientes.

Você sabe como o conteúdo do seu site realmente influencia a classificação dos seus mecanismos de pesquisa? Ou você sabe exatamente quais elementos-chave seu conteúdo precisa para classificar entre os melhores resultados do Google?

Não seria ótimo ter uma ferramenta que informasse exatamente o que está faltando no seu conteúdo para estar entre os 10 principais resultados?

Boas notícias, inventamos essa ferramenta e também a aprimoramos: Assistente de Conteúdot – A ferramenta de otimização de conteúdo personalizada que fornecerá a recomendação exata para que seu conteúdo seja classificado em primeiro lugar.

O que era uma técnica elegante e eficaz há alguns meses atrás, pode não funcionar porque o Google mudou seu algoritmo. É por isso que sabemos que, para obter uma ferramenta que produz resultados reais, precisamos continuar aprimorando-a. O marketing digital está evoluindo, mas a nossa ferramenta também.

Atualizamos os algoritmos complexos que permitem que o Otimizador de Conteúdo funcione efetivamente.

otimizador de conteúdo aprimorado

A pontuação de desempenho do conteúdo agora é ainda mais precisa e as sugestões de palavras-chave propostas pela ferramenta são simplificadas.

Todo algoritmo tem uma taxa de falsos positivos. No entanto, tentamos manter essa proporção o mais baixa possível. A versão aprimorada do assistente de conteúdo fornece zero (ou o mais próximo possível de zero) de sugestões de palavras-chave não relacionadas ou palavras-chave nas quais você precisa se concentrar. Agora você poderá se concentrar apenas nas palavras-chave que tornarão seu conteúdo o principal resultado da pesquisa ou mesmo o campo de resposta do Google.

Lembre-se de que o Otimizador de conteúdo é uma máquina de aprendizado baseada em resultados de pesquisa em tempo real. Este não é apenas um banco de dados, mas um analisador instantâneo do Google SERP. Muitos engenheiros de engenharia reversa estiveram envolvidos nesse processo, combinando algoritmos e conceitos avançados como pesquisa semântica, LSI (índice semântico latente), TF * IDF ou autoridade tópica, para para citar alguns.

Esperamos que você aproveite as melhorias tanto quanto nós. Se você já estiver usando esta ferramenta, informe-nos o que você acha das novas adições. Se você é novo, experimente a ferramenta e diga-nos como gosta.


Comece seu teste gratuito de 7 dias

Existe um tópico mais interessante do que erros 404?

É brutalmente chato, mas eu decidi apimentar um pouco as coisas.

Neste artigo, analisarei 404 modelos de páginas de erro dos 100 sites mais populares do mundo.

Também mostrarei como corrigir erros 404 no final.

Vamos pular.

O que é uma página de erro 404?

Um erro 404 ocorre quando você acessa uma página que não existe no site host.

Gotch SEO Error 404

Isso pode ser frustrante quando você é usuário e é por isso que é importante para o SEO. O que é importante para os usuários é importante para sua campanha de SEO.

Isso não significa que você precisa "consertar" todas as 404 páginas do seu site.

Mais sobre isso em um segundo. Existe uma verdade universal que se aplica a todos os sites:

Seu design de página 404 e seu UX devem ser eficazes.

Modele algumas das incríveis 404 páginas encontradas nos sites mais populares do mundo. visualização:

Modele estas 404 páginas

Classifiquei essas páginas de erro 404 de acordo com sua eficácia. Não é o quão inteligente eles são. E se foi:

1. eBay

A página 404 do eBay é perfeita. Isso é útil para os usuários e também foi projetado para conversão.

Página de erro do Ebay 404

2. Linha de Saúde

As 404 páginas da Healthline funcionam bem porque é a marca. Ele também direciona os usuários para partes importantes do site.

linha de saúde 404

3. RetailMeNot

O RetailMeNot usa uma bela página voltada para a conversão 404. Você deve testar esse modelo se estiver usando um site de cupom.

Retailmenot 404

4. Go.com (Disney)

O Go.com combina criatividade (que é a marca Disney) e eficiência, oferecendo uma função de pesquisa em suas 404 páginas. Bom trabalho!

Erro 404 da Disney

5. CNET

CNET tem uma página de erro 404 inteligente e eficiente. É eficaz com anúncios gráficos colocados em locais estratégicos. Também adoro a seção de conteúdo "Favoritos de todos os tempos".

CNET 404

É uma maneira eficaz de enviar usuários de volta à toca do coelho do site. Eles sabem que mais tempo de inatividade equivale a mais receita com publicidade.

6. Facebook

O design do Facebook de 404 páginas é sobre a marca e simples. Oferece aos usuários opções suficientes para encontrar o que precisam. Bem feito.

Página 404 do Facebook

7. YouTube

A página de erro 404 do YouTube é simples e eficaz. Você só tem uma opção e é para pesquisar.

Página 404 do YouTube

Seria lógico para o Google.com modelar a página 404 do YouTube. Você não sabe por que eles não fariam isso quando a pesquisa é o pão com manteiga.

404 páginas a não serem modeladas

1. Amazon

A página 404 da Amazon m me pegou de surpresa. Os profissionais de marketing estão estudando a Amazon por causa de seu estado mental orientado à conversão. Então, o que está acontecendo aqui? Por que eles estão pressionando o "Conheça os cães da Amazônia"? agenda em uma página 404?

Página Amazon 404

Entendo que eles estão tentando tornar seus negócios mais acessíveis e "humanitários", e isso é bom. O momento é um pouco estranho.

Vamos entrar na mente do usuário por um segundo.

Eles estavam procurando algo específico e agora estão distraídos. Uma porcentagem das pessoas clicará para saber mais sobre "cães da Amazônia". Então, uma pequena porcentagem dessas pessoas esquecerá o que estava fazendo, mesmo na Amazônia.

Portanto, se observarmos isso de uma perspectiva pura de conversão, é uma estratégia estranha.

A boa notícia é que a Amazon ainda exibe um importante recurso de pesquisa. Esta não é uma página de erro "ruim" 404. É apenas uma estratégia estranha.

2. Google

Surpreendentemente, o Google tem uma página 404 incorreta. Esta página não ajuda os usuários. Ele informa que eles tentaram acessar uma página que não existe, mas o que acontece a seguir?

Página de erro do Google 404

A única opção é pressionar o botão Voltar do navegador ou sair. Você pensaria que o maior mecanismo de pesquisa do mundo teria uma função de pesquisa em sua página de erro 404.

A parte divertida é que outra divisão da empresa (YouTube) tem uma página melhor 404. Veja acima.

3. Reddit

Não sei se a equipe do Reddit está tentando ser inteligente ou se não é intencional. Esta é uma página 404 incorreta, apesar de tudo. Ele não direciona os usuários para lugar nenhum e não dá indicação.

Página 404 do Reddit não encontrada

Minha única suposição é que a equipe do Reddit concluiu que sua base de usuários é inteligente o suficiente para encontrar o que precisa.

Aqui está um fato interessante sobre minha pesquisa:

13 dos 100 sites mais populares têm 404 páginas de erro como o Reddit.

4. Spotify

A página 404 do Spotify parece boa à primeira vista, mas os links apresentam alguns problemas. Uma das práticas recomendadas do UX é enfatizar links cedo ou pairando. O Spotify também não faz isso.

Página 404 do Spotify

Isso torna os links para as páginas "FAQ" e "Community" quase invisíveis. O outro problema é que o link "Voltar" não funciona porque eles usam Javascript. Não sei por que.

Como corrigir erros 404

A melhor maneira de encontrar e corrigir erros 404 é usar o Screaming Frog SEO Spider.

Mas antes de cavar, quando você deve corrigir um erro 404?

A resposta é algumas vezes.

Aqui está um critério simples a seguir:

  1. 301 redirecione uma página 404 se houver uma alternativa apropriada em seu site.
  2. O 301 redireciona uma página 404 se houver backlinks, tráfego, vendas ou qualquer outro indicador importante de desempenho. Se você não possui uma página relevante para 301, redirecione-a para a página inicial.

Se uma página 404 não tiver um KPI positivo, seja 404. O Google a rastreará e a removerá do índice. Eu recomendo que você entre no Google Search Console e marque o 404 como "fixo".

Não é necessário, mas não dói.

Como encontrar 404 páginas de erro

Abra o Screaming Frog SEO Spider, insira o domínio de destino e inicie a verificação.

Sapo gritando

Clique na guia "Códigos de resposta". Em seguida, clique no menu suspenso "Filtro" e selecione "Erro do cliente (4xx)".

Sapo Gritando 404s

Exporte todos os erros 404.

lista de erros 404

O próximo passo é pegar todas as suas páginas 404 e analisá-las com Ahrefs. Vá para Ahrefs, clique em "Mais" na navegação e depois em "Análise de lote".

Análise de lotes Ahrefs

Digite seus URLs e inicie a análise.

Ferramenta de análise em massa Ahrefs

Clique na coluna "Domínios" e você verá quais 404 páginas possuem backlinks existentes.

Domínios de referência Ahrefs

Agora, o 301 redireciona as páginas 404 (com backlinks existentes) para uma página relevante.

5 qualidades de perfeição 404 páginas

Aqui estão algumas qualidades de 404 páginas a serem copiadas com base em minha análise dos melhores sites do mundo:

1. Seja centrado no usuário

O desembarque em uma página 404 pode ser frustrante. Ajude o usuário o máximo que puder.

2. Fique na marca

As melhores 404 páginas permaneceram na marca e foram criativas. Especialmente Disney:

Erro 404 da Disney

A atenção aos detalhes percorre um longo caminho.

3. Fique simples

Não sobrecarregue o usuário mais do que ele já é. Dê a eles exatamente o que precisam para encontrar o que estavam procurando.

4. Faça os links parecerem links

UX 101 aqui. Seus links devem sempre parecer com links.

Páginas de ajuda do Ebay

5. Tente gerar conversões (se fizer sentido)

Nem todos os sites podem tentar fazer vendas em uma página 404. Mas, se fizer sentido, teste-o.

Ebay: Ofertas e promoções

Isso é tudo!

A otimização de 404 páginas não terá um impacto considerável no desempenho de SEO, mas não deve ser esquecida. Crie uma página de qualidade 404 e 301 páginas de redirecionamento que merecem ser redirecionadas (com base em métricas de desempenho e relevância).

Gostou deste post? Por favor, compartilhe. Obrigado!